O Livro

Jeremias 23

O ramo justo

11/2 O Senhor declara: Enviarei calamidades sobre os chefes do meu povo — os pastores das minhas ovelhas — porque destruíram e dispersaram aquelas mesmas de quem deveriam ter cuidado atentamente. Em lugar de levarem o rebanho para sítios de segurança, deixaram-no só e conduziram-no à destruição. Agora derramarei juízos sobre vocês pelo mal que lhes fizeram. E tornarei a juntar o resto do meu rebanho de toda a parte para onde os mandei, e trá-lo-ei para o seu próprio curral; serão frutíferos e crescerão. Nomearei pastores responsáveis que cuidem deles, e não precisarão mais de viver em temores; nenhuma delas faltará jamais, quando se tomar a conta.

5/8 Porque vem o dia, diz o Senhor, em que porei um ramo justo sobre o trono de David. Será um rei que governará com sabedoria e justiça, e que fará prevalecer a rectidão sobre toda a Terra. E este será o seu nome: O Senhor é a nossa Justiça. Nesse tempo Judá será salva e Israel viverá em paz. O povo não dirá mais, ao querer garantir qualquer coisa: “Vive o Senhor, que libertou o povo de Israel da terra do Egipto”, mas dirão: “Vive o Senhor que trouxe os israelitas para a sua terra, trazendo-os dos países para onde os tinha exilado.”

Profetas mentirosos

9/10 O meu coração está amachucado por causa dos falsos profetas. O meu coração está despedaçado, e tremo todo; ando cambaleando como se estivesse embriagado, por causa do Senhor e das suas santas palavras. Porque a terra está cheia de adultérios, e a maldição de Deus plana sobre ela. A própria terra se lamenta — as pastagens estão secas — porque os profetas praticam o mal e usam do seu prestígio para coisas injustas. 11 Aliás, tanto os sacerdotes como os profetas andam longe de Deus; são gente ruim. Eu próprio vi os seus actos vis praticados aqui mesmo no meu próprio templo, diz o Senhor. 12 Por isso, o caminho que trilham se tornará para eles escorregadio, e cheio de trevas; serão empurrados e cairão. Trarei sobre eles o mal, e terei cuidado em que, quando chegar o tempo, paguem completamente o castigo de todos os seus pecados.

13/14 Tive conhecimento, certamente, da incrível maldade dos profetas de Samaria, pois que chegaram a profetizar em nome de Baal e levaram o meu povo Israel a pecar; no entanto os profetas de Jerusalém foram ainda piores! As coisas que fazem são horríveis; cometem adultérios, usam do amor com toda a desonestidade. Encorajam até, e elogiam os que actuam iniquamente, em vez de se converterem antes dos seus pecados. Esta gente é tão absolutamente depravada como as de Sodoma e de Gomorra.

15/17 Por isso o Senhor dos exércitos celestiais lhes diz: Alimentá-los-ei com fel, e dar-lhes-ei veneno a beber. Pois que é por causa deles que a terra se está a encher de maldade. Este é pois o meu aviso ao povo, diz o Senhor dos exércitos celestiais. Não ouçam esses falsos profetas quando vos profetizarem, enchendo-vos com falsas esperanças. Eles dizem o que pensam, mas nunca de maneira nenhuma o que eu quero! Continuam dizendo a estes rebeldes que me desprezam: “Não se preocupem! Vai tudo bem”. E aos que vivem como muito bem lhes agrada: “O Senhor já disse que vocês terão paz!”

18/20 Mas podem ao menos nomear um só desses profetas que viva bastante perto de Deus para ouvir a sua palavra? Reparem bem, o Senhor há-de enviar uma tremenda tempestade que levará para longe esta gente perversa. A grande ira do Senhor não esmorecerá antes de ter executado o castigo que decretou contra eles. Quando chegarem por fim esses tempos, quando Jerusalém tiver caído, hão-de ver como é que as minhas palavras se realizarão.

21/24 Não chamei nenhum desses profetas; contudo, garantem que falam em meu nome; não lhes dei nenhuma mensagem a transmitir; pois apesar disso, dizem que as palavras que proferem são as minhas. Se assim fosse, tentariam converter o meu povo dos seus caminhos maus. Serei eu um Deus que só pode estar num único lugar, e que não tem possibilidade de ver tudo o que eles fazem? Poderia alguém esconder-se de mim? Não estou eu em toda a parte, nos céus e na Terra?

