O Livro

Neemias 11

Os novos habitantes de Jerusalém

(1 Cr 9.1-17)

1Os governantes israelitas viviam nessa altura em Jerusalém, a santa cidade de Deus; mas um em cada dez do povo das outras povoações e cidades de Judá e Benjamim aceitou ser escolhido por sorteio para ali viver também. O povo elogiou todos os que voluntariamente se ofereceram para residir em Jerusalém.

Segue-se uma lista dos nomes dos funcionários administrativos que vieram para Jerusalém, ainda que a maioria dos chefes, sacerdotes, levitas, auxiliares do templo e descendentes dos funcionários reais de Salomão continuasse a habitar nas suas casas em várias localidades de Judá. Outras pessoas, tanto de Judá como de Benjamim, ficaram a viver em Jerusalém.

Chefes da tribo de Judá:

Ataías, cujos ascendentes eram, sucessivamente, de filho para pai: Uzias, Zacarias, Amarias, Sefatias e Malaliel, descendentes de Perez;

Maaseias, cujos ascendentes eram: Baruque, Col-Hoze, Hazaías, Adaías, Joiaribe, Zacarias e Silonite.

Ao todo eram 468 os valentes descendentes de Perez que viviam em Jerusalém.

Chefes da tribo de Benjamim:

Salu, cujos ascendentes eram Mesulão, Joede, Pedaías, Colaías, Maaseias, Itiel e Jesaías, e os 968 descendentes de Gabai e de Salai.

O seu chefe era Joel, filho de Zicri, assistido por Judá, filho de Hassenua.

10 Chefes dos sacerdotes:

Jedaías, filho de Joiaribe, Jaquim,

11 Seraías, cuja ascendência era sucessivamente: Hilquias, Mesulão, Zadoque, Meraiote e Aitube, que era o sumo sacerdote. 12-14 Ao todo eram 822 os sacerdotes que faziam o serviço no templo sob a liderança destes homens.

Havia também 242 sacerdotes sob as ordens de Adaías, cuja ascendência era:

Jeroão, Pelalias, Amzi, Zacarias, Pasur e Malquias. Havia ainda 128 valentes homens sob as ordens de Amassai, cuja ascendência era:

Azarel, Azai, Mesilemote e Imer; era assistido por Zabdiel, filho de Gedolim.

15 Chefes levitas:

Semaías, cuja ascendência era: Hassube, Azricão, Hasabias e Buni;

16 Sabetai e Jozabade, que tinham a seu cargo o trabalho fora do templo;

17 Matanias, filho de Mica, neto de Zabdi, bisneto de Asafe, era ele quem começava o serviço de oração com agradecimento a Deus;

Baquebuquias e Abda, cuja ascendência era:

Samua, Galal e Jedutun, eram ambos assistentes.

18 Ao todo havia 284 levitas em Jerusalém.

19 Havia também 172 porteiros, chefiados por Acube, Talmom e outros do seu clã.

20 Os outros sacerdotes, levitas e povo viviam nos lugares onde as suas famílias tinham herdado propriedades dos antepassados.

21 Contudo, os auxiliares do templo, cujos chefes eram Zia e Gispa, viviam todos em Ofel.

22 O supervisor dos levitas em Jerusalém e dos que serviam no templo era Uzi, cujos ascendentes eram: Bani, Hasabias, Matanias e Mica, descendente de Asafe, cujo clã se tornou cantores do tabernáculo. 23 Fora nomeado pelo rei que também estabelecera a escala de gratificações devidas aos cantores.

24 Petaías, filho de Mesezabel, descendente de Zera, filho de Judá, ocupava-se de todos os assuntos da administração pública.

25 Estas são algumas das localidades onde o povo de Judá vivia: Quiriate-Arba, Dibom, Jecabzeel e as povoações ao redor; 26 Jesua, Molada, Bete-Palete, 27 Hazar-Sual, Berseba e arredores; 28 Ziclague, Mecona e as suas aldeias; 29 En-Rimom, Zora, Jarmute, 30 Zanoa, Adulão e as aldeias ao redor; Laquis, Azeca e lugares e campos em volta. Foi assim que o povo se espalhou de Berseba até ao vale de Ben-Hinom.

31 O povo da tribo de Benjamim vivia em Geba, Micmás, Aiá, Betel e aldeias circunvizinhas, 32 Anatote, Nobe, Ananias, 33 Hazor, Ramá, Gitaim, 34 Hadide, Zeboim, Nebalate, 35 Lode e Ono, o vale do Artífices.

36 Alguns dos levitas que viviam em Judá foram enviados para viver com a tribo de Benjamim.