O Livro

Êxodo 38

O altar do holocausto

11/2 O altar dos sacrifícios queimados (holocaustos) foi igualmente construído em madeira de acácia, quadrado, com 2,5 metros de lado e 1,5 metro de altura. Tinha quatro chifres em cada canto, tudo de uma só peça com o resto. Este altar foi revestido de bronze. 3/7 Depois fez em bronze os utensílios a serem empregados no serviço do altar: as caldeiras, as pás, as bacias, os garfos e os braseiros. Seguidamente fez uma grelha de bronze que ficou apoiado numa cercadura, na parte inferior, a meia altura. Foram feitas ainda quatro argolas para cada lado da grelha, para nelas se porem os varais, quando do transporte. Estas varas eram feitas de madeira de acácia revestidas de bronze. Pôs também dois varais nas argolas aos lados do altar a fim de ser transportado. Este altar, feito de pranchas, era oco por dentro.

A bacia de bronze e o seu pé, da mesma liga, foi feita com os espelhos das mulheres, as quais se juntaram à entrada do tabernáculo.

O pátio

9/13 Em seguida foi a vez do pátio. A parede do sul tinha 50 metros de comprimento, e consistia em cortinas de linho fino retorcido. Havia vinte postes, para manter as cortinas, e que assentavam em bases de bronze, e tinham ganchos e hastes de prata. A parede no norte media, da mesma forma, 50 metros, com vinte colunas e bases de bronze, assim como também com ganchos e hastes de prata. O lado ocidental ficou com 25 metros. As cortinas foram suspensas em dez postes, com as suas bases, e com ganchos e hastes de prata. O lado oriental tinha igualmente 25 metros.

14/17 As cortinas de ambos os lados da entrada tinham 7 metros e meio de comprimento com três postes e três bases. Todas as cortinas que formavam as paredes do pátio eram tecidas com linho fino retorcido. Cada poste tinha uma base de bronze e todos os ganchos e hastes foram feitos de prata maciça.

18/19 As cortinas da entrada do pátio foram feitas também em linho fino retorcido, artisticamente bordadas em azul, púrpura e carmezim. Tinha essa entrada 10 metros de comprimento e 2 de altura (a largura do tecido), justamente tal como todo o resto da parede do pátio. As cortinas desta porta eram sustentadas por quatro colunas com quatro bases de bronze e com ganchos e hastes de prata. Os cimos dos postes eram de prata.

20 Todas as estacas, tanto do tabernáculo como do pátio, eram de bronze.

Os materiais utilizados

21/23 Esta é a enumeração das várias fases da construção do tabernáculo para abrigar a arca, de forma a que os levitas pudessem cumprir o seu ministério. Tudo foi feito na ordem indicada por Moisés e sob a inspecção de Itamar, filho de Arão o sacerdote. Bezalel (filho de Uri e neto de Hur, da tribo de Judá) era o responsável por tudo, e foi assistido por Aoliabe (filho de Aisamaque da tribo de Dan), que também era um hábil artífice e perito em trabalhos de gravação, de tecelagem e de bordados em azul, em púrpura, em carmezim, e em tecidos de linho fino.

24 Os donativos que o povo trouxe ascenderam a 1.000 quilos de ouro; todo ele foi usado no tabernáculo.

25/28 O montante da prata foi de 3.500 quilos, que vieram da taxa paga de 6 gramas de prata por todos os que estavam registados, segundo o censo do povo, de vinte anos para cima, num total de 603.550 homens. As bases para as tábuas das paredes do santuário e para os postes que sustentavam o véu requereram 3.400 quilos de prata, ou seja 34 quilos por cada base aproximadamente. O resto da prata foi empregue nos postes e no revestimento dos seus cimos, assim como nos ganchos e hastes.

29/31 O povo trouxe 2.400 quilos de bronze que foi usado na fundição das bases dos postes da entrada do tabernáculo e na construção do altar de bronze, na sua grelha e seus utensílios, nas bases das colunas que suportam as cortinas da entrada do pátio e nas estacas empregadas na montagem do tabernáculo e do pátio.

Nova Versão Internacional

Êxodo 38

O Altar dos Holocaustos

1Fez um altar de madeira de acácia para os holocaustos, com um metro e trinta e cinco centímetros[a] de altura; era quadrado, com dois metros e vinte e cinco centímetros de cada lado. E fez uma ponta em forma de chifre em cada um dos quatro cantos, formando uma só peça com o altar, o qual revestiu de bronze. De bronze fez todos os seus utensílios: os recipientes para recolher cinzas, as pás, as bacias de aspersão, os garfos para carne e os braseiros. Fez uma grelha de bronze para o altar em forma de rede, abaixo da sua beirada, a meia altura do altar. Fundiu quatro argolas de bronze para sustentar as varas nos quatro cantos da grelha de bronze. Fez as varas de madeira de acácia, revestiu-as de bronze e colocou-as nas argolas, nos dois lados do altar, para que o pudessem carregar. O altar era oco, feito de tábuas.

