Chinese Contemporary Bible (Simplified)

箴言 8:1-36

智慧的呼唤

1智慧不是在呼唤吗?

悟性不是在呐喊吗?

2她在路边高处站立,

她在十字街头停留,

3在城门旁,在入口处大喊:

4“世人啊,我呼唤你们,

我向全人类大声呼吁。

5愚昧人啊,要学会谨慎!

愚顽人啊,要慎思明辨!

6你们听啊,我要说美好的话,

开口谈论正直的事。

7我的口传扬真理,

我的嘴憎恨邪恶。

8我口中的言语公正,

没有一句错谬的话。

9我的话,智者明白,哲士认同。

10要接受我的教诲,而非白银;

要选择知识,而非黄金。

11因为智慧比宝石更珍贵,

一切美物都不能与之相比。

12“我智慧与谨慎同住,

我拥有知识和明辨力。

13敬畏耶和华就当憎恨邪恶,

我憎恨骄傲、狂妄、恶道和谎言。

14我有谋略和真知,

又有悟性和能力。

15君王靠我安邦定国,

首领借我秉公行义,

16王公大臣靠我治理天下,

官宦贵胄凭我公正断案。

17爱我的,我也爱他;

恳切寻求我的,必能寻见。

18富贵和尊荣在我,

恒久的产业和公义也在我。

19我的果实胜过纯金,

我的出产胜过纯银。

20我在公义的道上奔走,

在公平的路上前行。

21我要赐财富给爱我的人,

使他们的库房充盈。

22“在耶和华造物的起头,

在太初万物被造以前,

就已经有我。

23从亘古,从太初,

大地还没有形成以前,

我已经被立。

24没有深渊,

没有涌流的水泉以前,

我已经诞生。

25大山未曾奠定,

小丘未曾形成,

我已经出生。

26那时耶和华还没有造大地和原野,

还没有造一粒尘土。

27祂铺设诸天的时候,我已在场。

祂在深渊上画出地平线,

28上使穹苍坚固,

下使深渊的泉源安稳,

29设定沧海的界限,

使海水不得越过祂定的范围,

为大地奠定根基的时候,

30我就在祂身旁,

做祂的工程师,

天天成为祂的喜乐,

终日在祂面前欢悦,

31因祂所造的人世而欢悦,

因祂所造的世人而喜乐。

32“孩子们啊,你们要听从我,

持守我道路的人有福了。

33要听从教诲,不可轻忽,

要做智者。

34人若听从我、天天在我门口仰望、

时时在我门边等候,就有福了。

35因为找到我的,便找到了生命,

他必蒙耶和华的恩惠。

36没找到我就是害自己;

憎恨我就是喜爱死亡。”

O Livro

Provérbios 8:1-36

O apelo da sabedoria

1Não estão a ouvir a voz da sabedoria,

a voz da razão?

2No cimo das elevações que dominam as estradas,

nas encruzilhadas dos caminhos,

3nas entradas das povoações,

à porta de cada habitação, escutem a sua voz:

4“Que toda a gente me escute!

Falo a todo o ser humano!

5Vocês ingénuos, deixem que vos dê entendimento!

Ó loucos, recebam o bom senso que vos dou!

6Ouçam-me, porque tenho coisas bem importantes a comunicar-vos,

7e porque tudo o que vos digo é justo e é a verdade,

pois aborreço o engano e a maldade.

8Tudo o que sai da minha boca é só justiça;

não se encontra aí nada de tortuoso ou fingido.

9Tudo o que digo é simples e claro,

para quem procura entender;

quem abriu a sua mente ao conhecimento

verá que se trata de palavras retas.

10Aceitem a minha instrução,

pois o conhecimento vale mais do que a prata e o ouro da melhor qualidade.

11O valor da sabedoria está muito acima do das pedras preciosas;

nada se lhe pode comparar.

12Eu, a sabedoria e o entendimento vivemos juntos

e disponho de conhecimento e conselhos.

13Quem teme ao Senhor aborrece o mal.

Eu odeio o orgulho e a arrogância,

assim como a corrupção e o engano.

14Eu, a sabedoria, dou entendimento e bom senso;

meu é o poder.

15Pois com a minha força têm reinado reis;

mostro aos juízes o que é certo e errado.

16Os governantes dirigem os destinos de povos com a minha ajuda.

17Amo todos os que me amam;

os que me procuram com zelo hão de, seguramente, encontrar-me.

18Tenho comigo riquezas que nunca se acabam

e dignidade para distribuir por toda a gente.

Sim, riquezas em honra e em retidão!

19Os dons que reparto são mais preciosos

do que o ouro mais puro e do que a melhor prata.

20Faço as pessoas andarem pelo caminho da justiça,

pela estrada do direito.

21Os que me amam possuem riquezas permanentes

e têm as suas reservas cheias.

22O Senhor adquiriu-me logo no princípio de tudo,

antes mesmo do princípio das suas obras mais antigas.

23Já desde a eternidade sou o que sou;

existo antes da Terra ter começado a sua existência;

24antes que os grandes oceanos se formassem

e que existissem fontes carregadas de água;

25antes das altas cordilheiras e das montanhas.

26Sim, eu nasci antes que Deus tivesse feito

tudo o que há na superfície do nosso planeta!

27Eu estava presente quando ele estabeleceu os céus,

quando delineou o horizonte sobre a face do oceano;

28quando formou as nuvens no céu,

e encheu os abismos com grandes mares.

29Eu estava lá quando impôs limites aos oceanos

e determinou que não se estendam além das fronteiras estabelecidas.

Estava presente quando fazia os cálculos

e os planos fundamentais deste mundo maravilhoso.

30Eu ali estava, como um aluno junto do seu mestre.

Eu era, a cada momento, as suas delícias,

brincando na sua presença.

31Como me sentia feliz no seu vasto mundo,

no meio de toda a humanidade!

32Agora então, ouçam, meus filhos,

porque bem felizes serão todos os que seguem as minhas instruções.

33Escutem os meus conselhos!

Não os rejeitem, sejam inteligentes!

34Feliz aquele que está tão ansioso por me ter consigo,

que me espera diariamente na entrada da minha casa,

diante da minha morada!

35Porque quem me encontrar achará a verdadeira vida

e tem a aprovação do Senhor.

36Mas quem me ofender violenta-se a si mesmo, irreparavelmente;

e quem me desprezar é como se amasse a própria morte!”