Eclesiastes 7

A Sabedoria

O bom nome é melhor
    do que um perfume finíssimo,
e o dia da morte é melhor
    do que o dia do nascimento.
É melhor ir a uma casa onde há luto
    do que a uma casa em festa,
pois a morte é o destino de todos;
os vivos devem levar isso a sério!
A tristeza é melhor do que o riso,
porque o rosto triste
    melhora o coração.
O coração do sábio
    está na casa onde há luto,
mas o do tolo, na casa da alegria.
É melhor ouvir
    a repreensão de um sábio
do que a canção dos tolos.
Tal como o estalo de espinhos
    debaixo da panela,
assim é o riso dos tolos.
Isso também não faz sentido.

A opressão transforma o sábio em tolo,
e o suborno corrompe o coração.

O fim das coisas é melhor que
    o seu início,
e o paciente é melhor que o orgulhoso.
Não permita que a ira domine depressa
    o seu espírito,
pois a ira se aloja no íntimo dos tolos.

Não diga: “Por que os dias do passado
    foram melhores que os de hoje?”
Pois não é sábio fazer esse tipo de pergunta.

A sabedoria, como uma herança,
é coisa boa, e beneficia aqueles
    que vêem o sol.
A sabedoria oferece proteção,
    como o faz o dinheiro,
mas a vantagem do conhecimento é esta:
    a sabedoria preserva a vida
    de quem a possui.

Considere o que Deus fez:

Quem pode endireitar
    o que ele fez torto?
Quando os dias forem bons,
    aproveite-os bem;
mas, quando forem ruins,
    considere:
Deus fez tanto um quanto o outro,
para evitar que o homem descubra
    alguma coisa sobre o seu futuro.

Nesta vida sem sentido
    eu já vi de tudo:

Um justo que morreu
    apesar da sua justiça,
e um ímpio que teve vida longa
    apesar da sua impiedade.
Não seja excessivamente justo
    nem demasiadamente sábio;
por que destruir-se a si mesmo?
Não seja demasiadamente ímpio
    e não seja tolo;
por que morrer antes do tempo?
É bom reter uma coisa
    e não abrir mão da outra,
pois quem teme a Deus
    evitará ambos os extremos.

A sabedoria torna o sábio
    mais poderoso
    que uma cidade guardada
    por dez valentes.
Todavia, não há um só justo na terra,
ninguém que pratique o bem e nunca peque.

Não dê atenção
    a todas as palavras que o povo diz,
caso contrário, poderá ouvir
    o seu próprio servo falando mal de você;
pois em seu coração você sabe
    que muitas vezes você também
    falou mal de outros.

Tudo isso eu examinei mediante a sabedoria e disse:

Estou decidido a ser sábio;
mas isso estava fora do meu alcance.
A realidade está bem distante
    e é muito profunda;
quem pode descobri-la?
Por isso dediquei-me a aprender,
    a investigar, a buscar a sabedoria
    e a razão de ser das coisas,
para compreender
    a insensatez da impiedade
    e a loucura da insensatez.
Descobri que
    muito mais amarga que a morte
    é a mulher que serve de laço,
cujo coração é uma armadilha
    e cujas mãos são correntes.
O homem que agrada a Deus
    escapará dela,
mas o pecador ela apanhará.

“Veja”, diz o Mestre, “foi isto que descobri:

Ao comparar uma coisa com outra
    para descobrir a sua razão de ser,
sim, durante essa minha busca
    que ainda não terminou,
entre mil homens
    descobri apenas um que julgo digno,
mas entre as mulheres
    não achei uma sequer.
Assim, cheguei a esta conclusão:
    Deus fez os homens justos,
mas eles foram em busca
    de muitas intrigas.”

Read More of Eclesiastes 7

Eclesiastes 8

A Obediência Devida ao Rei

Quem é como o sábio?
Quem sabe interpretar as coisas?
A sabedoria de um homem
    alcança o favor do rei
e muda o seu semblante carregado.

Este é o meu conselho: obedeça às ordens do rei porque você fez um juramento diante de Deus. Não se apresse em deixar a presença do rei, nem se levante em favor de uma causa errada, visto que o rei faz o que bem entende. Pois a palavra do rei é soberana, e ninguém lhe pode perguntar: “O que estás fazendo?”

