O Livro

1 Crônicas 5

A descendência de Rúben

1O filho mais velho de Israel foi Rúben, mas a partir do momento em que desonrou o pai, deitando-se com uma das mulheres dele, o seu direito de primogénito foi dado aos descendentes de José, filho de Israel. É por essa razão que a genealogia oficial não indica Rúben como filho mais velho. José recebeu pois esse direito, contudo foi Judá que se tornou a tribo mais poderosa e influente em Israel; dela provém um príncipe. Os filhos de Rúben, filho de Israel, foram:

Enoque, Palu, Hezrom e Carmi.

Os descendentes de Joel foram o seu filho

Semaías, o seu neto Gogue e o seu bisneto Semei.

O filho de Simei foi Mica;

o seu neto Reaías e o seu bisneto Baal.

O filho de Baal chamou-se Beera. Foi príncipe da tribo de Rúben e levado cativo pelo rei Tiglate-Pileser da Assíria.

Os seus parentes tornaram-se cabeças de famílias e foram incluídos nas genealogias oficiais: Jeiel, Zacarias, Bela, filho de Azaz, neto de Sema e bisneto de Joel.

Estes rubenitas viveram em toda aquela área desde Aroer até junto do monte Nebo e de Baal-Meom. Joel foi criador de gado, deixando os seus animais pastarem para as bandas do oriente, até ao limite do deserto, junto do rio Eufrates, porque havia muito gado na terra de Gileade.

10 Durante o tempo do rei Saul, os homens de Rúben derrotaram os hagarenos numa guerra e ocuparam as suas habitações até ao limite oriental de Gileade.

A descendência de Gad

11 Defronte deles, na terra de Basã, viviam os descendentes de Gad, que se estenderam até Salca.

12 Joel foi o maior, seguido de Safã e também de Janai e de Safate, que estavam em Basã.

13 Os seus irmãos, cabeças de sete famílias, foram

Micael, Mesulão, Seba, Jorai, Jacã, Zia e Eber.

14 Os descendentes de Buz, na ordem das suas gerações, foram: Jado, Jesisai, Micael, Gileade, Jaroa, Huri e Abiail.

15 Aí, filho de Abdiel e neto de Guni, foi o líder da família.

16 Esse clã viveu em Gileade, na terra de Basã e nas suas vizinhanças, ocupando toda a região de pastagens de Sarom, até aos seus limites.

17 Todos foram incluídos na genealogia oficial, no tempo do rei Jotão de Judá e de Jeroboão, rei de Israel.

18 O exército formado pelas tropas de Rúben e de Gad e da meia tribo de Manassés era constituído por 44 760 homens armados, bem treinados e corajosos. 19 Declararam guerra aos hagarenos, assim como aos homens de Jetur, de Nafis e de Nodabe. 20 Clamaram a Deus que os ajudasse e Deus respondeu-lhes, porque confiaram nele. Por essa razão, foram derrotados os hagarenos e todos os seus aliados. 21 Ao todo, isso rendeu-lhes 50 000 camelos, 250 000 ovelhas, 2000 burros e 100 000 prisioneiros. 22 Um grande número dos inimigos morreu em combate, porque Deus combatera por eles. Dessa forma, os rubenitas passaram a habitar nesse território dos hagarenos, até ao tempo em que foram levados para o exílio.

A meia tribo de Manassés

23 A meia tribo de Manassés espalhou-se pela terra de Basã até Baal-Hermon, Senir e ao monte Hermon. Era também muito numerosa.

24 Os líderes dos seus clãs foram os seguintes: Efer, Isi, Eliel, Azriel, Jeremias, Hodavias e Jadiel. Cada um destes homens tinha grande reputação como guerreiro e como líder. 25 Mas não foram fiéis ao Deus dos seus antepassados, pois prestaram culto aos ídolos dos povos que Deus tinha destruído. 26 Essa foi a razão por que o Deus de Israel fez com que o rei Pul da Assíria, também conhecido como Tiglate-Pileser III, invadisse a sua terra e deportasse os homens de Rúben, de Gad e da meia tribo de Manassés. Levaram-nos para Hala, Habor, Hara e para o rio Gozã, onde ficaram até hoje.