Nova Versão Internacional

Salmos 89

Salmo 89

Poema do ezraíta Etã.

Cantarei para sempre o amor do Senhor;
com minha boca anunciarei
    a tua fidelidade por todas as gerações.
Sei que firme está o teu amor para sempre,
e que firmaste nos céus a tua fidelidade.

Tu disseste: “Fiz aliança com o meu escolhido,
    jurei ao meu servo Davi:
Estabelecerei a tua linhagem para sempre
e firmarei o teu trono
    por todas as gerações”.Pausa

Os céus louvam as tuas maravilhas, Senhor,
e a tua fidelidade na assembléia dos santos.
Pois, quem nos céus
    poderá comparar-se ao Senhor?
Quem dentre os seres celestiais[a]
    assemelha-se ao Senhor?
Na assembléia dos santos Deus é temível,
mais do que todos os que o rodeiam.
Ó Senhor, Deus dos Exércitos,
quem é semelhante a ti?
És poderoso, Senhor,
envolto em tua fidelidade.

Tu dominas o revolto mar;
quando se agigantam as suas ondas,
    tu as acalmas.
10 Esmagaste e mataste o Monstro dos Mares[b];
com teu braço forte
    dispersaste os teus inimigos.
11 Os céus são teus, e tua também é a terra;
fundaste o mundo e tudo o que nele existe.
12 Tu criaste o Norte e o Sul;
o Tabor e o Hermom
    cantam de alegria pelo teu nome.
13 O teu braço é poderoso;
a tua mão é forte, exaltada é tua mão direita.

14 A retidão e a justiça são os alicerces
    do teu trono;
o amor e a fidelidade vão à tua frente.
15 Como é feliz o povo
    que aprendeu a aclamar-te, Senhor,
e que anda na luz da tua presença!
16 Sem cessar exultam no teu nome,
    e alegram-se na tua retidão,
17 pois tu és a nossa glória e a nossa força[c],
    e pelo teu favor exaltas a nossa força[d].
18 Sim, Senhor, tu és o nosso escudo[e],
    ó Santo de Israel, tu és o nosso rei.

19 Numa visão falaste um dia,
e aos teus fiéis disseste:
“Cobri de forças um guerreiro,
exaltei um homem escolhido dentre o povo.
20 Encontrei o meu servo Davi;
ungi-o com o meu óleo sagrado.
21 A minha mão o susterá,
e o meu braço o fará forte.
22 Nenhum inimigo o sujeitará a tributos;
nenhum injusto o oprimirá.
23 Esmagarei diante dele os seus adversários
e destruirei os seus inimigos.
24 A minha fidelidade e o meu amor
    o acompanharão,
e pelo meu nome aumentará o seu poder.
25 A sua mão dominará até o mar,
    sua mão direita, até os rios.
26 Ele me dirá: ‘Tu és o meu Pai,
    o meu Deus, a Rocha que me salva’.
27 Também o nomearei meu primogênito,
o mais exaltado dos reis da terra.
28 Manterei o meu amor por ele para sempre,
    e a minha aliança com ele jamais se quebrará.
29 Firmarei a sua linhagem para sempre,
    e o seu trono durará enquanto existirem céus.

30 “Se os seus filhos abandonarem a minha lei
    e não seguirem as minhas ordenanças,
31 se violarem os meus decretos
    e deixarem de obedecer aos meus mandamentos,
32 com a vara castigarei o seu pecado,
    e a sua iniqüidade com açoites;
33 mas não afastarei dele o meu amor;
    jamais desistirei da minha fidelidade.
34 Não violarei a minha aliança
    nem modificarei as promessas dos meus lábios.
35 De uma vez para sempre jurei
    pela minha santidade,
    e não mentirei a Davi,
36 que a sua linhagem permanecerá para sempre,
    e o seu trono durará como o sol;
37 será estabelecido para sempre como a lua,
    a fiel testemunha no céu”.Pausa

38 Mas tu o rejeitaste, recusaste-o
e te enfureceste com o teu ungido.
39 Revogaste a aliança com o teu servo
e desonraste a sua coroa, lançando-a ao chão.
40 Derrubaste todos os seus muros
e reduziste a ruínas as suas fortalezas.
41 Todos os que passam o saqueiam;
tornou-se objeto de zombaria
    para os seus vizinhos.
42 Tu exaltaste a mão direita dos seus adversários
e encheste de alegria todos os seus inimigos.
43 Tiraste o fio da sua espada
e não o apoiaste na batalha.
44 Deste fim ao seu esplendor
e atiraste ao chão o seu trono.
45 Encurtaste os dias da sua juventude;
com um manto de vergonha o cobriste.Pausa

46 Até quando, Senhor?
Para sempre te esconderás?
Até quando a tua ira queimará como fogo?
47 Lembra-te de como é passageira a minha vida.
Terás criado em vão todos os homens?
48 Que homem pode viver e não ver a morte,
ou livrar-se do poder da sepultura[f]?Pausa
49 Ó Senhor, onde está o teu antigo amor,
que com fidelidade juraste a Davi?
50 Lembra-te, Senhor,
    das afrontas que o teu servo tem[g] sofrido,
das zombarias que no íntimo
    tenho que suportar de todos os povos,
51 das zombarias dos teus inimigos, Senhor,
com que afrontam a cada passo o teu ungido.

