O Livro

2 Crônicas 2

Preparativos para a construção do templo

1Salomão decidiu então que chegara o momento de construir o templo ao Senhor e um palácio para si próprio. Isto requereu 70.000 operários, 80.000 canteiros a trabalharem nas montanhas, e 3.600 capatazes. Salomão mandou um embaixador ao rei Hirão de Tiro, pedindo-lhe que lhe enviasse carregamentos de madeira de cedro, à semelhança do que fizera com David quando este fez construir o seu palácio.

4/6 “Pretendo construir um templo ao Senhor meu Deus”, disse Salomão a Hirão. “Será um lugar onde poderei queimar incenso e especiarias perante Deus, e apresentar o pão da presença, assim como sacrificar ofertas queimadas em cada manhã e ao fim do dia, assim como nos sábados, nas celebrações de lua nova e outras festividades regulares em honra do Senhor nosso Deus. Porque Deus pretende que Israel sempre celebre estas ocasiões especiais. Será um templo maravilhoso porque se trata de um Deus que é grande, como não há outro igual. Mas quem poderá construir-lhe uma casa condigna? Nem as alturas mais sublimes do firmamento o podem conter! Quem sou eu pois para ousar construir um templo a Deus? É que será sobretudo um lugar próprio para o adorar!

7/10 Por isso, envia-me artífices hábeis no trabalho em ouro e em prata, e também em cobre e ferro; manda-me também homens que saibam trabalhar com púrpura, carmesim e tecido azul. Preciso também de gente capaz para obra de gravador, que possa trabalhar ao lado dos artistas de Judá e de Jerusalém que o meu pai seleccionou. Manda-me igualmente madeira de cedro, de faia e de algumim, da floresta do Líbano, porque eu sei que os teus homens não têm concorrentes na habilidade em cortar madeira; aliás mandarei para aí gente minha para os ajudar. Terei necessidade de muita madeira, pois que o templo que farei construir será de uma grandeza e de uma beleza nunca vistas. Pagarei aos teus homens 20.000 sacos de trigo malhado, 20.000 sacos de cevada, 20.000 pipas de vinho e 20.000 barris de azeite.”

11/12 O rei Hirão respondeu ao rei Salomão: “É porque o Senhor ama o seu povo que fez de ti seu rei! Bendito seja o Senhor Deus de Israel que fez os céus e a Terra, e que deu a David um filho tão sábio, inteligente e capaz, em vistas de construir um templo para Deus, e um palácio real para si próprio.

13/14 Vou mandar-te um mestre artífice —o meu famoso Hurão Abiú! É um homem muito competente, aliás filho de uma mulher judia, da tribo de Dan em Israel; seu pai era daqui, de Tiro. É um hábil trabalhador em ouro e prata; faz também belos trabalhos em cobre e ferro. Sabe tudo o que é preciso quanto a obras de talhe em pedra, obras de carpintaria, e com tecidos— sabe trabalhar com a púrpura, o carmezim, o azul e o linho fino. Conhece igualmente o trabalho de gravador, tendo uma grande capacidade inventiva. Poderá trabalhar com os teus operários e com aqueles que o teu pai, o meu senhor David, seleccionou para essa obra.

15/16 Manda então o trigo, a cevada, o azeite e o vinho que mencionaste, e começaremos a cortar a madeira das montanhas do Líbano, tanto quanto necessitares. Enviar-ta-emos em jangadas pelo mar até Jope; daí poderás transportá-las até Jerusalém.”

17/18 Salomão fez, por esse tempo, o recenseamento dos estrangeiros que viviam no pais, tal como fizera seu pai David: eram 153.600. Empregou 70.000 como operários, 80.000 como pedreiros e 3.600 como capatazes.

Nova Versão Internacional

2 Crônicas 2

Os Preparativos para a Construção do Templo

1Salomão deu ordens para a construção de um templo em honra ao nome do Senhor e de um palácio para si mesmo. Ele designou setenta mil homens como carregadores, oitenta mil como cortadores de pedras nas colinas e três mil e seiscentos como capatazes.

Depois Salomão enviou esta mensagem a Hirão[a], rei de Tiro:

“Envia-me cedros como fizeste para meu pai Davi, quando ele construiu seu palácio. Agora estou para construir um templo em honra ao nome do Senhor, o meu Deus, e dedicá-lo a ele, para queimar incenso aromático diante dele, apresentar regularmente o pão consagrado e fazer holocaustos todas as manhãs e todas as tardes, nos sábados, nas luas novas e nas festas fixas do Senhor, o nosso Deus. Esse é um decreto perpétuo para Israel.

“O templo que vou construir será grande, pois o nosso Deus é maior do que todos os outros deuses. Mas, quem é capaz de construir um templo para ele, visto que os céus não podem contê-lo, nem mesmo os mais altos céus? Quem sou eu, então, para lhe construir um templo, a não ser como um lugar para queimar sacrifícios perante ele?

“Por isso, manda-me um homem competente no trabalho com ouro, com prata, com bronze, com ferro e com tecido roxo, vermelho e azul, e experiente em esculturas, para trabalhar em Judá e em Jerusalém com os meus hábeis artesãos, preparados por meu pai Davi.

“Também envia-me do Líbano madeira de cedro, de pinho e de junípero, pois eu sei que os teus servos são hábeis em cortar a madeira de lá. Os meus servos trabalharão com os teus para me fornecerem madeira em grande quantidade, pois é preciso que o templo que vou edificar seja grande e imponente. 10 E eu darei como sustento a teus servos, os lenhadores, vinte mil tonéis[b] de trigo, vinte mil tonéis de cevada, dois mil barris[c] de vinho e dois mil barris de azeite”.

11 Hirão, rei de Tiro, respondeu por carta a Salomão:

“O Senhor ama o seu povo, e por isso te fez rei sobre ele”.

12 E acrescentou:

“Bendito seja o Senhor, o Deus de Israel, que fez os céus e a terra, pois deu ao rei Davi um filho sábio, que tem inteligência e discernimento, e que vai construir um templo para o Senhor e um palácio para si.

13 “Estou te enviando Hurão-Abi, homem de grande habilidade. 14 Sua mãe era de Dã e seu pai, de Tiro. Ele foi treinado para trabalhar com ouro e prata, bronze e ferro, pedra e madeira, e em tecido roxo, azul e vermelho, em linho fino e em todo tipo de entalhe. Ele pode executar qualquer projeto que lhe for dado. Trabalhará com os teus artesãos e com os de meu senhor Davi, teu pai.

15 “Agora, envia meu senhor a teus servos o trigo, a cevada, o azeite e o vinho que o meu senhor prometeu, 16 e cortaremos toda a madeira do Líbano necessária, e a faremos flutuar em jangadas pelo mar, descendo até Jope. De lá poderás levá-la a Jerusalém”.

17 Salomão fez um recenseamento de todos os estrangeiros que viviam em Israel, como o que fizera seu pai Davi; e descobriu-se que eram cento e cinqüenta e três mil e seiscentos. 18 Ele designou setenta mil deles para serem carregadores e oitenta mil para serem cortadores de pedras nas colinas, com três mil e seiscentos capatazes para manter o povo trabalhando.

Notas al pie

  1. 2.3 Hebraico: Hurão, variante de Hirão; também no versículo 11 e em 8.2,18 e 9.21.
  2. 2.10 Hebraico: 20.000 coros. O coro era uma medida de capacidade. As estimativas variam entre 200 e 400 litros.
  3. 2.10 Hebraico: 20.000 batos. O bato era uma medida de capacidade para líquidos. As estimativas variam entre 20 e 40 litros.