Isaías 47

A Queda de Babilônia

“Desça, sente-se no pó,
    Virgem Cidade de Babilônia;
sente-se no chão sem um trono,
    Filha dos babilônios.
Você não será mais chamada
    mimosa e delicada.
Apanhe pedras de moinho e faça farinha;
    retire o seu véu.
Levante a saia, desnude as suas pernas
    e atravesse os riachos.
Sua nudez será exposta
    e sua vergonha será revelada.
Eu me vingarei; não pouparei ninguém.”
Nosso redentor,
    o Senhor dos Exércitos é o seu nome,
é o Santo de Israel.

“Sente-se em silêncio, entre nas trevas,
    cidade dos babilônios;
você não será mais chamada
    rainha dos reinos.
Fiquei irado contra o meu povo
    e profanei minha herança;
eu os entreguei nas suas mãos,
    e você não mostrou misericórdia
    para com eles.
Mesmo sobre os idosos
    você pôs um jugo muito pesado.
Você disse: ‘Continuarei sempre sendo
    a rainha eterna!’
Mas você não ponderou estas coisas,
    nem refletiu no que poderia acontecer.

“Agora, então, escute,
    criatura provocadora,
que age despreocupada
    e preguiçosamente
    em sua segurança, e diz a si mesma: ‘Somente eu,
    e mais ninguém.
Jamais ficarei viúva nem sofrerei
    a perda de filhos’.
Estas duas coisas acontecerão a você
    num mesmo instante, num único dia,
perda de filhos e viuvez;
    virão sobre você com todo o seu peso,
a despeito de suas muitas feitiçarias
e de todas as suas poderosas
    palavras de encantamento.
Você confiou em sua impiedade e disse:
    ‘Ninguém me vê’.
Sua sabedoria e seu conhecimento a enganam
    quando você diz a si mesma:
‘Somente eu, e mais ninguém
    além de mim’.
A desgraça a alcançará
    e você não saberá como esconjurá-la.
Cairá sobre você um mal
    do qual você não poderá proteger-se
    com um resgate;
uma catástrofe que você não pode prever
    cairá repentinamente sobre você.

“Continue, então, com suas
    palavras mágicas de encantamento
e com suas muitas feitiçarias,
    nas quais você tem se afadigado
    desde a infância.
Talvez você consiga,
    talvez provoque pavor.
Todos os conselhos que você recebeu
    só a deixaram extenuada!
Deixe seus astrólogos se apresentarem,
    aqueles fitadores de estrelas
que fazem predições de mês a mês,
que eles a salvem daquilo
    que está vindo sobre você;
sem dúvida eles são como restolho;
    o fogo os consumirá.
Eles não podem nem mesmo salvar-se
    do poder das chamas.
Aqui não existem brasas
    para aquecer ninguém;
não há fogueira para a gente sentar-se ao lado.
Isso é tudo o que eles podem
    fazer por você,
esses com quem você se afadigou
    e com quem teve negócios escusos
    desde a infância.
Cada um deles prossegue em seu erro;
não há ninguém que possa salvá-la.

Read More of Isaías 47

Isaías 48

Israel Obstinado

“Escute isto, ó comunidade de Jacó,
vocês que são chamados
    pelo nome de Israel
    e vêm da linhagem de Judá,
vocês que fazem juramentos
    pelo nome do Senhor
e invocam o Deus de Israel,
    mas não em verdade ou retidão;
vocês que chamam a si mesmos
    cidadãos da cidade santa
e dizem confiar no Deus de Israel;
    o Senhor dos Exércitos é o seu nome:
Eu predisse há muito
    as coisas passadas,
minha boca as anunciou,
    e eu as fiz conhecidas;
então repentinamente agi,
    e elas aconteceram.
Pois eu sabia quão obstinado você era;
os tendões de seu pescoço eram ferro,
    a sua testa era bronze.
Por isso há muito lhe contei
    essas coisas;
antes que acontecessem
    eu as anunciei a você
para que você não pudesse dizer:
‘Meus ídolos as fizeram;
minha imagem de madeira
    e meu deus de metal as determinaram’.
Você tem ouvido essas coisas;
    olhe para todas elas.
Você não irá admiti-las?

