O Livro

Êxodo 30

O altar do incenso

(Êx 37.25-28)

1Farás também um altar de madeira de acácia para queimar incenso. Deverá ser quadrado, com 50 centímetros de lado e 1 metro de altura. Terá chifres esculpidos na própria madeira do altar. Não deverão ser peças que lhe estejam meramente ligadas. Será revestida de ouro puro a parte de cima, todos os lados e as pontas. E farás uma moldura, toda em volta da parte de cima, em ouro. Por baixo, nos dois lados, farás duas argolas de ouro por onde possam passar as varas, a fim de carregar o altar. Estas serão igualmente de madeira de acácia revestida de ouro. Coloca o altar precisamente fora do véu, perto do lugar de misericórdia, o propiciatório, que está por cima da arca do testemunho. É aí que me encontrarei contigo.

Cada manhã, enquanto prepara as luzes, Aarão deixará queimar incenso aromático no altar; e cada tarde, enquanto acende as luzes, também queimará dessas especiarias perante o Senhor. Isto será assim através de todas as gerações. Nunca deverá ser queimado nenhum incenso profano nem deverá ser oferecido holocausto ou cereais, nem feitas sobre eles libações que não aquelas que estão indicadas. 10 Uma vez por ano Aarão deverá santificar o altar pondo sobre as pontas do altar sangue do sacrifício da expiação. Este acontecimento realizar-se-á através de todas as gerações, porque se trata do altar santíssimo para o Senhor.”

O dinheiro do resgate

11 Disse ainda mais o Senhor a Moisés: 12 “Cada vez que contarem o povo de Israel, cada indivíduo que for considerado na contagem deverá dar um resgate pela sua alma ao Senhor, para que não haja pragas entre o povo quando fizerem o recenseamento. 13 Deverá pois pagar 6 gramas de prata 14 todo que tiver atingido os 20 anos de idade. 15 Nem o que for rico dará mais, nem o pobre, por ser pobre, dará menos do que isso, porque se trata de uma oferta ao Senhor para expiação das vossas almas. 16 Empregarão esse dinheiro para as despesas da tenda do encontro. Será para memorial do povo de Israel perante o Senhor, e para fazer expiação pelas vossas almas.”

A bacia para as lavagens

17 O Senhor disse a Moisés: 18 “Faz uma bacia de bronze com uma base igualmente de bronze. Coloca-a entre o altar e a tenda do encontro, e enche-a de água. 19 Aí lavarão, Aarão e os seus filhos, as mãos e os pés 20 quando entrarem na tenda do encontro para comparecerem perante o Senhor, ou quando se aproximarem do altar para queimar ofertas ao Senhor. 21 Terão sempre de se lavar, porque doutra forma morrerão. Estas instruções para Aarão e seus filhos deverão cumprir-se através de todas as gerações.”

O óleo da unção

22 Depois o Senhor mandou mais a Moisés 23 que recolhesse das mais finas especiarias:

mirra pura: 5,75 quilos;

canela aromática: 2,88 quilos;

cálamo aromático: a mesma quantidade;

24 cássia: a mesma quantidade;

azeite: 4 litros.

25 O Senhor deu instruções a hábeis perfumistas para comporem com todos estes componentes um óleo de santa unção.

26 E o Senhor disse-lhe: “Usa-o para ungir a tenda do encontro, a arca do testemunho, 27 a mesa e todos os seus instrumentos, o candelabro e os seus instrumentos, o altar do incenso, 28 o altar dos holocaustos, com os respetivos instrumentos, e a bacia mais a sua base. 29 Consagra-os para que fiquem santíssimos, de tal forma que seja o que for que lhes tocar se tornará reservado para Deus. 30 Usa-o também para ungir a Aarão e os seus filhos, santificando-os para que sejam dignos de me servirem como sacerdotes. 31 E diz ao povo de Israel: Este deverá ser sempre o meu santo óleo de unção. 32 Nunca será derramado sobre uma pessoa qualquer e nunca farão para vocês um óleo semelhante, para vosso uso pessoal, porque se trata de um óleo santo e, como tal, deverá ser considerado para sempre. 33 Alguém que venha a compor um óleo igual a este e a derramá-lo sobre uma pessoa qualquer será excomungado.”

A preparação do incenso

34 Eis aqui as indicações que o Senhor deu a Moisés quanto ao incenso: “Emprega especiarias aromáticas: estoraque, onicha, gálbano e incenso puro, em igual quantidade de cada um. 35 Usa as técnicas habituais dos fabricantes de incenso e tempera com sal puro. 36 Pisa-o, moendo-o muito fino, e põe algum diante da arca, no sítio onde me encontro contigo na tenda do encontro. Este incenso é santíssimo. 37 Nunca farão igual para vosso uso pessoal, porque é reservado para o Senhor e deve ser considerado como santo. 38 Se alguém fabricar esse incenso para si mesmo será excomungado.”