52 Bendito seja o Senhor para sempre!
    Amém e amém.

Notas al pie

  1. 89.6 Ou deuses; ou ainda poderosos
  2. 89.10 Hebraico: Raabe.
  3. 89.17 Hebraico: a glória do seu poder.
  4. 89.17 Hebraico: chifre; também no versículo 24.
  5. 89.18 Ou soberano
  6. 89.48 Hebraico: Sheol. Essa palavra também pode ser traduzida por profundezas, pó ou morte.
  7. 89.50 Ou teus servos têm

The Message

Psalm 89

An Ethan Prayer

11-4 Your love, God, is my song, and I’ll sing it!
    I’m forever telling everyone how faithful you are.
I’ll never quit telling the story of your love—
    how you built the cosmos
    and guaranteed everything in it.
Your love has always been our lives’ foundation,
    your fidelity has been the roof over our world.
You once said, “I joined forces with my chosen leader,
    I pledged my word to my servant, David, saying,
‘Everyone descending from you is guaranteed life;
    I’ll make your rule as solid and lasting as rock.’”

5-18 God! Let the cosmos praise your wonderful ways,
    the choir of holy angels sing anthems to your faithful ways!
Search high and low, scan skies and land,
    you’ll find nothing and no one quite like God.
The holy angels are in awe before him;
    he looms immense and august over everyone around him.
God-of-the-Angel-Armies, who is like you,
    powerful and faithful from every angle?
You put the arrogant ocean in its place
    and calm its waves when they turn unruly.
You gave that old hag Egypt the back of your hand,
    you brushed off your enemies with a flick of your wrist.
You own the cosmos—you made everything in it,
    everything from atom to archangel.
You positioned the North and South Poles;
    the mountains Tabor and Hermon sing duets to you.
With your well-muscled arm and your grip of steel—
    nobody trifles with you!
The Right and Justice are the roots of your rule;
    Love and Truth are its fruits.
Blessed are the people who know the passwords of praise,
    who shout on parade in the bright presence of God.
Delighted, they dance all day long; they know
    who you are, what you do—they can’t keep it quiet!
Your vibrant beauty has gotten inside us—
    you’ve been so good to us! We’re walking on air!
All we are and have we owe to God,
    Holy God of Israel, our King!

19-37 A long time ago you spoke in a vision,
    you spoke to your faithful beloved:
“I’ve crowned a hero,
    I chose the best I could find;
I found David, my servant,
    poured holy oil on his head,
And I’ll keep my hand steadily on him,
    yes, I’ll stick with him through thick and thin.
No enemy will get the best of him,
    no scoundrel will do him in.
I’ll weed out all who oppose him,
    I’ll clean out all who hate him.
I’m with him for good and I’ll love him forever;
    I’ve set him on high—he’s riding high!
I’ve put Ocean in his one hand, River in the other;
    he’ll call out, ‘Oh, my Father—my God, my Rock of Salvation!’
Yes, I’m setting him apart as the First of the royal line,
    High King over all of earth’s kings.
I’ll preserve him eternally in my love,
    I’ll faithfully do all I so solemnly promised.
I’ll guarantee his family tree
    and underwrite his rule.
If his children refuse to do what I tell them,
    if they refuse to walk in the way I show them,
If they spit on the directions I give them
    and tear up the rules I post for them—
I’ll rub their faces in the dirt of their rebellion
    and make them face the music.
But I’ll never throw them out,
    never abandon or disown them.
Do you think I’d withdraw my holy promise?
    or take back words I’d already spoken?
I’ve given my word, my whole and holy word;
    do you think I would lie to David?
His family tree is here for good,
    his sovereignty as sure as the sun,
Dependable as the phases of the moon,
    inescapable as weather.”

38-51 But God, you did walk off and leave us,
    you lost your temper with the one you anointed.
You tore up the promise you made to your servant,
    you stomped his crown in the mud.
You blasted his home to kingdom come,
    reduced his city to a pile of rubble
Picked clean by wayfaring strangers,
    a joke to all the neighbors.
You declared a holiday for all his enemies,
    and they’re celebrating for all they’re worth.
Angry, you opposed him in battle,
    refused to fight on his side;
You robbed him of his splendor, humiliated this warrior,
    ground his kingly honor in the dirt.
You took the best years of his life
    and left him an impotent, ruined husk.
How long do we put up with this, God?
    Are you gone for good? Will you hold this grudge forever?
Remember my sorrow and how short life is.
    Did you create men and women for nothing but this?
We’ll see death soon enough. Everyone does.
    And there’s no back door out of hell.
So where is the love you’re so famous for, Lord?
    What happened to your promise to David?
Take a good look at your servant, dear Lord;
    I’m the butt of the jokes of all nations,
The taunting jokes of your enemies, God,
    as they dog the steps of your dear anointed.

52 Blessed be God forever and always!
Yes. Oh, yes.