New International Version

Genesis 18

The Three Visitors

1The Lord appeared to Abraham near the great trees of Mamre while he was sitting at the entrance to his tent in the heat of the day. Abraham looked up and saw three men standing nearby. When he saw them, he hurried from the entrance of his tent to meet them and bowed low to the ground.

He said, “If I have found favor in your eyes, my lord,[a] do not pass your servant by. Let a little water be brought, and then you may all wash your feet and rest under this tree. Let me get you something to eat, so you can be refreshed and then go on your way—now that you have come to your servant.”

“Very well,” they answered, “do as you say.”

So Abraham hurried into the tent to Sarah. “Quick,” he said, “get three seahs[b] of the finest flour and knead it and bake some bread.”

Then he ran to the herd and selected a choice, tender calf and gave it to a servant, who hurried to prepare it. He then brought some curds and milk and the calf that had been prepared, and set these before them. While they ate, he stood near them under a tree.

“Where is your wife Sarah?” they asked him.

“There, in the tent,” he said.

10 Then one of them said, “I will surely return to you about this time next year, and Sarah your wife will have a son.”

Now Sarah was listening at the entrance to the tent, which was behind him. 11 Abraham and Sarah were already very old, and Sarah was past the age of childbearing. 12 So Sarah laughed to herself as she thought, “After I am worn out and my lord is old, will I now have this pleasure?”

13 Then the Lord said to Abraham, “Why did Sarah laugh and say, ‘Will I really have a child, now that I am old?’ 14 Is anything too hard for the Lord? I will return to you at the appointed time next year, and Sarah will have a son.”

15 Sarah was afraid, so she lied and said, “I did not laugh.”

But he said, “Yes, you did laugh.”

Abraham Pleads for Sodom

16 When the men got up to leave, they looked down toward Sodom, and Abraham walked along with them to see them on their way. 17 Then the Lord said, “Shall I hide from Abraham what I am about to do? 18 Abraham will surely become a great and powerful nation, and all nations on earth will be blessed through him.[c] 19 For I have chosen him, so that he will direct his children and his household after him to keep the way of the Lord by doing what is right and just, so that the Lord will bring about for Abraham what he has promised him.”

20 Then the Lord said, “The outcry against Sodom and Gomorrah is so great and their sin so grievous 21 that I will go down and see if what they have done is as bad as the outcry that has reached me. If not, I will know.”

22 The men turned away and went toward Sodom, but Abraham remained standing before the Lord.[d] 23 Then Abraham approached him and said: “Will you sweep away the righteous with the wicked? 24 What if there are fifty righteous people in the city? Will you really sweep it away and not spare[e] the place for the sake of the fifty righteous people in it? 25 Far be it from you to do such a thing—to kill the righteous with the wicked, treating the righteous and the wicked alike. Far be it from you! Will not the Judge of all the earth do right?”

26 The Lord said, “If I find fifty righteous people in the city of Sodom, I will spare the whole place for their sake.”

27 Then Abraham spoke up again: “Now that I have been so bold as to speak to the Lord, though I am nothing but dust and ashes, 28 what if the number of the righteous is five less than fifty? Will you destroy the whole city for lack of five people?”

“If I find forty-five there,” he said, “I will not destroy it.”

29 Once again he spoke to him, “What if only forty are found there?”

He said, “For the sake of forty, I will not do it.”

30 Then he said, “May the Lord not be angry, but let me speak. What if only thirty can be found there?”

He answered, “I will not do it if I find thirty there.”

31 Abraham said, “Now that I have been so bold as to speak to the Lord, what if only twenty can be found there?”

He said, “For the sake of twenty, I will not destroy it.”

32 Then he said, “May the Lord not be angry, but let me speak just once more. What if only ten can be found there?”

He answered, “For the sake of ten, I will not destroy it.”

33 When the Lord had finished speaking with Abraham, he left, and Abraham returned home.

Footnotes

  1. Genesis 18:3 Or eyes, Lord
  2. Genesis 18:6 That is, probably about 36 pounds or about 16 kilograms
  3. Genesis 18:18 Or will use his name in blessings (see 48:20)
  4. Genesis 18:22 Masoretic Text; an ancient Hebrew scribal tradition but the Lord remained standing before Abraham
  5. Genesis 18:24 Or forgive; also in verse 26

O Livro

Gênesis 18

Os três visitantes

11/2 Mais tarde o Senhor apareceu­lhe outra vez enquanto continuava a viver nos carvalhais de Mamre. E foi desta maneira: Numa tarde quente, quando estava sentado à entrada da tenda, ao erguer os olhos viu três homens que vinham na sua direcção. Apressou­se a ir­lhes ao encontro, acolhendo­os com cordialidade: 3/5 “Peço­vos que não continuem o caminho sem descansarem aqui um pouco à sombra desta árvore. Vou trazer­vos água para refrescarem os pés, e alguma coisa que comam e vos ajude a refazer as forças. Depois poderão prosseguir viagem.”

