Nkwa Asem

Korintofo II 10

Paulo yi ne ho ano

1Me, Paulo a, sɛ mewɔ mo nkyɛn a meyɛ mmerɛw na sɛ minni mo nkyɛn nso a me koko yɛ duru ma mo no, na mitu saa fo yi. Mesrɛ me Kristo a ɔyɛ ɔyamyefo no din mu sɛ: Sɛ meba hɔ a, monnhyɛ me mma menkasakasa mo anim. Minim yiye sɛ me bo betumi ayɛ duru wɔ nnipa a wɔka se wiase adwene na yɛde di dwuma no no so. Ɛyɛ nokware sɛ, yɛte wiase nanso yennyina wiasesɛm so wɔ yɛn ko mu. Akode a yɛde ko no mfi wiase. Ɛyɛ Onyankopɔn akode a ano yɛ den a yebetumi de asɛe atamfo mpampin a wɔabobɔ. Yɛsɛe akyinnyehunu. Yɛsɛe akwansiwde biara a etia Onyankopɔn ho nimdeɛ no. Yɛto adwene biara nnareka ma wɔtie Kristo. Sɛ mo setie wie pɛyɛ na mosan yɛ asoɔden ɔkwan biara so a, yɛbɛtwe mo aso.

Sɛnea nneɛma te no ara na muhu. Obi wɔ hɔ a ɔkari ne ho ka se, ɔyɛ Kristo de? Onii no nkari ne ho bio nhwɛ efisɛ, yɛn nso yɛyɛ Kristo de sɛnea ɔno nso yɛ ne de no. Ɛnyɛ me aniwu sɛ aba sɛ mede tumi a Awurade de ama me sɛ memfa nhwɛ mo na munnyin na memmfa nnsɛe mo no bɛhoahoa me ho. Mempɛ sɛ mudwen sɛ mede me nkrataa a mekyerɛw mo no rehunahuna mo.

10 Obi bɛka se, “Paulo nkrataa mu nsɛm no yɛ yaw nanso sɛ ɔba yɛn nkyɛn nso a, ɔyɛ bɔkɔɔ na ne nsɛm nso nka hwee!” 11 Ɛsɛ sɛ saa onipa no te ne ho ase sɛ, nsonoe biara nna nsɛm a ɛwɔ yɛn nkrataa a yɛkyerɛw bere a yenni mo nkyɛɛ no, ne nea sɛ yɛwɔ mo nkyɛn a, yɛyɛ no mu.

12 Ɛyɛ nokware, yerentumi mfa yɛn ho ntoto wɔn a wɔfa wɔn ho sɛ wɔn asetena korɔn no ho. Saa nnipa no yɛ nkwaseafo! Wɔnam wɔn ho a wɔde wɔn ho toto wɔn ho wɔn ho no so bu wɔn ho atɛn.

13 Yɛn de, yɛn ahohoahoa no ntra beae bi. Yɛn ahohoahoa no ntra dwuma a Onyankopɔn atu yɛn sɛ yɛnyɛ a mo mu adwumayɛ ka ho no. 14 Esiane sɛ mowɔ saa tebea no mu nti, yɛbaa mo nkyɛn bɛkaa Asɛmpa a ɛfa Kristo ho no a, yɛantra. 15 Eyi nti yɛmfa adwuma a nkurɔfo ayɛ atra Onyankopɔn beae a wahyɛ so no nhoahoa yɛn ho. Nea yɛrepɛ ne sɛ mo gyidi ase betim na ɛnam so ama yɛatumi ayɛ mo mu adwuma a yɛntra beae a Onyankopɔn ahyɛ no.

16 Na yɛnam so atumi aka Asɛmpa wɔ aman foforo so a yɛremfa adwuma a obi nim yɛ a ɔfoforo ayɛ no nhoahoa yɛn ho.

17 Kyerɛwsɛm no ka se, “Obiara a ɔpɛ sɛ ɔhoahoa ne ho no nhoahoa no wɔ ade a Awurade ayɛ mu.” 18 Efisɛ, ɛnyɛ ka a onipa bɛka ne ho asɛm pa no na ɛma Onyankopɔn gye no to mu na mmom onipa a Onyankopɔn no ara bɛka ne ho asɛm pa no na ogye no to mu.

O Livro

2 Coríntios 10

Paulo defende a sua autoridade

1E agora eu, Paulo, queria fazer­vos um pedido: é uma exortação feita com bondade e mansidão como Cristo mesmo a faria. Alguns de vocês dizem de mim que por carta me torno bem ousado no que digo, mas que na vossa presença já aparento humildade. O que vos peço é que na vossa presença não seja mesmo obrigado a mostar­me severo, sobretudo para com alguns que, segundo parece, nos julgam como se nos conduzíssemos como as pessoas do mundo. É verdade que somos seres como todos os outros, mas os nossos métodos são bem diferentes dos deste mundo. As armas do nosso combate não são humanas; são armas de Deus, poderosas para a destruição das fortalezas contra Deus. Estas armas podem derrubar os argumentos daqueles que se levantem, com orgulho, contra o conhecimento de Deus. Estas armas espirituais são capazes de levar o entendimento à obediência voluntária a Cristo. E estamos prontos a usá­las eficazmente contra todos os que são rebeldes a Cristo, mas só depois de terem vocês mesmos decidido obedecer plenamente.

Não devem formar juízos baseados apenas na aparência das coisas. Se alguém pode reivindicar para si a autoridade de Cristo, eu serei um desses. Talvez pensem que me estou a gabar da minha autoridade, ainda que seja uma autoridade espiritual para vossa edificação na fé, e não evidentemente para vos abater.

Mas eu não quero que pensem que as minhas cartas servem apenas para vos intimidar e mais nada. 10 Há até quem diga que as minhas cartas parecem severas e enérgicas, mas que à vista sou de fraca aparência física e fraco orador. 11 Mas quem diz isso tome nota de que seremos tão rigorosos em acção na vossa presença como o somos por carta.

12 Certamente que não nos vamos comparar com alguns outros que se classificam a si mesmos em função da própria propaganda que de si fazem; essas pessoas medem­se pelos seus próprios conceitos, e não dão provas de juízo.

13 Mas nós não nos estamos a gabar de uma autoridade que não temos, antes estamos na linha de conduta que Deus nos traçou no nosso trabalho até junto de vocês. 14 Não estamos a sair dessa linha, até porque fomos os primeiros a levar­vos as boas novas de Cristo. 15 Nem nos orgulhamos do trabalho que foi feito por outros. Em vez disso, esperamos que a vossa fé cresça e que o nosso trabalho entre vocês seja largamente ampliado. 16 Então poderemos ir e pregar o evangelho noutros lugares além do vosso, onde mais ninguém está a trabalhar. Assim não se levantará a questão de estarmos em território pertencente a outro. 17 Como as Escrituras dizem:

    “Quem quer gloriar­se que se glorie apenas no que o Senhor fez por ele.”

18 Porque não tem valor quando alguém se honra a si mesmo, mas sim quando é o Senhor quem o honra.