Mateus 9:14-38

Jesus é interrogado sobre jejum

Um dia, os discípulos de João Baptista foram ter com Jesus: “Porque é que os teus discípulos não jejuam como nós fazemos e como fazem também os fariseus?”

Jesus respondeu: “Acham que os convidados do noivo devem ficar tristes enquanto o noivo está com eles? Contudo, virá o tempo em que o esposo será tirado do meio deles. Então jejuarão. E quem remendaria roupa velha com fazenda que ainda não encolheu? O remendo rasgaria a roupa e o buraco ficava pior ainda. Ou quem guardaria o vinho novo em barris velhos? Estes rebentariam com a pressão, o vinho entornar­se­ia e os barris ficariam estragados. Para guardar vinho novo só se utilizam barris novos. Assim ambos se conservam.”

Uma menina morta e uma mulher doente

Enquanto falava deste modo, o dirigente da sinagoga local aproximou­se e adorou­o: “A minha filha acaba de morrer, mas tu tens poder para a fazer viver de novo; basta que venhas e toques nela”.

Quando Jesus e os discípulos iam a caminho da casa do dirigente, uma mulher, que havia doze anos sofria de uma perda de sangue interna, aproximou­se dele por detrás e tocou­lhe na borda do manto, pois pensava: “Basta eu tocar­lhe para ficar curada.”

Jesus voltou­se e disse à mulher: “Filha, tudo vai bem; a tua fé te curou!” E a mulher ficou boa a partir daquele instante.

Quando chegou a casa do chefe da sinagoga e viu a multidão agitada, e ouviu a música de funeral, mandou: “Saiam todos lá para fora, porque a menina não está morta; dorme apenas!” Mas riram­se dele. Por fim, quando toda aquela gente saiu, Jesus entrou no aposento onde a menina estava deitada e pegou­lhe na mão; logo ela se levantou de pronto, em perfeita saúde. A notícia deste milagre correu toda a região.

Jesus cura cegos e mudos

Ia Jesus a sair da casa da menina quando dois cegos se puseram a segui­lo, gritando: “Ó Filho do rei David, tem piedade de nós!”

E entraram mesmo na casa onde ele ficava; até que Jesus lhes perguntou: “Crêem que vos posso dar de novo a vista?”

“Sim, Senhor, cremos.”

Então, pousando a mão sobre os seus olhos, Jesus disse: “Assim será, pela fé de que vocês deram provas!” E logo recuperaram a vista! Jesus, no entanto, recomendou­lhes rigorosamente que não contassem o caso a ninguém. Mas eles espalharam a sua fama por toda a região.

Deixando aquele lugar, encontrou um mudo, que o era por ser possuído de um demónio. Jesus expulsou o demónio, e logo o homem pôde falar. Como a multidão ficou maravilhada! “Nunca em Israel vimos coisas assim!”

Mas os fariseus diziam: “Se consegue expulsar demónios é porque um demónio o possui a ele. Está pois dominado por Satanás, rei dos demónios!”

Os trabalhadores são poucos

Jesus andava por todas as cidades e aldeias da região, ensinando nas sinagogas e anunciando as boas novas do reino. Aonde quer que ia, curava toda a casta de enfermidades. E sentia grande pena das multidões que apareciam com problemas enormes, sem saberem que fazer nem onde procurar auxílio! Eram como ovelhas sem pastor.

“A seara é tão grande, e tão poucos os trabalhadores”, disse aos discípulos. “Orem ao Senhor da seara e peçam­lhe que chame mais trabalhadores para as suas searas.”

Read More of Mateus 9