2 Reis 19:14-37

A Oração de Ezequias

Ezequias recebeu a carta das mãos dos mensageiros e a leu. Então subiu ao templo do Senhor e estendeu-a perante o Senhor. E Ezequias orou ao Senhor: “Senhor, Deus de Israel, que reinas em teu trono, entre os querubins, só tu és Deus sobre todos os reinos da terra. Tu criaste os céus e a terra. Dá ouvidos, Senhor, e vê; ouve as palavras que Senaqueribe enviou para insultar o Deus vivo.

“É verdade, Senhor, que os reis assírios fizeram de todas essas nações e seus territórios um deserto. Atiraram os deuses delas no fogo e os destruíram, pois não eram deuses; eram apenas madeira e pedra moldadas por mãos humanas. Agora, Senhor nosso Deus, salva-nos das mãos dele, para que todos os reinos da terra saibam que só tu, Senhor, és Deus”.

A Profecia de Isaías sobre a Queda de Senaqueribe

Então Isaías, filho de Amoz, enviou uma mensagem a Ezequias: “Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: ‘Ouvi a sua oração acerca de Senaqueribe, o rei da Assíria’. Esta é a palavra que o Senhor falou contra ele:

“‘A virgem, a filha de Sião,
    o despreza e zomba de você.
A filha de Jerusalém
    meneia a cabeça enquanto você foge.
De quem você zombou
    e contra quem blasfemou?
Contra quem você levantou a voz
    e contra quem ergueu o
    seu olhar arrogante?
Contra o Santo de Israel!
Sim, você insultou o Senhor
    por meio dos seus mensageiros.
E declarou:
“Com carros sem conta subi,
    aos pontos mais elevados
    e às inacessíveis alturas do Líbano.
Derrubei os seus mais altos cedros,
    os seus melhores pinheiros.
Entrei em suas regiões mais remotas,
    e nas suas mais densas florestas.
Em terras estrangeiras
    cavei poços e bebi água.
Com as solas de meus pés
    sequei todos os rios do Egito”.

“‘Você não percebe
    que há muito tempo
    eu já havia determinado tudo isso.
Desde a antigüidade planejei
    o que agora faço acontecer,
que você deixaria cidades
    fortificadas em ruínas.
Seus habitantes, sem forças,
    desanimam-se envergonhados.
São como pastagens,
    como brotos tenros e verdes,
como ervas no telhado,
    queimadas antes de crescer.
Eu, porém, sei onde você está,
sei quando você sai e quando retorna;
e como você se enfurece contra mim.
Sim, contra mim você se enfureceu
e o seu atrevimento
    chegou aos meus ouvidos.
Por isso porei o meu anzol
    em seu nariz
e o meu freio em sua boca,
e o farei voltar
    pelo caminho por onde veio.

“‘A você, Ezequias, darei este sinal:
Neste ano vocês comerão
    do que crescer por si,
e no próximo o que daquilo brotar.
Mas no terceiro ano
    semeiem e colham,
plantem vinhas e comam o seu fruto.
Mais uma vez, um remanescente
    da tribo de Judá sobreviverá,
lançará raízes na terra
    e se encherão de frutos
    os seus ramos.
De Jerusalém sairão sobreviventes,
e um remanescente do monte Sião.
O zelo do Senhor dos Exércitos
    o executará’.

“Portanto, assim diz o Senhor
    acerca do rei da Assíria:
‘Ele não invadirá esta cidade
    nem disparará contra ela
    uma só flecha.
Não a enfrentará com escudo
nem construirá rampas de cerco
    contra ela.
Pelo caminho por onde veio voltará;
não invadirá esta cidade’,
    declara o Senhor.
‘Eu a defenderei e a salvarei,
por amor de mim mesmo
    e do meu servo Davi’ ”.

Naquela noite o anjo do Senhor saiu e matou cento e oitenta e cinco mil homens no acampamento assírio. Quando o povo se levantou na manhã seguinte, o lugar estava repleto de cadáveres! Então Senaqueribe, rei da Assíria, desmontou o acampamento e foi embora. Voltou para Nínive e lá ficou.

