O Livro

Salmos 63

Salmo de David. Quando se encontrava no deserto de Judá.

1Ó Deus, meu Deus,
bem cedo, desde que acordo, eu te procuro!
A minha alma tem sede de ti,
todo o meu ser anseia encontrar-te,
como terra ressequida onde não há gota de água.

Eu gostaria de ver, no santuário,
a tua força e o teu esplendor!
Porque, para mim, a tua bondade
vale mais que a própria vida.
Quero louvar-te com os meus lábios!
Enquanto viver, bendirei o teu nome,
levantando a ti as minhas mãos.
A minha alma ficará feliz
como quando nos servimos dos mais ricos alimentos.
Louvar-te-ei com enorme alegria!

De noite, lembro-me de ti;
quando fico acordado, penso em ti.
Tens sido o meu verdadeiro auxílio;
feliz cantarei debaixo da sombra das tuas asas!
A minha alma segue-te bem de perto;
o teu braço hábil e forte mantém a minha vida.

Os que andam atrás de mim, para me destruir,
descerão às profundezas do abismo.
10 Estão condenados a serem mortos na luta,
hão de tornar-se o alimento de raposas.

11 Eu, o rei, me regozijarei em Deus.
Todos os que confiam plenamente em Deus
serão altamente recompensados.
Os mentirosos, esses ficarão reduzidos ao silêncio!

Habrit Hakhadasha/Haderekh

Este capítulo no está disponible momentáneamente. Por favor intente nuevamente luego.