Números 7:1-65

Ofertas por Ocasião da Dedicação do Tabernáculo

Quando Moisés acabou de armar o tabernáculo, ele o ungiu e o consagrou, juntamente com todos os seus utensílios. Também ungiu e consagrou o altar com todos os seus utensílios. Então os líderes de Israel, os chefes das famílias que eram os líderes das tribos encarregados do recenseamento, apresentaram ofertas. Trouxeram as suas dádivas ao Senhor: seis carroças cobertas e doze bois, um boi de cada líder e uma carroça de cada dois líderes; e as apresentaram diante do tabernáculo.

O Senhor disse a Moisés: “Aceite as ofertas deles para que sejam usadas no trabalho da Tenda do Encontro. Entregue-as aos levitas, conforme exigir o trabalho de cada homem”.

Então Moisés recebeu as carroças e os bois e os entregou aos levitas. Deu duas carroças e quatro bois aos gersonitas, conforme exigia o trabalho deles, e quatro carroças e oito bois aos meraritas, conforme exigia o trabalho deles. Estavam todos sob a supervisão de Itamar, filho do sacerdote Arão. Mas aos coatitas Moisés não deu nada, pois eles deveriam carregar nos ombros os objetos sagrados pelos quais eram responsáveis.

Quando o altar foi ungido, os líderes trouxeram as suas ofertas para a dedicação do altar, e as apresentaram diante dele. Pois o Senhor tinha dito a Moisés: “Cada dia um líder deverá trazer a sua oferta para a dedicação do altar”.

No primeiro dia, Naassom, filho de Aminadabe, da tribo de Judá, trouxe a sua oferta.

A oferta dele foi um prato de prata de um quilo e quinhentos e sessenta gramas e uma bacia de prata para as aspersões, de oitocentos e quarenta gramas, ambos pesados com base no peso padrão do santuário, cada um cheio da melhor farinha amassada com óleo, como oferta de cereal; uma vasilha de ouro de cento e vinte gramas, cheia de incenso; um novilho, um carneiro e um cordeiro de um ano como holocausto; um bode como oferta pelo pecado; e dois bois, cinco carneiros, cinco bodes e cinco cordeiros de um ano para serem oferecidos como sacrifício de comunhão. Essa foi a oferta de Naassom, filho de Aminadabe.

No segundo dia, Natanael, filho de Zuar e líder de Issacar, trouxe a sua oferta.

A oferta dele foi um prato de prata de um quilo e quinhentos e sessenta gramas e uma bacia de prata para as aspersões, de oitocentos e quarenta gramas, ambos pesados com base no peso padrão do santuário, cada um cheio da melhor farinha amassada com óleo, como oferta de cereal; uma vasilha de ouro de cento e vinte gramas, cheia de incenso; um novilho, um carneiro e um cordeiro de um ano como holocausto; um bode como oferta pelo pecado; e dois bois, cinco carneiros, cinco bodes e cinco cordeiros de um ano para serem oferecidos como sacrifício de comunhão. Essa foi a oferta de Natanael, filho de Zuar.

No terceiro dia, Eliabe, filho de Helom e líder de Zebulom, trouxe a sua oferta.

A oferta dele foi um prato de prata de um quilo e quinhentos e sessenta gramas e uma bacia de prata para as aspersões, de oitocentos e quarenta gramas, ambos pesados com base no peso padrão do santuário, cada um cheio da melhor farinha amassada com óleo, como oferta de cereal; uma vasilha de ouro de cento e vinte gramas, cheia de incenso; um novilho, um carneiro e um cordeiro de um ano como holocausto; um bode como oferta pelo pecado; e dois bois, cinco carneiros, cinco bodes e cinco cordeiros de um ano para serem oferecidos como sacrifício de comunhão. Essa foi a oferta de Eliabe, filho de Helom.

No quarto dia, Elizur, filho de Sedeur e líder de Rúben, trouxe a sua oferta.

