New International Reader's Version

Matthew 23

A Warning Against Doing Things for the Wrong Reasons

1Jesus spoke to the crowds and to his disciples. “The teachers of the law and the Pharisees sit in Moses’ seat,” he said. “So you must be careful to do everything they say. But don’t do what they do. They don’t practice what they preach. They tie up heavy loads that are hard to carry. Then they put them on other people’s shoulders. But they themselves aren’t willing to lift a finger to move them.

“Everything they do is done for others to see. On their foreheads and arms they wear little boxes that hold Scripture verses. They make the boxes very wide. And they make the tassels on their coats very long. They love to sit down in the place of honor at dinners. They also love to have the most important seats in the synagogues. They love to be greeted with respect in the markets. They love it when people call them ‘Rabbi.’

“But you shouldn’t be called ‘Rabbi.’ You have only one Teacher, and you are all brothers. Do not call anyone on earth ‘father.’ You have one Father, and he is in heaven. 10 You shouldn’t be called ‘teacher.’ You have one Teacher, and he is the Messiah. 11 The most important person among you will be your servant. 12 People who lift themselves up will be made humble. And people who make themselves humble will be lifted up.

How Terrible for the Teachers of the Law and the Pharisees

13-14 “How terrible it will be for you, teachers of the law and Pharisees! You pretenders! You shut the door of the kingdom of heaven in people’s faces. You yourselves do not enter. And you will not let those enter who are trying to.

15 “How terrible for you, teachers of the law and Pharisees! You pretenders! You travel everywhere to win one person to your faith. Then you make them twice as much a child of hell as you are.

16 “How terrible for you, blind guides! You say, ‘If anyone makes a promise in the name of the temple, it means nothing. But anyone who makes a promise in the name of the gold of the temple must keep that promise.’ 17 You are blind and foolish! Which is more important? Is it the gold? Or is it the temple that makes the gold holy? 18 You also say, ‘If anyone makes a promise in the name of the altar, it means nothing. But anyone who makes a promise in the name of the gift on the altar must keep that promise.’ 19 You are blind! Which is more important? Is it the gift? Or is it the altar that makes the gift holy? 20 So anyone making a promise in the name of the altar makes a promise in the name of it and everything on it. 21 And anyone making a promise in the name of the temple makes a promise in the name of it and the one who lives in it. 22 And anyone making a promise in the name of heaven makes a promise in the name of God’s throne and the one who sits on it.

23 “How terrible for you, teachers of the law and Pharisees! You pretenders! You give God a tenth of your spices, like mint, dill and cumin. But you have not practiced the more important things of the law, which are fairness, mercy and faithfulness. You should have practiced the last things without failing to do the first. 24 You blind guides! You remove the smallest insect from your food. But you swallow a whole camel!

25 “How terrible for you, teachers of the law and Pharisees! You pretenders! You clean the outside of a cup and dish. But on the inside you are full of greed. You only want to satisfy yourselves. 26 Blind Pharisee! First clean the inside of the cup and dish. Then the outside will also be clean.

27 “How terrible for you, teachers of the law and Pharisees! You pretenders! You are like tombs that are painted white. They look beautiful on the outside. But on the inside they are full of the bones of the dead. They are also full of other things that are not pure and ‘clean.’ 28 It is the same with you. On the outside you seem to be doing what is right. But on the inside you are full of what is wrong. You pretend to be what you are not.

29 “How terrible for you, teachers of the law and Pharisees! You pretenders! You build tombs for the prophets. You decorate the graves of the godly. 30 And you say, ‘If we had lived in the days of those who lived before us, we wouldn’t have done what they did. We wouldn’t have helped to kill the prophets.’ 31 So you are witnesses against yourselves. You admit that you are the children of those who murdered the prophets. 32 So go ahead and finish the sins that those who lived before you started!

33 “You nest of poisonous snakes! How will you escape from being sentenced to hell? 34 So I am sending you prophets, wise people, and teachers. You will kill some of them. You will nail some to a cross. Others you will whip in your synagogues. You will chase them from town to town. 35 So you will pay for all the godly people’s blood spilled on earth. I mean from the blood of godly Abel to the blood of Zechariah, the son of Berekiah. Zechariah was the one you murdered between the temple and the altar. 36 What I’m about to tell you is true. All this will happen to those who are now living.

37 “Jerusalem! Jerusalem! You kill the prophets and throw stones in order to kill those who are sent to you. Many times I have wanted to gather your people together. I have wanted to be like a hen who gathers her chicks under her wings. And you would not let me! 38 Look, your house is left empty. 39 I tell you, you will not see me again until you say, ‘Blessed is the one who comes in the name of the Lord.’ ” (Psalm 118:26)

O Livro

Mateus 23

Sete ais

1Então Jesus disse ao povo e aos seus discípulos: 2/4 “Os mestres da lei e os fariseus assumem autoridade sobre a lei, como se fossem o próprio Moisés. Pode estar certo fazer o que eles dizem, mas não devem fazer o que eles fazem! Porque eles próprios não fazem o que vos ensinam. Sobrecarregam­vos com pesados fardos e não estão dispostos a aliviar­vos, nem sequer com um dedo.

