O Livro

Provérbios 15:1-33

1Uma resposta delicada anula a irritação;

as palavras duras suscitam a cólera.

2A língua dos sábios faz da aprendizagem uma alegria,

mas da boca dos insensatos só jorram disparates.

3Os olhos do Senhor estão em toda a parte,

observando tanto os bons como os maus.

4Uma palavra reconfortante é uma árvore de vida,

mas a do que fala perversamente logo traz desencorajamento.

5Só os tolos desprezam a opinião dos pais;

uma pessoa prudente toma em consideração as suas sugestões e avisos.

6Na casa do justo há um grande tesouro;

os rendimentos dos perversos trazem-lhes perturbação.

7A boca dos sábios difunde conhecimento,

mas o coração dos insensatos não procede assim.

8O Senhor repudia o culto e os sacrifícios dos perversos,

mas tem todo o prazer nas orações dos retos.

9O Senhor detesta os feitos dos pecadores,

mas ama os que seguem a justiça.

10Deus corrigirá severamente os que se desviam do bom caminho;

os que se revoltarem contra essa correção morrerão.

11Se nem as profundezas do mundo dos mortos podem ocultar-se aos olhos do Senhor,

quanto mais o coração dos seres humanos!

12Os escarnecedores nunca se chegam às pessoas com entendimento,

porque não gostam de ser repreendidos.

13Um rosto alegre traduz a felicidade dum coração;

a aflição do íntimo reflete-se na expressão que apresenta.

14As pessoas com discernimento estão sempre sedentas da verdade;

os insensatos engordam só com parvoíces.

15Quando alguém está aflito, tudo lhe parece sombrio e mal;

um coração alegre vive sempre em festa.

16É melhor viver com pouco, mas temer ao Senhor,

do que ser multimilionário e viver dia-a-dia com aflições.

17Vale mais ter um simples caldo, na companhia daqueles que amamos,

do que a carne mais saborosa num ambiente de discórdia.

18Um indivíduo irascível está sempre a levantar discussões;

o que lhe vale são as pessoas que sabem dominar-se,

para pôr um ponto final na contenda.

19Para o preguiçoso, a vida é como um caminho cheio de espinhos;

os retos sabem fazer dela um caminho plano.

20Um filho sábio procura dar alegria aos seus pais;

os insensatos desprezam a opinião deles.

21Os pobres de entendimento ficam todos contentes com palermices;

as pessoas de juízo procuram ter uma conduta sensata.

22Um empreendimento feito sem o conselho dos que conhecem o assunto falha;

são os muitos conselheiros que podem dar uma garantia de sucesso.

23Toda a gente gosta de dar bons conselhos;

como é bom ser-se capaz de dizer aquilo que é preciso, no momento certo!

24Para os que seguem a Deus, o caminho da vida é para cima,

deixando para trás o mundo dos mortos.

25O Senhor destruirá a casa dos orgulhosos,

mas cuidará das posses das viúvas.

26O Senhor aborrece solenemente os pensamentos dos pecadores,

mas tem todo o prazer nas palavras bondosas.

27O dinheiro ganho desonestamente traz perturbação para toda a família;

mas quem aborrecer o suborno viverá.

28Uma pessoa reta pensa antes de falar;

os maus são capazes de falar sem um mínimo de reflexão.

29O Senhor está bem longe dos perversos;

quanto à oração dos justos, essa sim, ouve-a!

30Um olhar feliz e uma boa notícia são coisas que dão felicidade;

as boas notícias renovam as forças.

31Os que sabem aproveitar as críticas construtivas

virão a ser recebidos no meio de pessoas sensatas.

32Quem rejeita a correção prejudica-se profundamente;

quem compreende a repreensão adquire ainda mais entendimento.

33Temer ao Senhor e saber ser humilde

é o fundamento da sabedoria e da dignidade humana.

King James Version

Proverbs 15:1-33

1A soft answer turneth away wrath: but grievous words stir up anger. 2The tongue of the wise useth knowledge aright: but the mouth of fools poureth out foolishness.15.2 poureth: Heb. belcheth, or, bubbleth 3The eyes of the LORD are in every place, beholding the evil and the good. 4A wholesome tongue is a tree of life: but perverseness therein is a breach in the spirit.15.4 A wholesome…: Heb. The healing of the tongue 5A fool despiseth his father’s instruction: but he that regardeth reproof is prudent. 6In the house of the righteous is much treasure: but in the revenues of the wicked is trouble. 7The lips of the wise disperse knowledge: but the heart of the foolish doeth not so. 8The sacrifice of the wicked is an abomination to the LORD: but the prayer of the upright is his delight. 9The way of the wicked is an abomination unto the LORD: but he loveth him that followeth after righteousness. 10Correction is grievous unto him that forsaketh the way: and he that hateth reproof shall die.15.10 Correction: or, Instruction 11Hell and destruction are before the LORD: how much more then the hearts of the children of men? 12A scorner loveth not one that reproveth him: neither will he go unto the wise. 13A merry heart maketh a cheerful countenance: but by sorrow of the heart the spirit is broken. 14The heart of him that hath understanding seeketh knowledge: but the mouth of fools feedeth on foolishness. 15All the days of the afflicted are evil: but he that is of a merry heart hath a continual feast.

16Better is little with the fear of the LORD than great treasure and trouble therewith. 17Better is a dinner of herbs where love is, than a stalled ox and hatred therewith. 18A wrathful man stirreth up strife: but he that is slow to anger appeaseth strife. 19The way of the slothful man is as an hedge of thorns: but the way of the righteous is made plain.15.19 is made…: Heb. is raised up as a causey 20A wise son maketh a glad father: but a foolish man despiseth his mother. 21Folly is joy to him that is destitute of wisdom: but a man of understanding walketh uprightly.15.21 destitute…: Heb. void of heart 22Without counsel purposes are disappointed: but in the multitude of counsellors they are established. 23A man hath joy by the answer of his mouth: and a word spoken in due season, how good is it!15.23 due…: Heb. his season 24The way of life is above to the wise, that he may depart from hell beneath. 25The LORD will destroy the house of the proud: but he will establish the border of the widow. 26The thoughts of the wicked are an abomination to the LORD: but the words of the pure are pleasant words.15.26 pleasant…: Heb. words of pleasantness 27He that is greedy of gain troubleth his own house; but he that hateth gifts shall live. 28The heart of the righteous studieth to answer: but the mouth of the wicked poureth out evil things. 29The LORD is far from the wicked: but he heareth the prayer of the righteous. 30The light of the eyes rejoiceth the heart: and a good report maketh the bones fat. 31The ear that heareth the reproof of life abideth among the wise. 32He that refuseth instruction despiseth his own soul: but he that heareth reproof getteth understanding.15.32 instruction: or, correction15.32 heareth: or, obeyeth15.32 getteth…: Heb. possesseth an heart 33The fear of the LORD is the instruction of wisdom; and before honour is humility.