A oferta dele foi um prato de prata de um quilo e quinhentos e sessenta gramas e uma bacia de prata para as aspersões, de oitocentos e quarenta gramas, ambos pesados com base no peso padrão do santuário, cada um cheio da melhor farinha amassada com óleo, como oferta de cereal; uma vasilha de ouro de cento e vinte gramas, cheia de incenso; um novilho, um carneiro e um cordeiro de um ano como holocausto; um bode como oferta pelo pecado; e dois bois, cinco carneiros, cinco bodes e cinco cordeiros de um ano para serem oferecidos como sacrifício de comunhão. Essa foi a oferta de Elizur, filho de Sedeur.

No quinto dia, Selumiel, filho de Zurisadai e líder de Simeão, trouxe a sua oferta.

A oferta dele foi um prato de prata de um quilo e quinhentos e sessenta gramas e uma bacia de prata para as aspersões, de oitocentos e quarenta gramas, ambos pesados com base no peso padrão do santuário, cada um cheio da melhor farinha amassada com óleo, como oferta de cereal; uma vasilha de ouro de cento e vinte gramas, cheia de incenso; um novilho, um carneiro e um cordeiro de um ano como holocausto; um bode como oferta pelo pecado; e dois bois, cinco carneiros, cinco bodes e cinco cordeiros de um ano para serem oferecidos como sacrifício de comunhão. Essa foi a oferta de Selumiel, filho de Zurisadai.

No sexto dia, Eliasafe, filho de Deuel e líder de Gade, trouxe a sua oferta.

A oferta dele foi um prato de prata de um quilo e quinhentos e sessenta gramas e uma bacia de prata para as aspersões, de oitocentos e quarenta gramas, ambos pesados com base no peso padrão do santuário, cada um cheio da melhor farinha amassada com óleo, como oferta de cereal; uma vasilha de ouro de cento e vinte gramas, cheia de incenso; um novilho, um carneiro e um cordeiro de um ano como holocausto; um bode como oferta pelo pecado; e dois bois, cinco carneiros, cinco bodes e cinco cordeiros de um ano para serem oferecidos como sacrifício de comunhão. Essa foi a oferta de Eliasafe, filho de Deuel.

No sétimo dia, Elisama, filho de Amiúde e líder de Efraim, trouxe a sua oferta.

A oferta dele foi um prato de prata de um quilo e quinhentos e sessenta gramas e uma bacia de prata para as aspersões, de oitocentos e quarenta gramas, ambos pesados com base no peso padrão do santuário, cada um cheio da melhor farinha amassada com óleo, como oferta de cereal; uma vasilha de ouro de cento e vinte gramas, cheia de incenso; um novilho, um carneiro e um cordeiro de um ano como holocausto; um bode como oferta pelo pecado; e dois bois, cinco carneiros, cinco bodes e cinco cordeiros de um ano para serem oferecidos como sacrifício de comunhão. Essa foi a oferta de Elisama, filho de Amiúde.

No oitavo dia, Gamaliel, filho de Pedazur e líder de Manassés, trouxe a sua oferta.

A oferta dele foi um prato de prata de um quilo e quinhentos e sessenta gramas e uma bacia de prata para as aspersões, de oitocentos e quarenta gramas, ambos pesados com base no peso padrão do santuário, cada um cheio da melhor farinha amassada com óleo, como oferta de cereal; uma vasilha de ouro de cento e vinte gramas, cheia de incenso; um novilho, um carneiro e um cordeiro de um ano como holocausto; um bode como oferta pelo pecado; e dois bois, cinco carneiros, cinco bodes e cinco cordeiros de um ano para serem oferecidos como sacrifício de comunhão. Essa foi a oferta de Gamaliel, filho de Pedazur.

No nono dia, Abidã, filho de Gideoni e líder de Benjamim, trouxe a sua oferta.

A oferta dele foi um prato de prata de um quilo e quinhentos e sessenta gramas e uma bacia de prata para as aspersões, de oitocentos e quarenta gramas, ambos pesados com base no peso padrão do santuário, cada um cheio da melhor farinha amassada com óleo, como oferta de cereal; uma vasilha de ouro de cento e vinte gramas, cheia de incenso; um novilho, um carneiro e um cordeiro de um ano como holocausto; um bode como oferta pelo pecado; e dois bois, cinco carneiros, cinco bodes e cinco cordeiros de um ano para serem oferecidos como sacrifício de comunhão. Essa foi a oferta de Abidã, filho de Gideoni.

Read More of Números 7