Oséias 8

O Castigo de Israel

“Coloquem a trombeta
    em seus lábios!
Ele vem ameaçador como uma águia
    sobre o templo do Senhor,
porquanto quebraram a minha aliança
    e se rebelaram contra a minha Lei.
Israel clama a mim:
    ‘Ó nosso Deus, nós te reconhecemos!’
Mas Israel rejeitou o que é bom;
    um inimigo o perseguirá.
Eles instituíram reis
    sem o meu consentimento;
escolheram líderes
    sem a minha aprovação.
Com prata e ouro
    fizeram ídolos para si,
para a sua própria destruição.
Lance fora o seu ídolo
    em forma de bezerro, ó Samaria!
A minha ira se acende contra eles.
Até quando serão incapazes de pureza?
Este bezerro procede de Israel!
    Um escultor o fez.
Ele não é Deus.
Será partido em pedaços
    o bezerro de Samaria.

“Eles semeiam vento
    e colhem tempestade.
Talo sem espiga;
    que não produz farinha.
Ainda que produzisse trigo,
    estrangeiros o devorariam.
Israel é devorado;
agora está entre as nações
    como algo sem valor;
foi para a Assíria.
O jumento selvagem mantém-se livre,
    mas Efraim vendeu-se
    para os seus amantes.
Embora tenham se vendido às nações,
    agora os ajuntarei,
e logo começarão a definhar
    sob a opressão do poderoso rei.

“Embora Efraim tenha construído
    muitos altares para ofertas pelo pecado,
eles se tornaram altares para o pecado.
Eu lhes escrevi
    todos os ensinos da minha Lei,
mas eles os consideraram algo estranho.
Eles oferecem sacrifícios
    e comem a carne,
mas o Senhor não se agrada deles.
Doravante, ele se lembrará
    da impiedade deles
e castigará os seus pecados:
    eles voltarão para o Egito.
Israel esqueceu o seu Criador
    e construiu palácios;
Judá fortificou muitas cidades.
Mas sobre as suas cidades
    enviarei fogo
que consumirá suas fortalezas.”

Read More of Oséias 8

Oséias 9

O Castigo de Israel

Não se regozije, ó Israel;
    não se alegre
    como as outras nações.
Pois você se prostituiu,
    abandonando o seu Deus;
você ama o salário da prostituição
    em cada eira de trigo.
Os produtos da eira e do lagar
    não alimentarão o povo;
o vinho novo lhes faltará.
Eles não permanecerão
    na terra do Senhor;
Efraim voltará para o Egito,
    e na Assíria comerá comida impura.
Eles não derramarão ofertas de vinho
    para o Senhor,
nem os seus sacrifícios lhe agradarão.
Tais sacrifícios serão para eles
    como o pão dos pranteadores,
    que torna impuro quem o come.
Essa comida será para eles mesmos;
    não entrará no templo do Senhor.

O que farão vocês
    no dia de suas festas fixas,
nos dias de festa do Senhor?
Vejam! Fogem da destruição,
    mas o Egito os ajuntará,
    e Mênfis os sepultará.
Os seus tesouros de prata
    as urtigas vão herdar;
os cardos cobrirão totalmente
    as suas tendas.
Os dias de castigo vêm,
    os dias de punição estão chegando.
    Que Israel o saiba.
Por serem tantos os pecados,
    e tão grande a hostilidade de vocês,
o profeta é considerado um tolo,
    e o homem inspirado, um louco violento.
O profeta, junto ao meu Deus,
    é a sentinela que vigia Efraim;[a]
contudo, laços o aguardam
    em todas as suas veredas,
e a hostilidade, no templo do seu Deus.
Eles mergulharam na corrupção,
    como nos dias de Gibeá.
Deus se lembrará de sua iniqüidade
    e os castigará por seus pecados.

“Quando encontrei Israel,
    foi como encontrar uvas no deserto;
quando vi os antepassados de vocês,
    foi como ver
    os primeiros frutos de uma figueira.
Mas, quando eles vieram a Baal-Peor,
    consagraram-se
    àquele ídolo vergonhoso
e se tornaram tão repugnantes
    quanto aquilo que amaram.
A glória de Efraim
    lhe fugirá como pássaro:
nenhum nascimento, nenhuma gravidez,
    nenhuma concepção.
Mesmo que criem filhos,
    porei de luto cada um deles.
Ai deles quando eu me afastar!
Vi Efraim,
    plantado num lugar agradável,
    como Tiro.
Mas Efraim entregará
    seus filhos ao matador.”
Ó Senhor, que darás a eles?
Dá-lhes ventres que abortem
    e seios ressecados.

“Toda a sua impiedade
    começou em Gilgal;
de fato, ali os odiei.
Por causa dos seus pecados
    eu os expulsarei da minha terra.
Não os amarei mais;
    todos os seus líderes são rebeldes.
Efraim está ferido,
    sua raiz está seca,
eles não produzem frutos.
Mesmo que criem filhos,
    eu matarei sua prole querida.”

Meu Deus os rejeitará
    porque não lhe deram ouvidos;
serão peregrinos entre as nações.


Footnotes
  1. 9.8 Ou O profeta é a sentinela que vigia Efraim, o povo do meu Deus;

Read More of Oséias 9