Jeremias 6

Jerusalém Sitiada

“Fuja para um lugar seguro,
    povo de Benjamim!
Fuja de Jerusalém!
Toquem a trombeta em Tecoa!
Ponham sinal em Bete-Haquerém!
Porque já se vê a desgraça
    que vem do norte,
uma terrível destruição!
Destruirei a cidade[a] de Sião;
    você é como uma bela pastagem,[b]
para onde os pastores vêm
    com os seus rebanhos;
armam as suas tendas ao redor dela
    e apascentam, cada um no seu lugar.

“Preparem-se para enfrentá-la
    na batalha!
Vamos, ataquemos ao meio-dia!
Ai de nós! O dia declina
e as sombras da tarde já se estendem.
Vamos, ataquemos de noite!
Destruamos as suas fortalezas!”

Assim diz o Senhor dos Exércitos:

“Derrubem as árvores
    e construam rampas de cerco
    contra Jerusalém.
Ó cidade da falsidade![c]
Ela está cheia de opressão.
Assim como um poço produz água,
    também ela produz sua maldade.
Violência! Destruição!
É o que se ouve dentro dela;
doenças e feridas estão sempre
    diante de mim.
Ouça a minha advertência, ó Jerusalém!
Do contrário eu me afastarei
    inteiramente de você
e farei de você uma desolação,
uma terra desabitada”.

Assim diz o Senhor dos Exércitos:

“Rebusque-se o remanescente de Israel
tão completamente
    como se faz com uma videira,
    como faz quem colhe uvas:
e você, repasse os ramos cacho por cacho”.

A quem posso eu falar ou advertir?
Quem me escutará?
Os ouvidos deles são obstinados[d],
    e eles não podem ouvir.
A palavra do Senhor é para eles desprezível,
não encontram nela motivo de prazer.
Mas a ira do Senhor
    dentro de mim transborda,
já não posso retê-la.

“Derrama-a sobre as crianças na rua
e sobre os jovens reunidos em grupos;
pois eles também serão pegos
com os maridos e as mulheres,
    os velhos e os de idade bem avançada.
As casas deles
    serão entregues a outros,
com os seus campos
    e as suas mulheres,
quando eu estender a minha mão
    contra os que vivem nesta terra”,
declara o Senhor.
“Desde o menor até o maior,
    todos são gananciosos;
profetas e sacerdotes igualmente,
    todos praticam o engano.
Eles tratam da ferida do meu povo
    como se não fosse grave.
‘Paz, paz’, dizem,
    quando não há paz alguma.
Ficarão eles envergonhados
    da sua conduta detestável?
Não, eles não sentem vergonha alguma,
    nem mesmo sabem corar.
Portanto, cairão entre os que caem;
serão humilhados
    quando eu os castigar”,
declara o Senhor.

Assim diz o Senhor:

“Ponham-se nas encruzilhadas e olhem;
perguntem pelos caminhos antigos,
perguntem pelo bom caminho.
    Sigam-no e acharão descanso.
Mas vocês disseram:
    ‘Não seguiremos!’
Coloquei sentinelas entre vocês e disse:
    Prestem atenção ao som da trombeta!
Mas vocês disseram:
    ‘Não daremos atenção’.
Vejam, ó nações;
    observe, ó assembléia,
o que acontecerá a eles.
Ouça, ó terra:
    Trarei desgraça sobre este povo,
o fruto das suas maquinações,
porque não deram atenção
    às minhas palavras
e rejeitaram a minha lei.
De que me serve o incenso
    trazido de Sabá,
ou o cálamo aromático
    de uma terra distante?
Os seus holocaustos[e] não são aceitáveis
nem me agradam as suas ofertas”.

Assim diz o Senhor:

“Estou colocando obstáculos
    diante deste povo.
Pais e filhos tropeçarão neles;
    vizinhos e amigos perecerão”.

Assim diz o Senhor:

“Veja! Um exército vem do norte;
uma grande nação
    está sendo mobilizada
    desde os confins da terra.
Eles empunham o arco e a lança;
    são cruéis e não têm misericórdia,
e o barulho que fazem é como
    o bramido do mar.
Vêm montando os seus cavalos
    em formação de batalha,
para atacá-la, ó cidade de Sião”.

Ouvimos os relatos sobre eles,
    e as nossas mãos amoleceram.
A angústia tomou conta de nós,
dores como as da mulher
    que está dando à luz.
Não saiam aos campos
    nem andem pelas estradas,
pois o inimigo traz a espada,
    e há terror por todos os lados.
Ó minha filha, meu povo,
ponha vestes de lamento
    e revolva-se em cinza.
Lamente-se com choro amargurado,
    como quem chora por um filho único,
pois subitamente o destruidor
    virá sobre nós.

“Eu o designei para
    examinador de metais,
    provador do meu povo,
para que você examine
    e ponha à prova a conduta deles.
Todos eles são rebeldes obstinados,
    e propagadores de calúnias.
Estão endurecidos
    como o bronze e o ferro.
Todos eles são corruptos.
O fole sopra com força
    para separar o chumbo com o fogo,
mas o refino prossegue em vão;
os ímpios não são expurgados.
São chamados prata rejeitada,
    porque o Senhor os rejeitou.”