Certo dia, enquanto ele estava adorando no templo de seu deus Nisroque, seus filhos Adrameleque e Sarezer mataram-no à espada e fugiram para a terra de Ararate. Seu filho Esar-Hadom foi o seu sucessor.

Read More of 2 Reis 19

2 Reis 20

A Doença de Ezequias

Naquele tempo Ezequias ficou doente e quase morreu. O profeta Isaías, filho de Amoz, foi visitá-lo e lhe disse: “Assim diz o Senhor: ‘Ponha em ordem a sua casa, pois você vai morrer; não se recuperará’”.

Ezequias virou o rosto para a parede e orou ao Senhor: “Lembra-te, Senhor, como tenho te servido com fidelidade e com devoção sincera. Tenho feito o que tu aprovas”. E Ezequias chorou amargamente.

Antes de Isaías deixar o pátio intermediário, a palavra do Senhor veio a ele: “Volte e diga a Ezequias, líder do meu povo: Assim diz o Senhor, Deus de Davi, seu predecessor: Ouvi sua oração e vi suas lágrimas; eu o curarei. Daqui a três dias você subirá ao templo do Senhor. Acrescentarei quinze anos à sua vida. E livrarei você e esta cidade das mãos do rei da Assíria. Defenderei esta cidade por causa de mim mesmo e do meu servo Davi”.

Então disse Isaías: “Preparem um emplastro de figos”. Eles o fizeram e o aplicaram na úlcera; e ele se recuperou.

Ezequias havia perguntado a Isaías: “Qual será o sinal de que o Senhor me curará e de que de hoje a três dias subirei ao templo do Senhor?”

Isaías respondeu: “O sinal de que o Senhor vai cumprir o que prometeu é este: você prefere que a sombra avance ou recue dez degraus na escadaria?”

Disse Ezequias: “Como é fácil a sombra avançar dez degraus, prefiro que ela recue dez degraus”.

Então o profeta Isaías clamou ao Senhor, e este fez a sombra recuar os dez degraus que havia descido na escadaria de Acaz.

Mensageiros da Babilônia

Naquela época, o rei da Babilônia, Merodaque-Baladã, filho de Baladã, enviou cartas e um presente para Ezequias, pois soubera da sua doença. Ezequias recebeu em audiência os mensageiros e mostrou-lhes tudo o que havia em seus armazéns: a prata, o ouro, as especiarias e o azeite finíssimo, o seu arsenal e tudo o que havia em seus tesouros. Não houve nada em seu palácio ou em seu reino que Ezequias não lhes mostrasse.

Então o profeta Isaías foi ao rei Ezequias e lhe perguntou: “O que esses homens disseram? De onde vieram?”

Ezequias respondeu: “De uma terra distante. Vieram da Babilônia”.

O profeta perguntou: “O que eles viram em seu palácio?”

Disse Ezequias: “Viram tudo em meu palácio. Não há nada em meus tesouros que eu não lhes tenha mostrado”.

Então Isaías disse a Ezequias: “Ouça a palavra do Senhor: ‘Um dia, tudo o que se encontra em seu palácio, bem como tudo o que os seus antepassados acumularam até hoje, será levado para a Babilônia. Nada restará’, diz o Senhor. ‘Alguns dos seus próprios descendentes serão levados, e eles se tornarão eunucos no palácio do rei da Babilônia’”.

Respondeu Ezequias ao profeta: “Boa é a palavra do Senhor que anunciaste”, pois ele entendeu que durante sua vida haveria paz e segurança.

Os demais acontecimentos do reinado de Ezequias, todas as suas realizações, inclusive a construção do açude e do túnel que canalizou água para a cidade, estão escritos no livro dos registros históricos dos reis de Judá. Ezequias descansou com os seus antepassados, e seu filho Manassés foi o seu sucessor.

Read More of 2 Reis 20