New American Standard Bible

Romans 14

Principles of Conscience

1Now accept the one who is weak in faith, but not for the purpose of passing judgment on his opinions. One person has faith that he may eat all things, but he who is weak eats vegetables only. The one who eats is not to regard with contempt the one who does not eat, and the one who does not eat is not to judge the one who eats, for God has accepted him. Who are you to judge the [a]servant of another? To his own [b]master he stands or falls; and he will stand, for the Lord is able to make him stand.

One person [c]regards one day above another, another regards every day alike. Each person must be fully convinced in his own mind. He who observes the day, observes it for the Lord, and he who eats, [d]does so for the Lord, for he gives thanks to God; and he who eats not, for the Lord he does not eat, and gives thanks to God. For not one of us lives for himself, and not one dies for himself; for if we live, we live for the Lord, or if we die, we die for the Lord; therefore whether we live or die, we are the Lord’s. For to this end Christ died and lived again, that He might be Lord both of the dead and of the living.

10 But you, why do you judge your brother? Or you again, why do you regard your brother with contempt? For we will all stand before the judgment seat of God. 11 For it is written,

As I live, says the Lord, every knee shall bow to Me,
And every tongue shall [e]give praise to God.”

12 So then each one of us will give an account of himself to God.

13 Therefore let us not judge one another anymore, but rather determine this—not to put an obstacle or a stumbling block in a brother’s way. 14 I know and am convinced [f]in the Lord Jesus that nothing is unclean in itself; but to him who thinks anything to be unclean, to him it is unclean. 15 For if because of food your brother is hurt, you are no longer walking according to love. Do not destroy with your food him for whom Christ died. 16 Therefore do not let what is for you a good thing be [g]spoken of as evil; 17 for the kingdom of God is not eating and drinking, but righteousness and peace and joy in the Holy Spirit. 18 For he who in this way serves Christ is acceptable to God and approved by men. 19 So then [h]we pursue the things which make for peace and the building up of one another. 20 Do not tear down the work of God for the sake of food. All things indeed are clean, but they are evil for the man who eats [i]and gives offense. 21 It is good not to eat meat or to drink wine, or to do anything by which your brother stumbles. 22 The faith which you have, have [j]as your own conviction before God. Happy is he who does not condemn himself in what he approves. 23 But he who doubts is condemned if he eats, because his eating is not from faith; and whatever is not from faith is sin.

Notas al pie

  1. Romans 14:4 Or house-servant
  2. Romans 14:4 Lit lord
  3. Romans 14:5 Lit judges
  4. Romans 14:6 Lit eats
  5. Romans 14:11 Or confess
  6. Romans 14:14 Lit through
  7. Romans 14:16 Lit blasphemed
  8. Romans 14:19 Later mss read let us pursue
  9. Romans 14:20 Lit with offense
  10. Romans 14:22 Lit according to yourself

O Livro

Romanos 14

Problemas de consciência

1Recebam sempre o melhor possível qualquer irmão, ainda que fraco na sua fé. Não discutam com ele sobre os seus escrúpulos. Uns crêem que se pode comer de tudo; mas outros há que pensarão que isso não está certo e irão ao ponto de comer só vegetais. E aqueles que não acham mal comer de tudo não devem desprezar os que apenas comem certas coisas, tal como também estes últimos não devem julgar os primeiros, porque Deus os aceitou como filhos. Eles são servos de Deus, e não vossos. É a Deus que dão contas, não a vocês. Por isso deixem que seja Deus a dizer­lhes se fazem bem ou mal. E Deus pode certamente levá­los a fazer o que devem.

Há também pessoas que pensam que os cristãos deveriam respeitar dias de festa dos judeus, como ocasiões especiais de adoração a Deus; mas outras pensam que todos os dias são igualmente ocasiões de servir Deus. Cada pessoa deve ter a sua convicção sobre este assunto. Afinal, aqueles que querem assinalar de forma especial determinados dias fazem­no para adorar Deus. Da mesma forma, quem come de tudo, sem escrúpulos de consciência, fá­lo também para o Senhor; a prova é que dá graças a Deus por aquilo que come. A pessoa que recusa certos alimentos, se faz assim é também porque está desejosa de agradar ao Senhor, estando igualmente grata a Deus.

Nós não somos donos de nós mesmos, de forma a vivermos ou morrermos segundo a nossa vontade ou conveniência. Quer vivamos, quer morramos, somos do Senhor, dependemos da sua vontade. Quando morrermos, iremos estar com o Senhor. Por isso, tanto na vida como na morte, pertencemos ao Senhor. Foi para isto mesmo aliás que Cristo morreu e ressuscitou, para ser Senhor das nossas vidas, quer vivamos, quer morramos.

10 Vocês não têm o direito de julgar os vossos irmãos, ou de os criticar com superioridade. Lembrem­se de que cada um de nós terá de prestar contas perante o tribunal de Deus. 11 Porque está escrito:

    “Tão certo como eu vivo, diz o Senhor,
    todo o joelho se dobrará perante mim
    e toda a língua confessará que sou Deus”.

12 Sim, cada um dará contas de si mesmo a Deus. 13 Por isso não se critiquem mais uns aos outros. Em vez disso, procurem viver de tal modo que nada do que fazem possa levar o vosso irmão a pecar, ou a ficar perturbado na sua consciência.

14 Quanto a mim pessoalmente, estou certo, porque assim mo ensinou o Senhor Jesus, de que não há nada de mal em comer comida considerada imunda pela lei. Contudo, se alguém pensa o contrário deverá fazer segundo a sua consciência, porque para ele é mal. 15 E se o teu irmão pode perturbar­se na sua consciência por aquilo que tu comes, não estarás a dar provas do amor de Deus em ti, se continuares a comer disso. Não faças com que aquilo que comes leve a perder aquele por quem Cristo morreu. 16 Não faças nada que te leve a ser criticado ainda que por coisas que sabes que estão certas.

17 Porque o reino de Deus não é uma questão do que comemos ou bebemos, mas de vivermos uma vida de bondade e paz e alegria no Espírito Santo. 18 Porque quem serve Cristo desta maneira dará alegria a Deus e será estimado pelos homens. 19 Tenham sempre como objectivo a paz uns com os outros, assim como o progresso da vida espiritual de cada um. 20 Não desfaçam a obra de Deus na vida de um irmão vosso por uma questão de comida. Lembrem­se que não há nenhum mal naquilo que se come; o mal é quando aquilo que se come pode afectar a vida espiritual de alguém. 21 Então o melhor a fazer será deixar de comer carne, ou de beber bebidas alcoólicas ou de fazer seja o que for que possa vir a afectar o vosso irmão e até levá­lo a pecar.

22 Estás convencido de que perante Deus não há mal naquilo que fazes? Pois reserva essa tua convicção entre ti e Deus. Feliz é o homem, na verdade, que não se sente condenado quando faz o que sabe estar certo. 23 Mas se alguém tem dúvidas sobre se deve ou não comer alguma coisa, não deve comer. Seria condenado por não agir com fé perante Deus. Se fizer alguma coisa que julga não estar certa, está a pecar.