Isaías 58:6-12

Não. A espécie de jejum que eu pretendo é que parem de oprimir os que trabalham para vocês e que os tratem com justiça, dando-lhes o salário a que têm direito. Quero que partilhem a vossa comida com os que têm fome e que sejam hospitaleiros para com os que vivem desprotegidos, pobres, desemparados. Que dêem roupa aos que têm frio, e que não se escondam daqueles que, sendo até vossos familiares, precisam da vossa ajuda. Se fizerem estas coisas Deus fará brilhar sobre vocês a luz da sua própria glória; dar-vos-á saúde; a vossa vida com Deus será a força do vosso progresso; a vossa justiça tornar-se-á o vosso escudo de protecção, e a glória do Senhor vos protegerá à retaguarda. E então quando chamarem, o Senhor responderá. “Sim, aqui estou”, será a sua rápida resposta. Tudo o que precisam de fazer é deixar de oprimir o fraco, abandonar a falsidade, não fazer falsas acusações, nem espalhar mentiras!

Dêem de comer ao faminto! Ajudem os necessitados e aflitos! Então a vossa luz brilhará nas trevas, e a escuridão à vossa volta será como a brilhante claridade do dia. O Senhor vos guiará continuamente e vos encherá de toda a sorte de coisas boas, dando-vos bem-estar e saúde. Serão como um viçoso jardim bem regado com frescas águas; serão como uma fonte jorrando continuamente água abundante. Os vossos filhos tornarão a construir as ruínas antigas, edificando sobre velhas fundações do passado; e serão conhecidos como o povo que reconstrói as suas muralhas e cidades.

Read More of Isaías 58