O Livro

Esdras 2

A lista dos retornados

(Ne 7.6-73)

1Esta é a lista dos judeus expatriados que regressaram a Jerusalém e a outras cidades de Judá, de onde os seus pais foram deportados pelo rei Nabucodonozor para a Babilónia. Eram estes os líderes: Zorobabel, Josué, Neemias, Seraías, Reelaías, Mardoqueu, Bilsã, Mispar, Bigvai, Reum e Baaná.

A seguir, temos o recenseamento de todos os retornados, segundo os seus subclãs:

subclã de Parós: 2172;

subclã de Sefatias: 372;

subclã de Ará: 775;

subclã de Paate-Moabe, descendentes de Jesua e Joabe: 2812;

subclã de Elão: 1254;

subclã de Zatu: 945;

subclã de Zacai: 760;

10 subclã de Bani: 642;

11 subclã de Bebai: 623;

12 subclã de Azgade: 1222;

13 subclã de Adonicão: 666;

14 subclã de Bigvai: 2056;

15 subclã de Adim: 454;

16 subclã de Ater, descendentes de Ezequias: 98;

17 subclã de Bezai: 323;

18 subclã de Jora: 112;

19 subclã de Hasum: 223;

20 subclã de Gibar: 95;

21 subclã de Belém: 123;

22 subclã de Netofá: 56;

23 subclã de Anatote: 128;

24 subclã de Azmavete: 42;

25 subclãs de Quiriate-Jearim, Cafira e Beerote: 743;

26 subclãs de Ramá e Geba: 621;

27 subclã de Micmás: 122;

28 subclãs de Betel e Ai: 223;

29 subclã de Nebo: 52;

30 subclã de Magbis: 156;

31 subclã de Elão: 1254;

32 subclã de Harim: 320;

33 subclãs de Lode, Hadide e Ono: 725;

34 subclã de Jericó: 345;

35 subclã de Senaá: 3630.

36 O recenseamento dos sacerdotes retornados foi o seguinte:

das famílias de Jedaías, subclã de Jesua: 973;

37 subclã de Imer: 1052;

38 subclã de Pasur: 1247;

39 subclã de Harim: 1017.

40 Quanto aos levitas:

das famílias de Jesua e Cadmiel do subclã de Hodavias: 74.

41 Dos cantores do clã de Asafe: 128.

42 Dos descendentes dos porteiros, das famílias de Salum, Ater, Talmom, Acube, Hatita e Sobai: 139.

43 Também havia representantes das seguintes famílias de auxiliares do templo:

Zia, Hasufa, Tabaote;

44 Querós, Siá, Padom;

45 Lebana, Hagaba, Acube;

46 Hagabe, Salmai, Hanã;

47 Gidel, Gaar, Reaías;

48 Rezim, Necoda, Gazão;

49 Uzá, Paseia, Besai;

50 Asná, Meunim, Nefusim;

51 Baquebuque, Hacufa, Harur;

52 Bazlute, Meida, Harsa;

53 Barcos, Sísera, Tema;

54 Nezias, Hatifa.

55 Entre os retornados encontravam-se igualmente descendentes de homens que tinham estado ao serviço do rei Salomão; eram descendentes de:

Sotai, Soferete, Peruda;

56 Jaala, Darcom, Gidel;

57 Sefatias, Hatil, Poquerete-Hazebaim, Ami.

58 O total dos auxiliares do templo mais os descendentes dos servidores de Salomão era de 392.

59 Houve igualmente um grupo de pessoas que regressou a Jerusalém, na mesma altura, vindo das cidades persas de Tel-Mela, Tel-Harsa, Querube, Adã e Imer. Contudo, perderam as suas genealogias e não puderam provar que eram israelitas.

60 Estas pessoas incluíam descendentes dos subclãs de Delaías, Tobias e Necoda, num total de 652.

61 Houve três subclãs de sacerdotes:

Hobaías, Coz e Barzilai. Este último casou com uma das filhas de Barzilai, o gileadita, e ficou como o nome da família dela.

62 Estes regressaram igualmente a Jerusalém, mas também perderam as suas genealogias. Por isso, os responsáveis recusaram permitir que continuassem como sacerdotes; 63 nem sequer os deixaram comer do alimento dos sacríficios, até que fossem consultados o urim e tumim[a], para se saber, da parte de Deus, se eram realmente descendentes de sacerdotes.

64 O total de todos os que regressaram a Judá foi de 42 360 pessoas. 65 Deve juntar-se a este número 7337 escravos e 200 cantores e cantoras. 66 Trouxeram consigo 736 cavalos, 245 mulas, 67 435 camelos e 6720 burros.

68 Alguns dos líderes deram generosamente ofertas para a reconstrução do templo, cada um tanto quanto pôde. 69 O valor da totalidade das dádivas ascendeu a 500 quilos de ouro, 2800 quilos de prata e 100 vestes sacerdotais.

70 Os sacerdotes, os levitas e algumas pessoas do povo comum, estabeleceram-se em Jerusalém e nas povoações ao redor. Os cantores, os porteiros, os funcionários auxiliares do templo e o resto do povo, voltaram às outras localidades de Judá de onde eram originários.

Footnotes

  1. 2.63 Urim e tumim eram objectos utilizados para se conhecer a vontade de Deus, por tiragem à sorte. Cf. Êx 28.30; Lv 8.8; Nm 27.21; Dt 33.8; 1 Sm 14.41; 28.6; Ne 7.65.