O Livro

Salmos 56

Salmo de David. Quando os filisteus o prenderam em Gate. Para o diretor do coro. Poema de instrução.

1Tem misericórdia de mim, ó Deus,
porque há gente que procura devorar-me;
oprimem-me e lutam comigo o dia inteiro.
São muitos e espiam-me,
de forma a terem tempo para me aniquilar.

Quando estiver com medo,
porei a minha confiança em ti.
Confiarei nas promessas de Deus;
se assim for, que poderão fazer-me?

Todos os dias torcem o que eu digo;
só pensam no que hão de fazer para me prejudicar.
Juntam-se para estabelecerem os seus planos;
escondem-se e espiam-me,
aguardando a hora de me liquidar.
Conseguirão os seus objetivos perversos?
Não os deixes, ó Deus, derruba-os!

Tens visto toda a minha agitação;
recolheste as minhas lágrimas na tua taça,
registaste-as no teu livro.
Quando clamo a ti por socorro,
os meus inimigos retrocedem;
sei isto, porque Deus está comigo.

10 Louvo as palavras de Deus e as suas promessas.
11 Confiarei em Deus e não terei medo;
assim, que me poderá fazer o homem?

12 Certamente que farei o que te prometi, ó Deus,
e te darei ações de graças.
13 Pois livraste a minha alma da morte
e os meus pés de escorregarem,
para que ande na terra dos vivos diante de Deus.

Saral Hindi Bible

Este capítulo no está disponible momentáneamente. Por favor intente nuevamente luego.