Êxodo 25

Ofertas para o tabernáculo

Jeová disse a Moisés: “Diz ao povo de Israel que quem quiser pode trazer­me uma oferta se o seu coração se sentir movido a isso; poderá ser das seguintes coisas: Ouro, prata, bronze, tecido azul, tecido de púrpura e de carmezim, linho fino retorcido, pêlos de cabras, peles de carneiro tingidas de vermelho, peles de cabras, madeira de acácia, azeite para lâmpadas, condimentos para óleo de unção, assim como para o perfume de incenso a ser queimado, pedras de ónix, e outros para guarnecer o éfode e o peitoral.

Pois que pretendo que o povo de Israel me faça um santuário no qual eu possa viver no meio deles. Esta minha casa será uma tenda — um tabernáculo. Mostrar­te­ei o plano para a sua construção e os detalhes para o fabrico de cada objecto.

A arca

Com madeira de acácia farás uma arca de 125 centímetros de comprimento, 75 centímetros de largura e 75 centímetros de altura. Revesti­la­ás de ouro puro por dentro e por fora. Por­lhe­ás uma coroa em redor, também em ouro. Molda quatro argolas de ouro, uma para cada um dos seus quatro cantos. Faz varas de madeira de acácia revestidas de ouro e mete­as nas argolas aos lados da arca, para poder ser transportada. Estas varas permanecerão sempre nas argolas; nunca deverão ser tiradas dali. Colocarás no seu interior as tábuas de pedra que te darei.

Faz uma tampa de ouro puro, de 125 centímetros de comprimento por 75 de largura — é o propiciatório.

Moldarás dois anjos — dois querubins — com ouro batido e os porás um em cada extremidade da tampa da arca. Eles farão, com esse lugar de misericórdia, uma só peça. E estarão cada um no seu extremo da arca. Os querubins estarão virados um para o outro, olhando para baixo, para o lugar de misericórdia; e terão as asas abertas cobrindo assim a tampa de ouro.

Coloca a tampa sobre a arca e no interior desta as tábuas de pedra que te darei. Será ali que me encontrarei contigo e que te falarei, de cima do lugar de misericórdia, por entre os querubins. É nesse lugar que te darei os meus mandamentos para o povo de Israel.

A mesa

Também farás uma mesa de madeira de acácia com 1 metro de comprimento, 50 centímetros de largura e 75 de altura. Cobre­a com ouro puro e faz­lhe um friso de ouro em volta. Põe­lhe também uma cercadura de 25 centímetros de largura em redor do bordo da parte superior. Faz quatro argolas e põe­nas nos cantos exteriores das quatro pernas da mesa, junto ao tampo. Estas argolas são para as varas com que será transportada. Faz as varas de madeira de acácia recobertas de ouro. Faz pratos, colheres, jarros e taças, tudo de ouro; e sobre a mesa deixa estar sempre o pão da presença, perante mim.

O castiçal

Faz um castiçal de ouro puro batido. Todo ele, mais os seus ornamentos, serão de uma só peça: a base, as hastes, as lâmpadas e as flores. Terá três hastes laterais para cada lado, a partir da haste central; e cada uma será decorada com três flores de amendoeira. A haste central ficará decorada com quatro dessas flores: uma entre cada saída das hastes laterais; haverá também uma flor no cimo de cada uma das hastes e outra imediatamente abaixo. Toda esta decoração mais as hastes deverão ser uma só peça de ouro puro, batido. Depois farás setes lâmpadas para este castiçal. E fá­las de forma a que iluminem para a frente dele. As peças com que se espevitarão as luzes, tanto como as que servirão para as apagar, serão também feitas de ouro puro. Precisarás de cerca de 34 quilos de ouro puro para o castiçal e seus acessórios.

Certifica­te de que farás tudo de acordo com o modelo que te mostrei aqui na montanha.

