Chinese Contemporary Bible (Simplified)

箴言 8:1-36

智慧的呼唤

1智慧不是在呼唤吗?

悟性不是在呐喊吗?

2她在路边高处站立,

她在十字街头停留,

3在城门旁,在入口处大喊:

4“世人啊,我呼唤你们,

我向全人类大声呼吁。

5愚昧人啊,要学会谨慎!

愚顽人啊,要慎思明辨!

6你们听啊,我要说美好的话,

开口谈论正直的事。

7我的口传扬真理,

我的嘴憎恨邪恶。

8我口中的言语公正,

没有一句错谬的话。

9我的话,智者明白,哲士认同。

10要接受我的教诲,而非白银;

要选择知识,而非黄金。

11因为智慧比宝石更珍贵,

一切美物都不能与之相比。

12“我智慧与谨慎同住,

我拥有知识和明辨力。

13敬畏耶和华就当憎恨邪恶,

我憎恨骄傲、狂妄、恶道和谎言。

14我有谋略和真知,

又有悟性和能力。

15君王靠我安邦定国,

首领借我秉公行义,

16王公大臣靠我治理天下,

官宦贵胄凭我公正断案。

17爱我的,我也爱他;

恳切寻求我的,必能寻见。

18富贵和尊荣在我,

恒久的产业和公义也在我。

19我的果实胜过纯金,

我的出产胜过纯银。

20我在公义的道上奔走,

在公平的路上前行。

21我要赐财富给爱我的人,

使他们的库房充盈。

22“在耶和华造物的起头,

在太初万物被造以前,

就已经有我。

23从亘古,从太初,

大地还没有形成以前,

我已经被立。

24没有深渊,

没有涌流的水泉以前,

我已经诞生。

25大山未曾奠定,

小丘未曾形成,

我已经出生。

26那时耶和华还没有造大地和原野,

还没有造一粒尘土。

27祂铺设诸天的时候,我已在场。

祂在深渊上画出地平线,

28上使穹苍坚固,

下使深渊的泉源安稳,

29设定沧海的界限,

使海水不得越过祂定的范围,

为大地奠定根基的时候,

30我就在祂身旁,

做祂的工程师,

天天成为祂的喜乐,

终日在祂面前欢悦,

31因祂所造的人世而欢悦,

因祂所造的世人而喜乐。

32“孩子们啊,你们要听从我,

持守我道路的人有福了。

33要听从教诲,不可轻忽,

要做智者。

34人若听从我、天天在我门口仰望、

时时在我门边等候,就有福了。

35因为找到我的,便找到了生命,

他必蒙耶和华的恩惠。

36没找到我就是害自己;

憎恨我就是喜爱死亡。”

Nova Versão Internacional

Provérbios 8:1-36

O Chamado da Sabedoria

1A sabedoria está clamando,

o discernimento ergue a sua voz;

2nos lugares altos, junto ao caminho,

nos cruzamentos ela se coloca;

3ao lado das portas, à entrada da cidade,

portas adentro, ela clama em alta voz:

4“A vocês, homens, eu clamo;

a todos levanto a minha voz.

5Vocês, inexperientes, adquiram a prudência;

e vocês, tolos, tenham bom senso.

6Ouçam, pois tenho coisas importantes para dizer;

os meus lábios falarão do que é certo.

7Minha boca fala a verdade,

pois a maldade causa repulsa aos meus lábios.

8Todas as minhas palavras são justas;

nenhuma delas é distorcida ou perversa.

9Para os que têm discernimento, são todas claras,

e retas para os que têm conhecimento.

10Prefiram a minha instrução à prata,

e o conhecimento ao ouro puro,

11pois a sabedoria é mais preciosa do que rubis;

nada do que vocês possam desejar compara-se a ela.

12“Eu, a sabedoria, moro com a prudência,

e tenho o conhecimento que vem do bom senso.

13Temer o Senhor é odiar o mal;

odeio o orgulho e a arrogância,

o mau comportamento e o falar perverso.

14Meu é o conselho sensato;

a mim pertencem o entendimento e o poder.

15Por meu intermédio os reis governam,

e as autoridades exercem a justiça;

16também por meu intermédio governam os nobres,

todos os juízes da terra.

17Amo os que me amam,

e quem me procura me encontra.

18Comigo estão riquezas e honra,

prosperidade e justiça duradouras.

19Meu fruto é melhor do que o ouro, do que o ouro puro;

o que ofereço é superior à prata escolhida.

20Ando pelo caminho da retidão,

pelas veredas da justiça,

21concedendo riqueza aos que me amam

e enchendo os seus tesouros.

22“O Senhor me criou8.22 Ou me possuía como o princípio de seu caminho8.22 Ou domínio,

antes das suas obras mais antigas;

23fui formada desde a eternidade,

desde o princípio, antes de existir a terra.

24Nasci quando ainda não havia abismos,

quando não existiam fontes de águas;

25antes de serem estabelecidos os montes

e de existirem colinas eu nasci.

26Ele ainda não havia feito a terra,

nem os campos,

nem o pó com o qual formou o mundo.

27Quando ele estabeleceu os céus, lá estava eu;

quando traçou o horizonte sobre a superfície do abismo,

28quando colocou as nuvens em cima

e estabeleceu as fontes do abismo,

29quando determinou as fronteiras do mar

para que as águas não violassem a sua ordem,

quando marcou os limites dos alicerces da terra,

30eu estava ao seu lado

e era o seu arquiteto; dia a dia eu era o seu prazer

e me alegrava continuamente com a sua presença.

31Eu me alegrava com o mundo que ele criou,

e a humanidade me dava alegria.

32“Ouçam-me agora, meus filhos:

Como são felizes os que guardam os meus caminhos!

33Ouçam a minha instrução e serão sábios.

Não a desprezem.

34Como é feliz o homem que me ouve,

vigiando diariamente à minha porta,

esperando junto às portas da minha casa.

35Pois todo aquele que me encontra,

encontra a vida e recebe o favor do Senhor.

36Mas aquele que de mim se afasta, a si mesmo se agride;

todos os que me odeiam amam a morte”.