25/27 Dizem eles: “Ouçam, ouçam o sonho que tive da parte do Senhor a noite passada!” E então começam a dizer mentiras em meu nome. Até quando é que isto continuará assim? Se são profetas, são mas é de fraude, inventando tudo o que dizem. Ao contarem todos esses falsos sonhos, tentam levar o meu povo a esquecer-me, tal como o fizeram os seus pais que me trocaram pelos ídolos de Baal. 28 Que esses falsos profetas contem então os seus sonhos, mas que os meus mensageiros proclamem fielmente a minha palavra. Há uma grande diferença entre a palha e o trigo! 29 Não é a minha palavra como o fogo, diz o Senhor, e como um martelo que esmiuça uma rocha em pedaços? 30/32 Dessa forma estarei eu contra esses profetas que imitam as pregações uns dos outros — esses profetas que dizem, com uma voz adocicada: “Esta mensagem vem do Senhor.” Os seus sonhos fabricados são petulantes mentiras que só servem para levar o meu povo a pecar. Não fui eu quem os nomeou, e eles não têm mensagem nenhuma a transmitir, da minha parte, ao povo, diz o Senhor.

Profecias falsas e profetas falsos

33 Quando alguém do povo, ou um dos profetas ou um sacerdote te perguntar: “Então, Jeremias, qual é a profecia que tens da parte do Senhor?”, deverás responder-lhes: “A profecia? É que o Senhor vos expulsa!”

34/40 E quanto a esses falsos profetas e sacerdotes, e povo também, que se mete contigo, perguntando-te sobre as más notícias de hoje, da parte do Senhor, castigá-los-ei sem falhar, por falarem dessa maneira. Podem perguntar uns aos outros: “Qual é a mensagem de Deus? Que tem ele a dizer-nos?” Mas deixem de falar nesses termos nas más notícias de Deus. Porque as más notícias são vocês mesmos e as vossas mentiras. Vocês alteram as minhas palavras, e inventam mensagens de Deus que eu nunca disse. Vocês podem, com seriedade, perguntar a Jeremias: “Qual é a mensagem do Senhor? Que te disse ele?” Mas se lhe perguntarem acerca de más notícias que vocês representam para mim, lançar-vos-ei para longe da minha presença, vocês e esta cidade que vos dei e aos vossos pais. Trarei um opróbrio infindo sobre vocês, o vosso nome será símbolo de coisa infame.

Nova Versão Internacional

Jeremias 23

O Renovo Justo

1“Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto!”, diz o Senhor. Portanto, assim diz o Senhor, Deus de Israel, aos pastores que tomam conta do meu povo: “Foram vocês que dispersaram e expulsaram o meu rebanho, e não cuidaram dele. Mas eu vou castigar vocês pelos seus maus procedimentos”, declara o Senhor. “Eu mesmo reunirei os remanescentes do meu rebanho de todas as terras para onde os expulsei e os trarei de volta à sua pastagem, a fim de que cresçam e se multipliquem. Estabelecerei sobre eles pastores que cuidarão deles. E eles não mais terão medo ou pavor, e nenhum deles faltará”, declara o Senhor.

“Dias virão”, declara o Senhor,
    “em que levantarei para Davi[a]
    um Renovo justo,
um rei que reinará com sabedoria
e fará o que é justo e certo na terra.
Em seus dias Judá será salva,
    Israel viverá em segurança,
e este é o nome pelo qual será chamado:
    O Senhor é a Nossa Justiça.

“Portanto, vêm dias”, diz o Senhor, “em que não mais se dirá: ‘Juro pelo nome do Senhor, que trouxe os israelitas do Egito’, mas se dirá: ‘Juro pelo nome do Senhor, que trouxe os descendentes de Israel da terra do norte e de todas as nações para onde os expulsou’. E eles viverão na sua própria terra”.

Profetas Mentirosos

Acerca dos profetas:

Meu coração está partido
    dentro de mim;
todos os meus ossos tremem.
Sou como um bêbado,
como um homem dominado pelo vinho,
por causa do Senhor
    e de suas santas palavras.
10 A terra está cheia de adúlteros,
e por causa disso[b] a terra chora[c]
    e as pastagens do deserto estão secas.
Seu modo de vida é perverso
    e o seu poder é ilegítimo.

11 “Tanto o profeta como o sacerdote
    são profanos;
até no meu templo
    encontro as suas iniqüidades”,
declara o Senhor.
12 “Por isso, o caminho deles
    será como lugares escorregadios
nas trevas,
    para as quais serão banidos,
e nelas cairão.
Trarei a desgraça sobre eles,
    no ano do seu castigo”,
declara o Senhor.

13 “Entre os profetas de Samaria
    vi algo repugnante:
eles profetizaram por Baal
    e desviaram Israel, o meu povo.
14 E entre os profetas de Jerusalém
    vi algo horrível:
eles cometem adultério e
    vivem uma mentira.
Encorajam os que praticam o mal,
    para que nenhum deles se converta
    de sua impiedade.
Para mim são todos como Sodoma;
o povo de Jerusalém é como Gomorra.”