Read More of Êxodo 25

Êxodo 26

O tabernáculo

Faz a tenda­tabernáculo com dez cortinas de linho fino colorido, com 14 metros de comprimento por 2 de largura; serão das seguintes cores: azul violeta, púrpura e vermelho vivo. Nelas haverá querubins artisticamente bordados. Junta cinco dessas cortinas, lado a lado, de maneira a formarem duas longas peças rectangulares. Emprega laços para poder juntar estas duas peças lado a lado. Terá de haver cinquenta pares de laços para prender as duas extremidades. E terá que haver igualmente cinquenta colchetes para poder atar os laços, de forma a que o tabernáculo — a morada de Deus — fique todo de uma só peça unida.

A sua cobertura será de mantas de pêlo de cabra. Terá de haver onze dessas cobertas, cada uma com 15 metros de comprimento por 2 de largura. Juntarás cinco delas, sobre uma secção da largura da tenda, e outras para a outra parte da largura de forma a que a sexta coberta caia, em forma de cortina, sobre a frente do tabernáculo. Emprega laçadas nas bainhas de cada uma destas duas grande peças para poder depois juntá­las com cinquenta colchetes de bronze. Assim ficará uma só grande coberta. Terão de ficar 50 centímetros desta cobertura caindo para o lado de trás da tenda e outro tanto para cada lado. Por cima desta peça será colocada uma coberta de peles de carneiro, tingida de vermelho, e sobre esta ainda uma outra de peles de cabra. E assim será a cobertura da tenda.

Toda a estrutura desta tenda sagrada será de madeira de acácia; cada tábua terá 5 metros de altura por 75 centímetros de largura, e será colocada ao alto, com uma ranhura numa extremidade para poder encaixar na tábua seguinte. O lado sul da tenda será formado por vinte destas tábuas, que ficarão assentes em quarenta bases de prata; cada tábua terá duas dessas bases. Do lado norte também haverá vinte tábuas, com as suas quarenta bases; duas bases sob cada tábua. Mas do lado ocidental serão apenas seis tábuas; em cada canto serão postas duas tábuas. Estas duas tábuas de canto estarão presas entre si por meio de argolas. Assim ao todo, haverá oito tábuas nos cantos da construção, com dezasseis bases de prata — duas bases para cada tábua.

Farás também barras de madeira de acácia que prendam as tábuas e fiquem atravessadas de um lado ao outro; cinco traves para cada lado do tabernáculo, assim como mais cinco para a retaguarda, do lado do ocidente. A barra do meio, que ficará a meia altura das tábuas, atrevessá­las­á de uma ponta a outra. As tábuas serão recobertas de ouro; as argolas por onde passarão as traves e que as suportarão serão feitas de ouro. As traves estarão igualmente revestidas de ouro.

Levantarás esta tenda­tabernáculo conforme o modelo que te mostrei no monte.

Depois farás um véu de azul, púrpura, vermelho, e de linho fino retorcido, com querubins bordados no tecido. Este véu ficará suspenso em quatro colunas de madeira de acácia, recobertas de ouro, por meio de quatro ganchos de ouro. Os pilares assentarão em quatro bases de prata. Colocarás a cortina nos ganchos e por detrás dela ficará a arca que contém as tábuas de pedra onde está gravada a lei de Deus. A cortina ficará assim a separar o lugar santo do lugar santíssimo.

A seguir instalarás o propiciatório — ou seja a tampa de ouro da arca — no lugar santíssimo. Põe a mesa do lado de fora do véu, diante dele, o castiçal ao lado da mesa, de forma a que esta fique do lado do norte do tabernáculo, em relação ao castiçal que ficará ao sul.

Farás também outra cortina para a entrada da tenda sagrada, artisticamente bordada com fino linho retorcido, azul, púrpura e vermelho. Suspende esta cortina em cinco postes revestido de ouro por meio de ganchos de ouro e uma base de bronze para cada poste.

Read More of Êxodo 26