New International Version

Revelation 1

Prologue

1The revelation from Jesus Christ, which God gave him to show his servants what must soon take place. He made it known by sending his angel to his servant John, who testifies to everything he saw—that is, the word of God and the testimony of Jesus Christ. Blessed is the one who reads aloud the words of this prophecy, and blessed are those who hear it and take to heart what is written in it, because the time is near.

Greetings and Doxology

John,

To the seven churches in the province of Asia:

Grace and peace to you from him who is, and who was, and who is to come, and from the seven spirits[a] before his throne, and from Jesus Christ, who is the faithful witness, the firstborn from the dead, and the ruler of the kings of the earth.

To him who loves us and has freed us from our sins by his blood, and has made us to be a kingdom and priests to serve his God and Father—to him be glory and power for ever and ever! Amen.

“Look, he is coming with the clouds,”[b]
    and “every eye will see him,
even those who pierced him”;
    and all peoples on earth “will mourn because of him.”[c]
So shall it be! Amen.

“I am the Alpha and the Omega,” says the Lord God, “who is, and who was, and who is to come, the Almighty.”

John’s Vision of Christ

I, John, your brother and companion in the suffering and kingdom and patient endurance that are ours in Jesus, was on the island of Patmos because of the word of God and the testimony of Jesus. 10 On the Lord’s Day I was in the Spirit, and I heard behind me a loud voice like a trumpet, 11 which said: “Write on a scroll what you see and send it to the seven churches: to Ephesus, Smyrna, Pergamum, Thyatira, Sardis, Philadelphia and Laodicea.”

12 I turned around to see the voice that was speaking to me. And when I turned I saw seven golden lampstands, 13 and among the lampstands was someone like a son of man,[d] dressed in a robe reaching down to his feet and with a golden sash around his chest. 14 The hair on his head was white like wool, as white as snow, and his eyes were like blazing fire. 15 His feet were like bronze glowing in a furnace, and his voice was like the sound of rushing waters. 16 In his right hand he held seven stars, and coming out of his mouth was a sharp, double-edged sword. His face was like the sun shining in all its brilliance.

17 When I saw him, I fell at his feet as though dead. Then he placed his right hand on me and said: “Do not be afraid. I am the First and the Last. 18 I am the Living One; I was dead, and now look, I am alive for ever and ever! And I hold the keys of death and Hades.

19 “Write, therefore, what you have seen, what is now and what will take place later. 20 The mystery of the seven stars that you saw in my right hand and of the seven golden lampstands is this: The seven stars are the angels[e] of the seven churches, and the seven lampstands are the seven churches.

Footnotes

  1. Revelation 1:4 That is, the sevenfold Spirit
  2. Revelation 1:7 Daniel 7:13
  3. Revelation 1:7 Zech. 12:10
  4. Revelation 1:13 See Daniel 7:13.
  5. Revelation 1:20 Or messengers

O Livro

Apocalipse 1

Introdução

11/2 Este livro revela acontecimentos que se hão­de dar num futuro próximo, dizendo respeito a Jesus Cristo, e que Deus revelou por intermédio de João, seu servo, a quem foi enviado um anjo para lhe explicar o significado dessas coisas. E João dá aqui testemunho das palavras de Deus, do que foi revelado por Jesus Cristo, e do que viu e ouviu.

Felizes aqueles que lerem o conteúdo desta profecia, e também os que ouvirem e aceitarem tudo o que nela está escrito, porque está próximo o tempo.

Saudações

João, às sete igrejas da província da Ásia:

Que vos sejam concedidas a graça e a paz daquele que é, que era e que há­de vir outra vez, e também dos sete espíritos, que se acham diante do seu trono, assim como da parte de Jesus Cristo, que nos revela fielmente a verdade, que foi o primeiro a ressuscitar e que tem poder sobre os governantes desta Terra.

A esse que nos ama e nos lavou dos nossos pecados pelo seu sangue, nos reuniu no seu reino, e nos fez sacerdotes de Deus, seu Pai, seja dada toda a honra e reconhecido o seu poder para sempre. Que assim seja!

Eis que ele vem rodeado de nuvens,
e toda a gente o verá,
até aqueles mesmos que o trespassaram.
E as nações se lamentarão por causa dele.
Sim, isso é que há­de acontecer!

“Eu sou o A e o Z—o princípio e o fim de todas as coisas”, diz o Senhor Deus, que tem todo o poder, e que é, que era, e que virá outra vez!

A visão do Filho do Homem

Eu, João, sou vosso irmão e, em Jesus, companheiro nos sofrimentos, na paciência e no reino. Estava eu exilado na ilha de Patmos, por ter pregado a palavra de Deus e falado sobre Jesus Cristo, 10 quando, no dia do Senhor, fui tomado pelo Espírito e ouvi uma voz muito forte por detrás de mim, com um timbre semelhante ao de uma trombeta e 11 que dizia: “Põe por escrito aquilo que vires e envia­o às sete igrejas que estão na província da Ásia: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardo, Filadélfia e Laodiceia”.

12 Na altura em que me virei para saber quem é que estava a falar comigo, vi sete castiçais de ouro, 13 e no meio deles estava o Filho do Homem; trazia um manto que lhe chegava aos pés e uma faixa de ouro em volta do peito. 14 Os seus cabelos eram brancos como a lã, ou a neve, e os olhos brilhavam como chamas ardentes. 15 Os pés reluziam como bronze polido e a sua voz tinha a majestade das grandes vagas. 16 Segurava na mão direita sete estrelas e na boca uma afiada espada de dois fios; o esplendor do seu rosto era como o do Sol na sua maior força.

17 Quando o vi caí a seus pés como morto; mas ele pôs sobre mim a mão direita e disse­me: “Não tenhas medo! Sou eu, o primeiro e o último. 18 Sou aquele que está vivo; que foi morto mas agora vive eternamente. Eu tenho autoridade sobre a morte e o inferno. 19 Escreve o que tens visto, e que diz respeito tanto ao tempo presente como ao futuro. 20 Este é o significado das sete estrelas que viste na minha mão direita, assim como dos sete castiçais de ouro: as sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais são as próprias igrejas.”