Nova Versão Internacional

Isaías 47

A Queda de Babilônia

1“Desça, sente-se no pó,
    Virgem Cidade[a] de Babilônia;
sente-se no chão sem um trono,
    Filha dos babilônios.
Você não será mais chamada
    mimosa e delicada.
Apanhe pedras de moinho e faça farinha;
    retire o seu véu.
Levante a saia, desnude as suas pernas
    e atravesse os riachos.
Sua nudez será exposta
    e sua vergonha será revelada.
Eu me vingarei; não pouparei ninguém.”
Nosso redentor,
    o Senhor dos Exércitos é o seu nome,
é o Santo de Israel.

“Sente-se em silêncio, entre nas trevas,
    cidade dos babilônios;
você não será mais chamada
    rainha dos reinos.
Fiquei irado contra o meu povo
    e profanei minha herança;
eu os entreguei nas suas mãos,
    e você não mostrou misericórdia
    para com eles.
Mesmo sobre os idosos
    você pôs um jugo muito pesado.
Você disse: ‘Continuarei sempre sendo
    a rainha eterna!’
Mas você não ponderou estas coisas,
    nem refletiu no que poderia acontecer.

“Agora, então, escute,
    criatura provocadora,
que age despreocupada
    e preguiçosamente
    em sua segurança, e diz a si mesma: ‘Somente eu,
    e mais ninguém.
Jamais ficarei viúva nem sofrerei
    a perda de filhos’.
Estas duas coisas acontecerão a você
    num mesmo instante, num único dia,
perda de filhos e viuvez;
    virão sobre você com todo o seu peso,
a despeito de suas muitas feitiçarias
e de todas as suas poderosas
    palavras de encantamento.
10 Você confiou em sua impiedade e disse:
    ‘Ninguém me vê’.
Sua sabedoria e seu conhecimento a enganam
    quando você diz a si mesma:
‘Somente eu, e mais ninguém
    além de mim’.
11 A desgraça a alcançará
    e você não saberá como esconjurá-la.
Cairá sobre você um mal
    do qual você não poderá proteger-se
    com um resgate;
uma catástrofe que você não pode prever
    cairá repentinamente sobre você.

12 “Continue, então, com suas
    palavras mágicas de encantamento
e com suas muitas feitiçarias,
    nas quais você tem se afadigado
    desde a infância.
Talvez você consiga,
    talvez provoque pavor.
13 Todos os conselhos que você recebeu
    só a deixaram extenuada!
Deixe seus astrólogos se apresentarem,
    aqueles fitadores de estrelas
que fazem predições de mês a mês,
que eles a salvem daquilo
    que está vindo sobre você;
14 sem dúvida eles são como restolho;
    o fogo os consumirá.
Eles não podem nem mesmo salvar-se
    do poder das chamas.
Aqui não existem brasas
    para aquecer ninguém;
não há fogueira para a gente sentar-se ao lado.
15 Isso é tudo o que eles podem
    fazer por você,
esses com quem você se afadigou
    e com quem teve negócios escusos
    desde a infância.
Cada um deles prossegue em seu erro;
não há ninguém que possa salvá-la.

Footnotes

  1. 47.1 Hebraico: Filha; também no versículo 5.

Nueva Versión Internacional

Isaías 47

La caída de Babilonia

1»Desciende, siéntate en el polvo,
    hija virginal de Babilonia;
siéntate en el suelo, hija de los caldeos,
    pues ya no hay trono.
Nunca más se te llamará
    tierna y delicada.
Toma piedras de molino, y muele la harina;
    quítate el velo.
Levántate las faldas, desnúdate las piernas,
    y cruza los ríos.
Tu desnudez quedará al descubierto;
    quedará expuesta tu vergüenza.
Voy a tomar venganza,
    y a nadie perdonaré».

Nuestro Redentor es el Santo de Israel;
    su nombre es el Señor Todopoderoso.

«Siéntate en silencio, hija de los caldeos;
    entra en las tinieblas.
Porque nunca más se te llamará
    “soberana de los reinos”.
Yo estaba enojado con mi pueblo;
    por eso profané mi heredad.
Los entregué en tu mano,
    y no les tuviste compasión.
Pusiste sobre los ancianos
    un yugo muy pesado.
Dijiste: “¡Por siempre seré la soberana!”
    Pero no consideraste esto,
    ni reflexionaste sobre su final.

»Ahora escucha esto, voluptuosa;
    tú, que moras confiada y te dices a ti misma:
“Yo soy, y no hay otra fuera de mí.
    Nunca enviudaré ni me quedaré sin hijos”.
De repente, en un solo día,
    ambas cosas te sorprenderán:
la pérdida de tus hijos y la viudez
    te abrumarán por completo,
    a pesar de tus muchas hechicerías
    y de tus poderosos encantamientos.
10 Tú has confiado en tu maldad,
    y has dicho: “Nadie me ve”.
Tu sabiduría y tu conocimiento te engañan
    cuando a ti misma te dices:
    “Yo soy, y no hay otra fuera de mí”.
11 Pero vendrá sobre ti una desgracia
    que no sabrás conjurar;
caerá sobre ti una calamidad
    que no podrás evitar.
¡Una catástrofe que ni te imaginas
    vendrá de repente sobre ti!

12 »Persiste, entonces, con tus encantamientos
    y con tus muchas hechicerías,
    en las que te has ejercitado desde la niñez.
Tal vez tengas éxito,
    tal vez puedas provocar terror.
13 ¡Los muchos consejos te han fatigado!
    Que se presenten tus astrólogos,
los que observan las estrellas,
    los que hacen predicciones mes a mes,
    ¡que te salven de lo que viene sobre ti!
14 ¡Míralos! Son como la paja,
    y el fuego los consumirá.
Ni a sí mismos pueden salvarse
    del poder de las llamas.
Aquí no hay brasas para calentarse,
    ni fuego para sentarse ante él.
15 Eso son para ti los hechiceros
    con quienes te has ejercitado,
    y con los que has negociado desde tu juventud.
Cada uno sigue en su error;
    no habrá quien pueda salvarte.