Quem obedece às suas ordens
    não sofrerá mal algum,
pois o coração sábio saberá a hora
    e a maneira certa de agir.
Porquanto há uma hora certa
    e também uma maneira certa de agir
    para cada situação.
O sofrimento de um homem, no entanto,
    pesa muito sobre ele,
visto que ninguém conhece o futuro.
Quem lhe poderá dizer
    o que vai acontecer?
Ninguém tem o poder
    de dominar o próprio espírito;
tampouco tem poder
    sobre o dia da sua morte
    e de escapar dos efeitos da guerra;
nem mesmo a maldade
    livra aqueles que a praticam.

Tudo isso vi quando me pus a refletir em tudo o que se faz debaixo do sol. Há ocasiões em que um homem domina sobre outros para a sua própria infelicidade. Nessas ocasiões, vi ímpios serem sepultados e gente indo e vindo do lugar onde eles foram enterrados. Todavia, os que haviam praticado o bem foram esquecidos na cidade. Isso também não faz sentido.

Quando os crimes não são castigados logo, o coração do homem se enche de planos para fazer o mal. O ímpio pode cometer uma centena de crimes e apesar disso, ter vida longa, mas sei muito bem que as coisas serão melhores para os que temem a Deus, para os que mostram respeito diante dele. Para os ímpios, no entanto, nada irá bem, porque não temem a Deus, e os seus dias, como sombras, serão poucos.

Há mais uma coisa sem sentido na terra: justos que recebem o que os ímpios merecem, e ímpios que recebem o que os justos merecem. Isto também, penso eu, não faz sentido. Por isso recomendo que se desfrute a vida, porque debaixo do sol não há nada melhor para o homem do que comer, beber e alegrar-se. Sejam esses os seus companheiros no seu duro trabalho durante todos os dias da vida que Deus lhe der debaixo do sol!

Quando voltei a mente para conhecer a sabedoria e observar as atividades do homem sobre a terra, daquele cujos olhos não vêem sono nem de dia nem de noite, percebi tudo o que Deus tem feito. Ninguém é capaz de entender o que se faz debaixo do sol. Por mais que se esforce para descobrir o sentido das coisas, o homem não o encontrará. O sábio pode até afirmar que entende, mas, na realidade, não o consegue encontrar.

Read More of Eclesiastes 8

Eclesiastes 9:1-12

O Destino de Todos

Refleti nisso tudo e cheguei à conclusão de que os justos e os sábios, e aquilo que eles fazem, estão nas mãos de Deus. O que os espera, seja amor ou ódio, ninguém sabe. Todos partilham um destino comum: o justo e o ímpio, o bom e o mau, o puro e o impuro, o que oferece sacrifícios e o que não os oferece.

O que acontece com o homem bom,
    acontece com o pecador;
o que acontece
    com quem faz juramentos,
acontece com quem teme fazê-los.

Este é o mal que há em tudo o que acontece debaixo do sol: o destino de todos é o mesmo. O coração dos homens, além do mais, está cheio de maldade e de loucura durante toda a vida; e por fim eles se juntarão aos mortos. Quem está entre os vivos tem esperança; até um cachorro vivo é melhor do que um leão morto!

Pois os vivos sabem que morrerão,
    mas os mortos nada sabem;
para eles não haverá mais recompensa,
    e já não se tem lembrança deles.
Para eles o amor, o ódio e a inveja
    há muito desapareceram;
nunca mais terão parte em nada
    do que acontece debaixo do sol.

Portanto, vá, coma com prazer a sua comida e beba o seu vinho de coração alegre, pois Deus já se agradou do que você faz. Esteja sempre vestido com roupas de festa, e unja sempre a sua cabeça com óleo. Desfrute a vida com a mulher a quem você ama, todos os dias desta vida sem sentido que Deus dá a você debaixo do sol; todos os seus dias sem sentido! Pois essa é a sua recompensa na vida pelo seu árduo trabalho debaixo do sol. O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria.

Percebi ainda outra coisa debaixo do sol:

Os velozes nem sempre vencem a corrida;
os fortes nem sempre triunfam na guerra;
os sábios nem sempre têm comida;
os prudentes nem sempre são ricos;
os instruídos nem sempre têm prestígio;
    pois o tempo e o acaso afetam a todos.

Além do mais,
    ninguém sabe quando virá a sua hora:

Assim como os peixes são apanhados
    numa rede fatal
e os pássaros são pegos
    numa armadilha,
também os homens são enredados
    pelos tempos de desgraça
    que caem inesperadamente sobre eles.

Read More of Eclesiastes 9