Nova Versão Internacional

Salmos 73:1-28

TERCEIRO LIVRO

Salmo 73

Salmo da família de Asafe.

1Certamente Deus é bom para Israel,

para os puros de coração.

2Quanto a mim, os meus pés quase tropeçaram;

por pouco não escorreguei.

3Pois tive inveja dos arrogantes

quando vi a prosperidade desses ímpios.

4Eles não passam por sofrimento73.4 Ou sofrimento até morrer; ou ainda sofrimento; até morrer o corpo deles é

e têm o corpo saudável e forte.

5Estão livres dos fardos de todos;

não são atingidos por doenças como os outros homens.

6Por isso o orgulho lhes serve de colar,

e eles se vestem de violência.

7Do seu íntimo73.7 Hebraico: gordura. brota a maldade73.7 Conforme a Versão Siríaca. O Texto Massorético diz Seus olhos saltam-lhes da gordura.;

da sua mente transbordam maquinações.

8Eles zombam e falam com más intenções;

em sua arrogância ameaçam com opressão.

9Com a boca arrogam a si os céus,

e com a língua se apossam da terra.

10Por isso o seu povo se volta para eles

e bebe suas palavras até saciar-se.

11Eles dizem: “Como saberá Deus?

Terá conhecimento o Altíssimo?”

12Assim são os ímpios;

sempre despreocupados, aumentam suas riquezas.

13Certamente me foi inútil manter puro o coração

e lavar as mãos na inocência,

14pois o dia inteiro sou afligido,

e todas as manhãs sou castigado.

15Se eu tivesse dito: “Falarei como eles”,

teria traído os teus filhos.

16Quando tentei entender tudo isso,

achei muito difícil para mim,

17até que entrei no santuário de Deus,

e então compreendi o destino dos ímpios.

18Certamente os pões em terreno escorregadio

e os fazes cair na ruína.

19Como são destruídos de repente,

completamente tomados de pavor!

20São como um sonho que se vai quando acordamos;

quando te levantares, Senhor,

tu os farás desaparecer.

21Quando o meu coração estava amargurado

e no íntimo eu sentia inveja,

22agi como insensato e ignorante;

minha atitude para contigo era a de um animal irracional.

23Contudo, sempre estou contigo;

tomas a minha mão direita e me susténs.

24Tu me diriges com o teu conselho,

e depois me receberás com honras.

25A quem tenho nos céus senão a ti?

E, na terra, nada mais desejo além de estar junto a ti.

26O meu corpo e o meu coração poderão fraquejar,

mas Deus é a força do meu coração

e a minha herança para sempre.

27Os que te abandonam sem dúvida perecerão;

tu destróis todos os infiéis.

28Mas, para mim, bom é estar perto de Deus;

fiz do Soberano Senhor o meu refúgio;

proclamarei todos os teus feitos.