O Livro

Salmos 90

Quarto Livro (Salmos 90-106)

Oração de Moisés, o homem de Deus.

1Senhor, tu tens sido o nosso refúgio, através dos tempos.
Antes de formares as montanhas,
    antes mesmo de criares a Terra e todo o universo,
    sim desde toda a eternidade tu és Deus.

Tu falas e fazes voltar a criatura humana
    ao pó de onde veio.
Mil anos são para ti apenas como o dia de ontem que se foi,
    ou como uma simples hora que passa, durante a noite.
Nós passamos, no tempo, tão rapidamente
    como uma corrente de água.
A vida passa como o tempo do sono, quase sem darmos por isso.
Somos como a relva que, de manhã, é verde.
Depois, sendo cortada, fica murcha antes que caia a noite.

Se a tua severidade se acende contra nós,
    somos consumidos;
se cairmos na alçada da tua condenação,
    o teu castigo nos esmagará.
A nossa maldade está exposta diante de ti;
o nosso pecado, o mais oculto, tu o conheces.
Não é de admirar que os nossos dias se tornem longos e pesados
    sob a tua indignação.
Os nossos anos vão-se
    como se fosse um suspiro.
10 A duração da nossa vida é setenta anos;
e se alguns, pela sua robustez, chegam aos oitenta,
    o que ela lhes pode dar não é mais do que cansaço e aborrecimento.
O tempo passa de tal maneira que temos a sensação de voarmos.

11 Quem é capaz de avaliar a força da tua ira?
Quem é capaz de te temer realmente, como deveria?
12 Ensina-nos a contar os nossos dias
    de tal maneira que os nossos corações se encham de sabedoria.

13 Volta-te para nós, Senhor.
Até quando teremos que esperar?
Torna-te benigno para connosco, que te servimos.
14 Pela manhã, satisfaz-nos completamente com a tua bondade,
    e teremos alegria até ao fim da vida toda.
15 Dá-nos felicidade
    por tanto tempo quanto aquele em que fomos afligidos,
    e em que passámos por tempos muito difíceis.
16 Que possamos de novo ver maravilhas tuas
realizarem-se no nosso meio,
    e que os nossos filhos se familiarizem com a tua glória
    no meio do povo que te serve.

17 Que o favor do Senhor nosso Deus seja sobre nós.
Consolida tu próprio o trabalho que fazemos,
    sim, confirma aquilo que fazem as nossas mãos.

Nova Versão Internacional

Salmos 90

QUARTO LIVRO

Salmo 90

Oração de Moisés, homem de Deus.

Senhor, tu és o nosso refúgio, sempre,
    de geração em geração.
Antes de nascerem os montes
    e de criares a terra e o mundo,
de eternidade a eternidade tu és Deus.

Fazes os homens voltarem ao pó,
    dizendo: “Retornem ao pó, seres humanos!”
De fato, mil anos para ti
    são como o dia de ontem que passou,
como as horas da noite.
Como uma correnteza, tu arrastas os homens;
são breves como o sono;
são como a relva que brota ao amanhecer;
germina e brota pela manhã,
mas, à tarde, murcha e seca.

Somos consumidos pela tua ira
e aterrorizados pelo teu furor.
Conheces as nossas iniqüidades;
não escapam os nossos pecados secretos
    à luz da tua presença.
Todos os nossos dias passam
    debaixo do teu furor;
vão-se como um murmúrio.
10 Os anos de nossa vida chegam a setenta,
ou a oitenta para os que têm mais vigor;
entretanto, são anos difíceis
    e cheios de sofrimento,
pois a vida passa depressa,
    e nós voamos!

11 Quem conhece o poder da tua ira?
Pois o teu furor é tão grande
    como o temor que te é devido.
12 Ensina-nos a contar os nossos dias
para que o nosso coração alcance sabedoria.

13 Volta-te, Senhor! Até quando será assim?
Tem compaixão dos teus servos!
14 Satisfaze-nos pela manhã
    com o teu amor leal,
e todos os nossos dias cantaremos felizes.
15 Dá-nos alegria pelo tempo que nos afligiste,
pelos anos em que tanto sofremos.
16 Sejam manifestos os teus feitos
    aos teus servos,
e aos filhos deles o teu esplendor!

17 Esteja sobre nós a bondade
    do nosso Deus Soberano.
Consolida, para nós,
    a obra de nossas mãos;
consolida a obra de nossas mãos!