Salmos 109:21-31

Mas tu, Soberano Senhor,
intervém em meu favor, por causa do teu nome.
Livra-me, pois é sublime o teu amor leal!
Sou pobre e necessitado
e, no íntimo, o meu coração está abatido.
Vou definhando como a sombra vespertina;
para longe sou lançado, como um gafanhoto.
De tanto jejuar os meus joelhos fraquejam
e o meu corpo definha de magreza.
Sou objeto de zombaria
    para os meus acusadores;
logo que me vêem, meneiam a cabeça.

Socorro, Senhor, meu Deus!
Salva-me pelo teu amor leal!
Que eles reconheçam que foi a tua mão,
que foste tu, Senhor, que o fizeste.
Eles podem amaldiçoar,
    tu, porém, me abençoas.
Quando atacarem, serão humilhados,
    mas o teu servo se alegrará.
Sejam os meus acusadores
    vestidos de desonra;
que a vergonha os cubra como um manto.

Em alta voz, darei muitas graças ao Senhor;
    no meio da assembléia eu o louvarei,
pois ele se põe ao lado do pobre
    para salvá-lo daqueles que o condenam.

Read More of Salmos 109