O Livro

Salmos 12

Salmo de David. Para o diretor do coro.

1Socorre-nos, Senhor!
Porque os homens piedosos estão a desaparecer!
São poucos os que te são fiéis, entre os humanos.
Cada um procura enganar o seu próximo;
são lisonjeiros e falam sem sinceridade.

O Senhor castigará os que falam com adulação e altivamente;
os que dizem: “Continuarei a falar como me apetecer.
A boca é minha. Quem pode governar sobre nós?”

E o Senhor responde:
“Eu me levantarei para defender os pobres da opressão,
para fazer calar os gemidos dos infelizes.
Darei salvação aos que suspiram por ela.”
A palavra do Senhor é pura;
é tão verdadeira como a prata refinada no forno sete vezes.

Tu guardarás para sempre os que são teus, Senhor,
fora do alcance e da influência desta geração maligna.
Gente perversa aparece por toda a parte;
as pessoas depravadas chegam a ser mais admiradas e louvadas.

Nova Versão Internacional

Salmos 12

Salmo 12

Para o mestre de música. Em oitava. Salmo davídico.

Salva-nos, Senhor!
Já não há quem seja fiel;
já não se confia em ninguém entre os homens.
Cada um mente ao seu próximo;
seus lábios bajuladores falam
    com segundas intenções.

Que o Senhor corte
    todos os lábios bajuladores
    e a língua arrogante
dos que dizem:
    “Venceremos graças à nossa língua;
    somos donos dos nossos lábios![a]
    Quem é senhor sobre nós?”

“Por causa da opressão do necessitado
e do gemido do pobre, agora me levantarei”,
    diz o Senhor.
“Eu lhes darei a segurança que tanto anseiam.”[b]
As palavras do Senhor são puras,
    são como prata purificada num forno,
    sete vezes refinada.

Senhor, tu nos guardarás seguros,
    e dessa gente nos protegerás para sempre.
Os ímpios andam altivos por toda parte,
    quando a corrupção é exaltada entre os homens.

Notas al pie

  1. 12.4 Ou nossos lábios são lâminas cortantes!
  2. 12.5 Ou “Eu os protegerei dos que anseiam destruí-los.”