Salmos 35:1-10

Salmo de David.

Senhor, peço-te que acuses esses mesmos
    que me estão a acusar;
combate os que me combatem.
Com as tuas armas, protege-me,
levanta-te e esbarra o caminho aos meus perseguidores.
Repete-me, para eu ficar descansado,
    que és a minha salvação.
Lança a confusão e a vergonha no meio
dos que procuram matar-me;
que recuem, dêem meia-volta
    e que sejam derrotados os que me querem mal.
Sopra neles como o vento na palha,
    que um anjo de Deus os faça fugir.
Que para eles o caminho da vida se torne escuro e traiçoeiro,
    e que o anjo do Senhor os persiga.
Porque, sem eu lhes ter feito mal algum,
    prepararam-me uma armadilha,
    cavaram um fosso no meu caminho,
    para me apanharem.
Que sejam pois destruídos, inesperadamente,
e apanhados na própria rede que esconderam para mim,
presos na mesma armadilha com que queriam liquidar-me.

E eu me alegrarei intensamente no Senhor
    e na libertação que me trará.
Todo o meu ser louvará o Senhor dizendo:
“Quem é que existe, igual a ti,
    que livras efectivamente o pobre
    daquele que o oprime por ser mais forte que ele,
sim, o pobre e o necessitado daquele que os rouba.

Read More of Salmos 35