O Livro

Malaquias 1

O amor de Deus pelo seu povo

1Esta é a mensagem do Senhor a Israel, comunicada pela boca do profeta Malaquias: 2/3 “Eu amei-vos!”, diz o Senhor.

Responderam vocês: “Como e quando é que nos amaste?”

“Mostrei-vos o meu amor amando o vosso pai Jacob. Rejeitei o seu próprio irmão Esaú, e destruí a montanha e a herança de Esaú para a dar aos chacais no deserto. Ainda que os seus descendentes digam: ‘Tornaremos a reconstruir sobre ruínas’, o Senhor dos exércitos celestiais retorquir-lhes-á: Tentem, se assim quiserem, mas tornarei a destruí-la. Porque a sua terra foi chamada pelo Senhor terra da maldade, e o povo chama-se povo sob a cólera de Deus.

Ó Israel, levanta os olhos e vê o que Deus está a fazer em todo o mundo. Então dirão vocês: ‘Verdadeiramente o grande poder do Senhor manifestou-se para além das nossas fronteiras!’

Sacrifícios imundos

Um filho honra o seu pai; um servo honra o seu senhor. Eu sou vosso pai e vosso Senhor e contudo os sacerdotes não me prestam honra nenhuma; antes desprezam o meu nome. Dizem vocês: ‘Quando é que desprezámos o teu nome?’

Quando oferecem sacrifícios imundos no meu altar.

‘Sacrifícios imundos? Alguma vez fizemos uma coisa dessas?’

Sim, sempre que dizem: ‘Não se incomodem em trazer qualquer coisa de muito valiosa para oferecer ao Senhor!’ Vocês aconselham ao povo: ‘Um animal coxo chega bem para oferecer no altar do Senhor mesmo que seja doente ou cego’. E ousam ainda afirmar que isto não é mal? Façam o mesmo com o vosso governador — tentem dar-lhe de presente um animal assim — e verifiquem se fica satisfeito!

‘Deus tenha piedade de nós’, suplicam vocês. ‘Seja a sua misericórdia sobre nós!’ Mas quando trazem ofertas desse tipo, como vos poderá ele mostrar algum favor?

10 Oh, quem me dera encontrar no vosso meio um sacerdote que feche as portas e recuse aceitar esse tipo de sacrifício. Não tenho prazer em vocês, diz o Senhor dos exércitos celestiais, e não aceitarei as vossas ofertas.

11 Mas o meu nome será honrado pelas nações, do Oriente ao Ocidente. Em todo o mundo oferecerão sacrifícios agradáveis de incenso e ofertas puras em honra do meu nome, o qual se tornará grande entre nações, diz o Senhor dos exércitos celestiais. 12 Mas vocês desonram-no dizendo que o meu altar não é digno de muita importância, e encorajam o meu povo a trazer-me animais aleijados, doentes, para mos oferecer nele.

13 Dizem vocês: ‘Oh, é tão difícil servir o Senhor e fazer o que ele pede’. E viram a cara aos mandamentos que vos deu para cumprirem. Ponderem! Animais roubados, coxos e doentes, oferecidos a Deus! Poderia eu aceitar tais ofertas?, pergunta o Senhor. 14 Maldito o homem que promete um belo animal do seu rebanho e acaba por substituí-lo por outro, doente, para o sacrificar a Deus. Eu sou um grande rei, diz o Senhor dos exércitos celestiais. O meu nome é para ser profundamente reverenciado entre os gentios.

King James Version

Malachi 1

1The burden of the word of the Lord to Israel by Malachi.

I have loved you, saith the Lord. Yet ye say, Wherein hast thou loved us? Was not Esau Jacob's brother? saith the Lord: yet I loved Jacob,

And I hated Esau, and laid his mountains and his heritage waste for the dragons of the wilderness.

Whereas Edom saith, We are impoverished, but we will return and build the desolate places; thus saith the Lord of hosts, They shall build, but I will throw down; and they shall call them, The border of wickedness, and, The people against whom the Lord hath indignation for ever.

And your eyes shall see, and ye shall say, The Lord will be magnified from the border of Israel.

A son honoureth his father, and a servant his master: if then I be a father, where is mine honour? and if I be a master, where is my fear? saith the Lord of hosts unto you, O priests, that despise my name. And ye say, Wherein have we despised thy name?

Ye offer polluted bread upon mine altar; and ye say, Wherein have we polluted thee? In that ye say, The table of the Lord is contemptible.

And if ye offer the blind for sacrifice, is it not evil? and if ye offer the lame and sick, is it not evil? offer it now unto thy governor; will he be pleased with thee, or accept thy person? saith the Lord of hosts.

And now, I pray you, beseech God that he will be gracious unto us: this hath been by your means: will he regard your persons? saith the Lord of hosts.

10 Who is there even among you that would shut the doors for nought? neither do ye kindle fire on mine altar for nought. I have no pleasure in you, saith the Lord of hosts, neither will I accept an offering at your hand.

11 For from the rising of the sun even unto the going down of the same my name shall be great among the Gentiles; and in every place incense shall be offered unto my name, and a pure offering: for my name shall be great among the heathen, saith the Lord of hosts.

12 But ye have profaned it, in that ye say, The table of the Lord is polluted; and the fruit thereof, even his meat, is contemptible.

13 Ye said also, Behold, what a weariness is it! and ye have snuffed at it, saith the Lord of hosts; and ye brought that which was torn, and the lame, and the sick; thus ye brought an offering: should I accept this of your hand? saith the Lord.

14 But cursed be the deceiver, which hath in his flock a male, and voweth, and sacrificeth unto the Lord a corrupt thing: for I am a great King, saith the Lord of hosts, and my name is dreadful among the heathen.