Footnotes
  1. 6.2 Hebraico: filha; também no versículo 23.
  2. 6.2 Ou Sião, tão bela e formosa,
  3. 6.6 Tradicionalmente traduzida por Esta é a cidade que deve ser castigada.
  4. 6.10 Hebraico: incircuncisos.
  5. 6.20 Isto é, sacrifícios totalmente queimados; também em 7.21 e 22.

Read More of Jeremias 6

Jeremias 7:1-29

A Inutilidade da Falsa Religião

Esta é a palavra que veio a Jeremias da parte do Senhor: “Fique junto à porta do templo do Senhor e proclame esta mensagem:

“Ouçam a palavra do Senhor, todos vocês de Judá que atravessam estas portas para adorar o Senhor. Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Corrijam a sua conduta e as suas ações, eu os farei habitar neste lugar. Não confiem nas palavras enganosas dos que dizem: ‘Este é o templo do Senhor, o templo do Senhor, o templo do Senhor!’ Mas se vocês realmente corrigirem a sua conduta e as suas ações, e se, de fato, tratarem uns aos outros com justiça, se não oprimirem o estrangeiro, o órfão e a viúva e não derramarem sangue inocente neste lugar, e se vocês não seguirem outros deuses para a sua própria ruína, então eu os farei habitar neste lugar, na terra que dei aos seus antepassados desde a antigüidade e para sempre. Mas vejam! Vocês confiam em palavras enganosas e inúteis.

“Vocês pensam que podem roubar e matar, cometer adultério e jurar falsamente[a], queimar incenso a Baal e seguir outros deuses que vocês não conheceram, e depois vir e permanecer perante mim neste templo, que leva o meu nome, e dizer: ‘Estamos seguros!’, seguros para continuar com todas essas práticas repugnantes? Este templo, que leva o meu nome, tornou-se para vocês um covil de ladrões? Cuidado! Eu mesmo estou vendo isso”, declara o Senhor.

“Portanto, vão agora a Siló, o meu lugar de adoração, onde primeiro fiz uma habitação em honra ao meu nome, e vejam o que eu lhe fiz por causa da impiedade de Israel, o meu povo. Mas agora, visto que vocês fizeram todas essas coisas”, diz o Senhor, “apesar de eu lhes ter falado repetidas vezes, e vocês não me terem dado atenção, e de eu tê-los chamado, e vocês não me terem respondido, eu farei a este templo que leva o meu nome, no qual vocês confiam, o lugar de adoração que dei a vocês e aos seus antepassados, o mesmo que fiz a Siló. Expulsarei vocês da minha presença, como fiz com todos os seus compatriotas, o povo de Efraim.

“E você, Jeremias, não ore por este povo nem faça súplicas ou pedidos em favor dele, nem interceda por ele junto a mim, pois eu não o ouvirei. Não vê o que estão fazendo nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém? Os filhos ajuntam a lenha, os pais acendem o fogo, e as mulheres preparam a massa e fazem bolos para a Rainha dos Céus. Além disso, derramam ofertas a outros deuses para provocarem a minha ira. Mas será que é a mim que eles estão provocando?”, pergunta o Senhor. “Não é a si mesmos, para a sua própria vergonha?”

Portanto, assim diz o Soberano, o Senhor: “A minha ardente ira será derramada sobre este lugar, sobre os homens, os animais, e as árvores do campo, como também sobre o produto do solo; ela arderá como fogo, e não poderá ser extinta”.

Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: “Juntem os seus holocaustos aos outros sacrifícios e comam a carne vocês mesmos! Quando tirei do Egito os seus antepassados, nada lhes falei nem lhes ordenei quanto a holocaustos e sacrifícios. Dei-lhes, entretanto, esta ordem: Obedeçam-me, e eu serei o seu Deus e vocês serão o meu povo. Vocês andarão em todo o caminho que eu lhes ordenar, para que tudo lhes vá bem. Mas eles não me ouviram nem me deram atenção. Antes, seguiram o raciocínio rebelde dos seus corações maus. Andaram para trás e não para a frente. Desde a época em que os seus antepassados saíram do Egito até o dia de hoje, eu lhes enviei os meus servos, os profetas, dia após dia. Mas eles não me ouviram nem me deram atenção. Antes, tornaram-se obstinados e foram piores do que os seus antepassados.

“Quando você lhes disser tudo isso, eles não o escutarão; quando você os chamar, não responderão. Portanto, diga a eles: Esta é uma nação que não obedeceu ao Senhor, ao seu Deus, nem aceitou a correção. A verdade foi destruída e desapareceu dos seus lábios. Cortem os seus cabelos consagrados e joguem-nos fora. Lamentem-se sobre os montes estéreis, pois o Senhor rejeitou e abandonou esta geração que provocou a sua ira.


Footnotes
  1. 7.9 Ou jurar por deuses falsos

Read More of Jeremias 7