“Está bem. Faz assim como disseste”, responderam­lhe.

6/8 Abraão foi a correr à tenda, e disse a Sara: “Depressa! Faz num instante uns bolos de farinha, o bastante para as três pessoas que vamos ter de visita.” Depois deu um pulo à vacaria, escolheu a melhor vitela, mais tenrinha, e mandou o criado que a preparasse rapidamente. De seguida foi buscar manteiga, queijo e leite, e com a carne da vitela que tinha mandado preparar, trouxe tudo aos visitantes. Pôs­se então ali de pé, junto da árvore, a vê­los comer.

Eles perguntaram­lhe: “Onde é que está Sara, a tua mulher?”

“Na tenda”, respondeu. E o Senhor disse­lhe:

10/12 “Fica sabendo que para o ano que vem, dar­vos­ei, a ti e a Sara, um filho.”

Sara estava a ouvir à entrada da tenda, por detrás dele. Abraão e Sara eram ambos já bastante idosos. E Sara até havia já há muito tempo que tinha cessado o costume das mulheres, que tinha passado o tempo em que podia ter filhos. Por isso começou a rir­se para consigo e a pensar: “O quê? Uma mulher da minha idade poder ainda ter a alegria de lhe nascer um menino? Tanto mais com um marido já tão velho como o meu!”

13/14 Mas o Senhor disse a Abraão: “Porque é que Sara se riu? Porque é que ela está a pensar que uma mulher como ela já não pode ter filhos? Para Deus haverá alguma coisa que seja muito difícil de fazer? Não te esqueças portanto de que no próximo ano, tal como te disse, Sara há­de ter um filho.”

15 Mas Sara quis desculpar­se: “Eu não me ri”, porque estava com medo.

16 Contudo eles insistiram e corrigiram­na: “Sim, é claro que te riste.” Depois levantaram­se e continuaram na direcção de Sodoma. E Abraão acompanhou­os uma parte do caminho.

Abraão intercede por Sodoma

17/19 O Senhor perguntou: “Deixarei que Abraão ignore aquilo que vou fazer? Porque a verdade é que ele se vai tornar numa poderosa nação, e virá a ser uma fonte de bênção para todas as nações da terra. Eu escolhi­o, por isso sei que há­de mandar os filhos e todos os da sua casa obedecerem ao Senhor de forma a serem pessoas que pratiquem o que é justo e recto, e a fim de que eu possa realizar tudo o que lhe prometi.”

20/21 Então disse a Abraão: “Dou­me conta de que o povo de Sodoma e de Gomorra é extremamente mau, e que tudo o que fazem é perverso. Vou descer lá agora para confirmar isso. Depois vou agir.”

22/25 Os homens dirigiram­se então em direcção a Sodoma, mas Abraão continuou ainda na presença do Senhor. E aproximou­se para perguntar: “Vais destruir bons e maus, juntamente? Supondo que encontras na cidade cinquenta pessoas que andam no caminho de Deus, irás destruí­la? Não a pouparás, atendendo a que há lá esse punhado de gente que segue a justiça? Não seria justo que fizesses morrer os rectos junto com os pecadores. Tu nunca tratas da mesma maneira uns e outros. O Juiz de toda a Terra não haveria de agir com toda a justiça?”

26 E Deus respondeu­lhe: “Se eu encontrar em Sodoma cinquenta pessoas rectas, pouparei a cidade inteira, por causa delas.”

27/28 Mas Abraão insistiu: “Já que comecei a falar­te neste assunto, permite­me que vá mais longe, ainda que eu não valha mais do que cinza ou pó da terra. Então se houver lá apenas quarenta e cinco desses que seguem a justiça? Destruirás mesmo assim a cidade só por faltarem cinco ao número que te apresentei primeiro?

Deus tornou a responder­lhe: “Se houver lá quarenta e cinco desses, não destruirei a cidade.”

29 Mas Abraão quis ir mais longe ainda no seu pedido: “E se forem só quarenta?”

Deus disse­lhe de novo: “Também não destruirei a cidade se forem só quarenta.”

30 “Não te impacientes, Senhor, se eu continuar a insistir! Supondo então que são apenas trinta?”

“Não a destruirei ainda que sejam só trinta.”

31 Abraão não desistiu ainda de orar a favor dos rectos: “Já que tenho ido tão longe na minha ousadia, vou continuar: Se lá estiverem só vinte deles”.

“Mesmo que sejam vinte”, disse Deus, “não destruirei a cidade por causa desses vinte.”

32 “Senhor, se não te importas, deixa­me falar só uma última vez mais. E se não forem mais de dez?”

Deus respondeu­lhe novamente: “Mesmo só com dez, não a destruirei, se eles lá estiverem.”

33 E sendo que Abraão acabou de conversar com o Senhor, este foi­se embora. Abraão regressou a casa.