15 Por isso assim diz o Senhor dos Exércitos acerca dos profetas:

“Eu os farei comer comida amarga
    e beber água envenenada,
porque dos profetas de Jerusalém
    a impiedade se espalhou
por toda esta terra”.

16 Assim diz o Senhor dos Exércitos:

“Não ouçam o que os profetas
    estão profetizando para vocês;
eles os enchem de falsas esperanças.
Falam de visões inventadas
    por eles mesmos,
e que não vêm da boca do Senhor.
17 Vivem dizendo àqueles que desprezam
    a palavra do Senhor:
‘Vocês terão paz’.
E a todos os que seguem a obstinação
    dos seus corações dizem:
‘Vocês não sofrerão desgraça alguma’.
18 Mas qual deles esteve no
    conselho do Senhor
    para ver ou ouvir a sua palavra?
Quem deu atenção
    e obedeceu à minha palavra?
19 Vejam, a tempestade do Senhor!
A sua fúria está à solta!
Um vendaval vem sobre
    a cabeça dos ímpios.
20 A ira do Senhor não se afastará
    até que ele tenha completado
    os seus propósitos.
Em dias vindouros vocês
    o compreenderão claramente.
21 Não enviei esses profetas,
mas eles foram correndo
    levar sua mensagem;
não falei com eles,
    mas eles profetizaram.
22 Mas se eles tivessem comparecido
    ao meu conselho,
anunciariam as minhas palavras
    ao meu povo
e teriam feito com que se convertessem
    do seu mau procedimento
e das suas obras más.

23 “Sou eu apenas um Deus de perto”,
    pergunta o Senhor,
“e não também um Deus de longe?
24 Poderá alguém esconder-se
    sem que eu o veja?”,
pergunta o Senhor.
    “Não sou eu aquele que enche
os céus e a terra?”,
    pergunta o Senhor.

25 “Ouvi o que dizem os profetas, que profetizam mentiras em meu nome, dizendo: ‘Tive um sonho! Tive um sonho!’ 26 Até quando os profetas continuarão a profetizar mentiras e as ilusões de suas próprias mentes? 27 Eles imaginam que os sonhos que contam uns aos outros farão o povo esquecer o meu nome, assim como os seus antepassados esqueceram o meu nome por causa de Baal. 28 O profeta que tem um sonho, conte o sonho, e o que tem a minha palavra, fale a minha palavra com fidelidade. Pois o que tem a palha a ver com o trigo?”, pergunta o Senhor. 29 “Não é a minha palavra como o fogo”, pergunta o Senhor, “e como um martelo que despedaça a rocha?

30 “Portanto”, declara o Senhor, “estou contra os profetas que roubam uns dos outros as minhas palavras. 31 Sim”, declara o Senhor, “estou contra os profetas que com as suas próprias línguas declaram oráculos. 32 Sim, estou contra os que profetizam sonhos falsos”, declara o Senhor. “Eles os relatam e com as suas mentiras irresponsáveis desviam o meu povo. Eu não os enviei nem os autorizei; e eles não trazem benefício algum a este povo”, declara o Senhor.

Os Falsos Profetas

33 “Quando este povo ou um profeta ou um sacerdote lhe perguntar: ‘Qual é a mensagem pesada da qual o Senhor o encarregou?’, diga-lhes: Vocês são o peso! E eu os abandonarei”, declara o Senhor. 34 “Se um profeta ou um sacerdote ou alguém do povo afirmar: ‘Esta é a mensagem da qual o Senhor me encarregou’, eu castigarei esse homem e a sua família. 35 Assim dirá cada um de vocês ao seu amigo ou parente: ‘O que o Senhor respondeu? O que o Senhor falou?’ 36 Nunca mais mencionem a expressão ‘Esta é a mensagem da qual o Senhor me encarregou’, senão essa palavra se tornará uma ‘carga’ para aquele que a proferir; porque vocês distorcem as palavras do Deus vivo, do Senhor dos Exércitos, do nosso Deus. 37 É assim que vocês dirão ao profeta: ‘Qual é a resposta do Senhor para você?’ ou ‘O que o Senhor falou?’ 38 Mas se vocês disserem: ‘Esta é a mensagem da qual o Senhor me encarregou’”, assim diz o Senhor: “Vocês dizem: ‘Esta é a mensagem da qual o Senhor me encarregou’, quando eu lhes adverti que não dissessem isso. 39 Por isso me esquecerei de vocês e os lançarei fora da minha presença, juntamente com a cidade que dei a vocês e aos seus antepassados. 40 Trarei sobre vocês humilhação perpétua, vergonha permanente, que jamais será esquecida”.

Notas al pie

  1. 23.5 Ou levantarei da linhagem de Davi
  2. 23.10 Ou por causa da maldição
  3. 23.10 Ou a terra está ressequida