Tudo o que fazem é para dar nas vistas. Fingem­se santos, trazendo nos braços grandes caixas de orações com versículos das Escrituras dentro e alongando as franjas tradicionais dos seus mantos. Mas depois lutam por se sentar à mesa principal dos banquetes e nos bancos reservados da sinagoga! Ficam envaidecidos com o respeito que lhes é mostrado nas ruas e com o tratamento de mestre! Não deixem que alguém vos trate assim. Só Deus é o vosso Mestre, e todos vocês são iguais, como irmãos. E não tratem ninguém aqui na Terra por Pai, pois há um só Pai, que é Deus que está no céu. 10 E não se chamem mestres a si mesmos, pois um só é o vosso mestre, a saber, o Messias. 11 Quanto mais humilde for o serviço que prestam aos outros, tanto maiores serão vocês. Para ser o maior de todos é preciso saber servir os outros. 12 Mas aqueles que se imaginam grandes passarão pela humilhação; e quem se humilha será engrandecido.

13/15 Ai de vocês, fariseus e mestres da lei, fingidos! Não deixam entrar os outros no reino dos céus, mas também lá não entrarão. Aparentam santidade com longas orações nas ruas, quando, afinal, roubam às viúvas as suas casas! Sim, ai de vocês, fingidos, porque fazem tudo para converter alguém e depois tornam essa pessoa duas vezes mais filha do inferno do que vocês mesmos!

16/17 Guias cegos! Ai de vocês! Porque afirmam que jurar pelo templo de Deus não tem importância e que tal juramento se pode quebrar, enquanto que um juramento feito pelo ouro de templo é obrigatório cumpri­lo! Cegos e loucos, que é maior: o ouro ou o templo que torna esse ouro santo? 18/22 E dizem que um juramento pelo altar pode ser quebrado, mas que um juramento pelas ofertas que estão sobre o altar é obrigatório cumpri­lo! Cegos e loucos! Pois que é maior: a oferta que está sobre o altar ou o próprio altar que a torna santa? Quando se jura pelo altar, jura­se por ele e por tudo o que sobre ele está, e, quando se jura pelo templo, jura­se por ele e por Deus, que nele está. E quando se jura pelos céus, jura­se pela morada de Deus e pelo próprio Deus.

23/24 Sim, ai de vocês, mestres da lei e fariseus, fingidos! Pois dão o dízimo da última folha de hortelã do vosso quintal, mas esquecem as coisas importantes, como a justiça, a compaixão, a fé. Sim, devem dar o dízimo, mas não devem esquecer as coisas de maior monta. Guias cegos! Tiram um mosquito que cai na comida, mas seriam capazes de engolir um camelo!

25/26 Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, fingidos! Tão cuidadosos em polir o copo por fora, enquanto que por dentro está todo sujo de roubos e de cobiça! Fariseus cegos! Limpem primeiro o interior do copo e então todo ele ficará limpo.

27/28 Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! São como jazigos — belos, mas cheios de ossadas e de podridão. Procuram parecer santos, mas por baixo dos vossos mantos de piedade escondem­se corações manchados por toda a espécie de fingimento e pecado.

29/32 Sim, ai de vocês, mestres da lei e fariseus, fingidos! Pois levantam monumentos aos homens de Deus que os vossos pais mataram, põem flores nos túmulos dos homens crentes que eles destruíram, e dizem: ‘Nós nunca faríamos o que os nossos pais fizeram’. Falando assim, confessam que são realmente filhos de homens perversos. Mas é que também seguem as suas pisadas, enchendo a medida completa da maldade deles.

33/34 Serpentes, filhos de víboras! Como escaparão à condenação do inferno? Eu vos mandarei profetas, sábios, e ensinadores religiosos, mas vocês matarão alguns pela crucificação e abrirão as costas de outros com chicotes, nas vossas sinagogas, e perseguí­los­ão sem descanso, de cidade em cidade. 35 Pelo que serão culpados de todo o sangue dos homens crentes que foram assassinados, desde o justo Abel até Zacarias, filho de Baraquias, que vocês mataram no templo entre o altar e o santuário. 36 Sim, toda a condenação amontoada durante estes séculos desabará sobre a cabeça desta mesma geração.

37/39 Jerusalém, Jerusalém, cidade que mata os profetas de Deus e apedreja todos aqueles que ele lhe envia! Quantas vezes quis juntar os teus filhos como uma galinha junta os pintainhos debaixo das asas, mas vocês não me deixaram. Agora a vossa casa fica ao abandono. Pois lembrem­se do que vos digo: nunca mais me tornarão a ver senão quando disserem, ‘Bendito aquele que vem em nome do Senhor’.”