“De agora em diante eu lhe contarei
    coisas novas,
coisas ocultas, que você desconhece.
Elas foram criadas agora,
    e não há muito tempo;
você nunca as conheceu antes.
Por isso você não pode dizer:
    ‘Sim, eu as conhecia’.
Você não tinha conhecimento
    nem entendimento;
desde a antigüidade o seu ouvido
    tem se fechado.
Sei quão traiçoeiro você é;
desde o nascimento
    você foi chamado rebelde.
Por amor do meu próprio nome
    eu adio a minha ira;
por amor de meu louvor
    eu a contive,
para que você não fosse eliminado.
Veja, eu refinei você,
    embora não como prata;
eu o provei na fornalha da aflição.
Por amor de mim mesmo,
    por amor de mim mesmo, eu faço isso.
Como posso permitir que
    eu mesmo seja difamado?
Não darei minha glória a nenhum outro.

A Libertação de Israel

“Escute-me, ó Jacó,
Israel,
    a quem chamei:
Eu sou sempre o mesmo;
eu sou o primeiro
    e eu sou o último.
Minha própria mão
    lançou os alicerces da terra,
e a minha mão direita estendeu os céus;
quando eu os convoco,
    todos juntos se põem em pé.

“Reúnam-se, todos vocês, e escutem:
    Qual dos ídolos predisse essas coisas?
O amado do Senhor
    cumprirá seu propósito
    contra a Babilônia;
seu braço será contra os babilônios.
Eu, eu mesmo, falei;
    sim, eu o chamei.
Eu o trarei, e ele será bem-sucedido
    em sua missão.

“Aproximem-se de mim e escutem isto:

“Desde o primeiro anúncio
    não falei secretamente;
na hora em que acontecer, estarei ali.”

E agora o Soberano, o Senhor, me enviou,
    com seu Espírito.

Assim diz o Senhor, o seu redentor,
    o Santo de Israel:
“Eu sou o Senhor, o seu Deus,
    que lhe ensina o que é melhor para você,
que o dirige no caminho
    em que você deve ir.
Se tão-somente você tivesse
    prestado atenção às minhas ordens,
sua paz seria como um rio,
    sua retidão, como as ondas do mar.
Seus descendentes
    seriam como a areia,
seus filhos, como seus inúmeros grãos;
o nome deles jamais seria eliminado
    nem destruído de diante de mim”.

Deixem a Babilônia,
    fujam do meio dos babilônios!
Anunciem isso com gritos de alegria
    e proclamem-no.
Enviem-no aos confins da terra; digam:
    O Senhor resgatou seu servo Jacó.
Não tiveram sede
    quando ele os conduziu
    através dos desertos;
ele fez água fluir da rocha para eles;
fendeu a rocha, e a água jorrou.

“Não há paz alguma para os ímpios”,
    diz o Senhor.

Read More of Isaías 48

Isaías 49:1-7

O Servo do Senhor

Escutem-me, vocês, ilhas;
    ouçam, vocês, nações distantes:
Antes de eu nascer
    o Senhor me chamou;
desde o meu nascimento
    ele fez menção de meu nome.
Ele fez de minha boca
    uma espada afiada,
na sombra de sua mão ele me escondeu;
    ele me tornou uma flecha polida
e escondeu-me na sua aljava.
Ele me disse: “Você é meu servo,
    Israel, em quem mostrarei o meu esplendor”.
Mas eu disse: Tenho me afadigado
    sem qualquer propósito;
tenho gastado minha força em vão
    e para nada.
Contudo, o que me é devido
    está na mão do Senhor,
e a minha recompensa
    está com o meu Deus.

E agora o Senhor diz,
    aquele que me formou no ventre
    para ser o seu servo,
para trazer de volta Jacó
    e reunir Israel a ele mesmo,
pois sou honrado aos olhos do Senhor,
e o meu Deus tem sido a minha força;
ele diz: “Para você é coisa pequena demais
    ser meu servo
para restaurar as tribos de Jacó
e trazer de volta aqueles de Israel
    que eu guardei.
Também farei de você uma luz
    para os gentios,
para que você leve a minha salvação
    até os confins da terra”.

Assim diz o Senhor, o Redentor,
    o Santo de Israel,
àquele que foi desprezado
    e detestado pela nação,
ao servo de governantes:
“Reis o verão e se levantarão,
líderes o verão e se encurvarão,
    por causa do Senhor, que é fiel,
    o Santo de Israel, que o escolheu”.

Read More of Isaías 49