O Livro

Esdras 7

Esdras vem a Jerusalém

1É esta a genealogia de Esdras, que viajou da Babilónia para Jerusalém, durante o reinado de Artaxerxes da Pérsia: Esdras era filho de Seraías; Seraías era filho de Azarias; Azarias era filho de Hilquias; Hilquias era filho de Salum; Salum era filho de Zadoque; Zadoque era filho de Aitube; Aitube era filho de Amarias; Amarias era filho de Azarias; Azarias era filho de Meraiote; Meraiote era filho de Zeraías; Zeraías era filho de Uzi; Uzi era filho de Buqui; Buqui era filho de Abisua; Abisua era filho de Fineias; Fineias era filho de Eleazar; Eleazar era filho de Aarão, o sumo sacerdote.

Como chefe religioso, Esdras era muito versado na Lei de Moisés, dada pelo Senhor, o Deus de Israel. Pedira ao rei para regressar a Jerusalém da Babilónia e este concedeu-lhe tudo o que ele precisava, porque o Senhor, seu Deus, o abençoava. Houve, aliás, muita gente do povo, assim como sacerdotes, levitas, cantores, porteiros e funcionários do templo, que viajou com ele para Jerusalém no sétimo ano do rei Artaxerxes.[a]

8-9 Deixaram Babilónia no primeiro dia do primeiro mês[b] e chegaram a Jerusalém no primeiro dia do quinto mês, no sétimo ano do reinado de Artaxerxes, depois de Deus lhes ter dado uma boa viagem. 10 Isto porque Esdras tinha proposto no seu coração estudar a Lei do Senhor, obedecer-lhe e ensinar em Israel os seus mandamentos e preceitos.

Carta de Artaxerxes a Esdras

11 Foi esta a carta que o rei Artaxerxes deu ao sacerdote Esdras, mestre nas leis e mandamentos do Senhor em Israel:

12 Artaxerxes, rei de reis, a Esdras, sacerdote e mestre na Lei do Deus dos céus.

13 Decreto que qualquer judeu no meu reino, incluindo sacerdotes e levitas, pode regressar a Jerusalém contigo. 14 Da minha parte e dos meus sete conselheiros, te mandamos que leves a Lei do teu Deus para Judá e Jerusalém e que faças um relatório dos progressos religiosos verificados. 15 Também te ordenamos que leves para Jerusalém a prata e o ouro que apresentamos como oferta ao Deus de Israel, cuja habitação está em Jerusalém.

16 Além disso, deverás recolher as ofertas voluntárias para o templo, em prata e ouro, que os judeus e os seus sacerdotes, em todas as províncias da Babilónia, queiram dar. 17 Estes fundos serão usados, prioritariamente, para a compra de bois, carneiros, cordeiros e ofertas de cereais e bebidas, para serem oferecidos sobre o altar do teu templo, quando chegares a Jerusalém. 18 O dinheiro que sobejar poderá ser usado por ti e pelos teus irmãos, da forma que entenderem ser a vontade do vosso Deus. 19 Leva contigo os vasos de ouro e outros objetos que damos para o templo do vosso Deus em Jerusalém. 20 Se vos faltar dinheiro para a reconstrução do templo, ou para qualquer outra coisa relacionada com isso, podem requerê-lo dos fundos do tesouro real.

21 Eu, Artaxerxes, rei, envio este mesmo decreto a todos os tesoureiros reais nas províncias a ocidente do rio Eufrates: deverão entregar a Esdras o que ele vos requisitar, porque se trata de um sacerdote e mestre na Lei do Deus dos céus. 22 Poderão fornecer-lhe até 3400 quilos de prata, 22 000 litros de trigo, 2200 litros de vinho, 2200 litros de azeite e qualquer quantidade de sal. 23 Tudo o mais que o Deus dos céus pedir para o seu templo, deverão entregar-lhe, pois por que razão arriscaria eu a ira de Deus contra o rei e os seus filhos? 24 Também decreto que a nenhum sacerdote, levita, cantor do coro, porteiro, funcionário do templo ou a qualquer outro trabalhador do templo seja requerido o pagamento de qualquer tipo de imposto.

25 Quanto a ti, Esdras, deverás usar da sabedoria que Deus te deu para escolheres e designares administradores que governem todos os povos a ocidente do rio Eufrates. Se forem pessoas que não estejam familiarizadas com as leis do teu Deus, deverás ensinar-lhas. 26 Seja quem for que se recuse a obedecer à Lei do teu Deus e à lei do rei terá de ser, imediatamente, condenado à morte ou ao degredo, ou ao confiscamento dos seus bens, ou à prisão.

27 Louvado seja o Senhor, o Deus dos nossos antepassados, que inspirou o coração do rei para enriquecer o templo do Senhor em Jerusalém! 28 Bendito seja o Senhor, também, pela demonstração de misericórdia para comigo, honrando-me perante o rei e os seus conselheiros, assim como perante todos os seus poderosos ministros! Foi-me dada uma grande responsabilidade, porque o Senhor, meu Deus, está comigo. Consegui também persuadir alguns dos chefes de Israel a subirem comigo a Jerusalém.

Footnotes

  1. 7.7 Isto seria por volta de 458 a.C.
  2. 7.8-9 Mês de Abibe ou Nisan. Entre a lua nova do mês de março e o mês de abril. O quinto mês é o mês de Abe, entre a lua nova do mês de julho e o mês de agosto.