O Livro

Esdras 8

Os chefes de família que voltaram com Esdras

1São estes os nomes e as genealogias dos chefes que me acompanharam, desde Babilónia, durante o reinado do rei Artaxerxes:

descendentes de Fineias:

Gerson;

descendentes de Itamar:

Daniel;

do subclã de David, pertencente ao clã de Secanias:

Hatus;

descendentes de Parós:

Zacarias e 150 outros homens;

descendentes de Paate-Moabe:

Elioenai, filho de Zeraías, e mais 200 homens;

descendentes de Zatu:

Secanias, filho de Jaaziel, e com ele 300 homens;

descendentes de Adim:

Ebede, filho de Jónatas, e 50 homens;

descendentes de Elão:

Jesaías, filho de Atalia, e mais 70 homens;

descendentes de Sefatias:

Zebadias, filho de Micael, com ele 80 homens;

descendentes de Joabe:

Obadias, filho de Jeiel, e 218 homens;

10 descendentes de Bani:

Selomite, filho de Josifias, e mais 160 homens;

11 descendentes de Bebai:

Zacarias, filho de Bebai, e 28 homens;

12 descendentes de Azgade:

Joanã, filho de Hacatã, e mais 110 homens;

13 descendentes de Adonicão:

Elifelete, Jeiel e Semaías, mais 60 homens, que chegaram mais tarde;

14 descendentes de Bigvai:

Utai, Zacur e 70 outros homens.

O retorno a Jerusalém

15 Juntámo-nos na margem do rio Aava e ficámos ali acampados três dias, enquanto eu verificava as listas do povo e dos sacerdotes que iam chegando. Verifiquei que não havia nem um só levita que se tivesse apresentado voluntariamente. 16 Então, mandei chamar Eliezer, Ariel, Semaías, Elnatã, Jaribe, Elnatã, Natã, Zacarias e Mesulão, líderes levitas; também mandei buscar Joiaribe e Elnatã, que eram sábios. 17 Enviei-os depois a Ido, líder dos judeus em Casifia, para lhe pedir, a ele, aos seus irmãos e aos funcionários do templo, que nos mandassem sacerdotes para o templo de Deus em Jerusalém. 18 E Deus foi bom para connosco! Mandou-nos um homem notável chamado Serebias e os seus 18 filhos e irmãos; uma pessoa muito inteligente, descendente de Mali, filho de Levi e neto de Israel. 19 Deus também fez com que se apresentassem Hasabias e Jesaías, filho de Merari, com 20 dos seus familiares, filhos e irmãos. 20 Vieram também 220 funcionários do templo. Estes funcionários eram assistentes dos levitas, uma categoria instituída pelo rei David. Todos estes 220 homens foram devidamente registados pelos seus nomes.

21 Enquanto ali estávamos, à beira do rio Aava, proclamei um jejum, para nos humilharmos perante Deus; orámos para que nos desse uma boa viagem e nos protegesse, a nós, assim como aos nossos filhos e bagagens, durante a viagem. 22 Porque me envergonhei de pedir ao rei soldados, a pé e a cavalo, para nos acompanharem e nos protegerem dos inimigos durante o caminho; pois tínhamos dito que o nosso Deus protege todos quantos o adoram e a desgraça só vem aos que o abandonam. 23 Por isso, jejuámos e implorámos a Deus que cuidasse de nós, e ele assim fez.

24 Designei 12 chefes de entre os sacerdotes, Serebias, Hasabias e 10 outros sacerdotes; 25 deveriam responsabilizar-se pelo transporte da prata e do ouro, dos recipientes em ouro e dos outros objetos que o rei e o seu conselho, e os líderes do povo de Israel, tinham oferecido para o templo de Deus. 26 Pesei o dinheiro, quando lho entreguei, e contei no total 22 quilos de prata; avaliei também em 3,4 toneladas os vasos de prata e em outro tanto os de ouro. 27 Havia também 20 taças de ouro que pesavam 8 quilos; entreguei-lhes, igualmente, 2 belas taças de bronze que eram tão preciosas com as de ouro.

28 Depois disse-lhes: “Vocês estão consagrados ao Senhor; tal como vocês, também consagrei os tesouros: o equipamento, o dinheiro e as taças que foram oferecidas voluntariamente ao Senhor, o Deus dos vossos pais. 29 Assim, vigiem bem estes tesouros! Terão de os apresentar, sem a mínima perda, aos sacerdotes e aos chefes dos levitas, assim como aos anciãos de Israel em Jerusalém, onde deverão ser colocados nas salas do tesouro do templo do Senhor.” 30 Os sacerdotes e os levitas aceitaram a responsabilidade daquele transporte até ao templo de Deus em Jerusalém.

31 Levantámos o acampamento junto ao rio Aava no dia 12 do primeiro mês e partimos para Jerusalém. Deus protegeu-nos e livrou-nos dos inimigos e dos bandidos durante todo o caminho. 32 Assim, chegamos sãos e salvos a Jerusalém e permanecemos ali três dias.

33 No quarto dia, após a chegada, todo o ouro e prata e os outros valores foram pesados no templo, por Meremote, filho de Urias o sacerdote, por Eleazar, filho de Fineias, por Jozabade, filho de Jesua, e por Noadias, filho de Binuí, todos eles levitas. 34 Foi tudo contado e anotado o peso do ouro e da prata.

35 Depois disso, os que tinham regressado do cativeiro, ofereceram holocaustos ao Deus de Israel: 12 novilhos por toda a nação de Israel, 96 carneiros, 77 cordeiros e 12 bodes como oferta pelo pecado. Todos estes animais foram queimados em holocausto ao Senhor. 36 Os decretos reais foram entregues aos seus representantes e aos governadores de todas as províncias a ocidente do rio Eufrates, os quais colaboraram, eles próprios, nos trabalhos de reconstrução do templo de Deus.