Fez a bacia de bronze e a sua base com os espelhos das mulheres que serviam à entrada da Tenda do Encontro.

O Pátio

Fez também o pátio. O lado sul tinha quarenta e cinco metros de comprimento e cortinas externas de linho fino trançado, 10 com vinte colunas e vinte bases de bronze, com ganchos e ligaduras de prata nas colunas. 11 O lado norte também tinha quarenta e cinco metros de comprimento, com vinte colunas e vinte bases de bronze. Os ganchos e as ligaduras das colunas eram de prata.

12 O lado ocidental, com suas cortinas externas, tinha vinte e dois metros e meio de largura, com dez colunas e dez bases, com ganchos e ligaduras de prata nas colunas. 13 O lado oriental, que dá para o nascente, também tinha vinte e dois metros e meio de largura. 14 Havia cortinas de seis metros e setenta e cinco centímetros de comprimento num dos lados da entrada, com três colunas e três bases, 15 e cortinas de seis metros e setenta e cinco centímetros de comprimento no outro lado da entrada do pátio, também com três colunas e três bases. 16 Todas as cortinas ao redor do pátio eram feitas de linho fino trançado. 17 As bases das colunas eram de bronze. Os ganchos e as ligaduras das colunas eram de prata, e o topo das colunas também eram revestidos de prata; de modo que todas as colunas do pátio tinham ligaduras de prata.

18 Na entrada do pátio havia uma cortina de linho fino trançado e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho, obra de bordador. Tinha nove metros de comprimento e, à semelhança das cortinas do pátio, tinha dois metros e vinte e cinco centímetros de altura, 19 com quatro colunas e quatro bases de bronze. Seus ganchos e ligaduras eram de prata, e o topo das colunas também era revestido de prata. 20 Todas as estacas da tenda do tabernáculo e do pátio que o rodeava eram de bronze.

O Material para a Construção do Tabernáculo

21 Esta é a relação do material usado para o tabernáculo, o tabernáculo da aliança, registrada por ordem de Moisés pelos levitas, sob a direção de Itamar, filho de Arão, o sacerdote. 22 Bezalel, filho de Uri, neto de Hur, da tribo de Judá, fez tudo o que o Senhor tinha ordenado a Moisés. 23 Com ele estava Aoliabe, filho de Aisamaque, da tribo de Dã, artesão e projetista, e também bordador em linho fino e de fios de tecidos azul, roxo e vermelho. 24 O peso total do ouro recebido na oferta movida e utilizado para a obra do santuário foi de uma tonelada[b], com base no peso padrão do santuário.

25 O peso da prata recebida dos que foram contados no recenseamento da comunidade foi superior a três toneladas e meia[c], com base no peso padrão do santuário: 26 seis gramas[d] para cada um dos recenseados, isto é, para seiscentos e três mil, quinhentos e cinqüenta homens de vinte anos de idade para cima. 27 As três toneladas e meia de prata foram usadas para fundir as bases do santuário e do véu: cem bases feitas das três toneladas e meia, trinta e cinco quilos para cada base. 28 Vinte quilos e trezentos gramas foram usados para fazer os ganchos para as colunas, para revestir a parte superior das colunas e para fazer as suas ligaduras.

29 O peso do bronze da oferta movida foi de duas toneladas e meia[e]. 30 Ele o utilizou para fazer as bases da entrada da Tenda do Encontro, o altar de bronze, a sua grelha e todos os seus utensílios, 31 as bases do pátio ao redor e da sua entrada, e todas as estacas do tabernáculo e do pátio em derredor.

Notas al pie

  1. 38.1 Hebraico: 3 côvados de altura. O côvado era uma medida linear de cerca de 45 centímetros.
  2. 38.24 Hebraico: 29 talentos e 730 siclos, segundo o siclo do santuário. O talento equivalia a 35 quilos e o siclo, a 12 gramas.
  3. 38.25 Hebraico: 100 talentos e 1.775 siclos, segundo o siclo do santuário.
  4. 38.26 Hebraico: 1 beca por cabeça, ou seja, 1/2 siclo, segundo o siclo do santuário.
  5. 38.29 Hebraico: 70 talentos e 2.400 siclos.