O Livro

2 Crônicas 2

Preparativos para a construção do templo

1Salomão decidiu então que chegara o momento de construir o templo ao Senhor e um palácio para si próprio. Isto requereu 70.000 operários, 80.000 canteiros a trabalharem nas montanhas, e 3.600 capatazes. Salomão mandou um embaixador ao rei Hirão de Tiro, pedindo-lhe que lhe enviasse carregamentos de madeira de cedro, à semelhança do que fizera com David quando este fez construir o seu palácio.

4/6 “Pretendo construir um templo ao Senhor meu Deus”, disse Salomão a Hirão. “Será um lugar onde poderei queimar incenso e especiarias perante Deus, e apresentar o pão da presença, assim como sacrificar ofertas queimadas em cada manhã e ao fim do dia, assim como nos sábados, nas celebrações de lua nova e outras festividades regulares em honra do Senhor nosso Deus. Porque Deus pretende que Israel sempre celebre estas ocasiões especiais. Será um templo maravilhoso porque se trata de um Deus que é grande, como não há outro igual. Mas quem poderá construir-lhe uma casa condigna? Nem as alturas mais sublimes do firmamento o podem conter! Quem sou eu pois para ousar construir um templo a Deus? É que será sobretudo um lugar próprio para o adorar!

7/10 Por isso, envia-me artífices hábeis no trabalho em ouro e em prata, e também em cobre e ferro; manda-me também homens que saibam trabalhar com púrpura, carmesim e tecido azul. Preciso também de gente capaz para obra de gravador, que possa trabalhar ao lado dos artistas de Judá e de Jerusalém que o meu pai seleccionou. Manda-me igualmente madeira de cedro, de faia e de algumim, da floresta do Líbano, porque eu sei que os teus homens não têm concorrentes na habilidade em cortar madeira; aliás mandarei para aí gente minha para os ajudar. Terei necessidade de muita madeira, pois que o templo que farei construir será de uma grandeza e de uma beleza nunca vistas. Pagarei aos teus homens 20.000 sacos de trigo malhado, 20.000 sacos de cevada, 20.000 pipas de vinho e 20.000 barris de azeite.”

11/12 O rei Hirão respondeu ao rei Salomão: “É porque o Senhor ama o seu povo que fez de ti seu rei! Bendito seja o Senhor Deus de Israel que fez os céus e a Terra, e que deu a David um filho tão sábio, inteligente e capaz, em vistas de construir um templo para Deus, e um palácio real para si próprio.

13/14 Vou mandar-te um mestre artífice —o meu famoso Hurão Abiú! É um homem muito competente, aliás filho de uma mulher judia, da tribo de Dan em Israel; seu pai era daqui, de Tiro. É um hábil trabalhador em ouro e prata; faz também belos trabalhos em cobre e ferro. Sabe tudo o que é preciso quanto a obras de talhe em pedra, obras de carpintaria, e com tecidos— sabe trabalhar com a púrpura, o carmezim, o azul e o linho fino. Conhece igualmente o trabalho de gravador, tendo uma grande capacidade inventiva. Poderá trabalhar com os teus operários e com aqueles que o teu pai, o meu senhor David, seleccionou para essa obra.

15/16 Manda então o trigo, a cevada, o azeite e o vinho que mencionaste, e começaremos a cortar a madeira das montanhas do Líbano, tanto quanto necessitares. Enviar-ta-emos em jangadas pelo mar até Jope; daí poderás transportá-las até Jerusalém.”

17/18 Salomão fez, por esse tempo, o recenseamento dos estrangeiros que viviam no pais, tal como fizera seu pai David: eram 153.600. Empregou 70.000 como operários, 80.000 como pedreiros e 3.600 como capatazes.

The Message

2 Chronicles 2

The Temple Construction Begins

1Solomon gave orders to begin construction on the house of worship in honor of God and a palace for himself.

Solomon assigned seventy thousand common laborers, eighty thousand to work the quarries in the mountains, and thirty-six hundred foremen to manage the workforce.

3-4 Then Solomon sent this message to King Hiram of Tyre: “Send me cedar logs, the same kind you sent David my father for building his palace. I’m about to build a house of worship in honor of God, a holy place for burning perfumed incense, for setting out holy bread, for making Whole-Burnt-Offerings at morning and evening worship, and for Sabbath, New Moon, and Holy Day services of worship—the acts of worship required of Israel.

5-10 “The house I am building has to be the best, for our God is the best, far better than competing gods. But who is capable of building such a structure? Why, the skies—the entire cosmos!—can’t begin to contain him. And me, who am I to think I can build a house adequate for God—burning incense to him is about all I’m good for! I need your help: Send me a master artisan in gold, silver, bronze, iron, textiles of purple, crimson, and violet, and who knows the craft of engraving; he will supervise the trained craftsmen in Judah and Jerusalem that my father provided. Also send cedar, cypress, and algum logs from Lebanon; I know you have lumberjacks experienced in the Lebanon forests. I’ll send workers to join your crews to cut plenty of timber—I’m going to need a lot, for this house I’m building is going to be absolutely stunning—a showcase temple! I’ll provide all the food necessary for your crew of lumberjacks and loggers: 130,000 bushels of wheat, 120,000 gallons of wine, and 120,000 gallons of olive oil.”

11 Hiram king of Tyre wrote Solomon in reply: “It’s plain that God loves his people—he made you king over them!”

12-14 He wrote on, “Blessed be the God of Israel, who made heaven and earth, and who gave King David a son so wise, so knowledgeable and shrewd, to build a temple for God and a palace for himself. I’ve sent you Huram-Abi—he’s already on his way—he knows the construction business inside and out. His mother is from Dan and his father from Tyre. He knows how to work in gold, silver, bronze, iron, stone, and wood, in purple, violet, linen, and crimson textiles; he is also an expert engraver and competent to work out designs with your artists and architects, and those of my master David, your father.

15-16 “Go ahead and send the wheat, barley, olive oil, and wine you promised for my work crews. We’ll log the trees you need from the Lebanon forests and raft them down to Joppa. You’ll have to get the timber up to Jerusalem yourself.”

17-18 Solomon then took a census of all the foreigners living in Israel, using the same census-taking method employed by his father. They numbered 153,600. He assigned 70,000 of them as common laborers, 80,000 to work the quarries in the mountains, and 3,600 as foremen to manage the work crews.