Nova Versão Internacional

Salmos 74

Salmo 74

Poema da família de Asafe.

Por que nos rejeitaste definitivamente, ó Deus?
Por que se acende a tua ira
    contra as ovelhas da tua pastagem?
Lembra-te do povo que adquiriste
    em tempos passados,
da tribo da tua herança, que resgataste,
    do monte Sião, onde habitaste.
Volta os teus passos
    para aquelas ruínas irreparáveis,
para toda a destruição
    que o inimigo causou em teu santuário.

Teus adversários gritaram triunfantes
    bem no local onde te encontravas conosco,
e hastearam suas bandeiras em sinal de vitória.
Pareciam homens armados com machados
    invadindo um bosque cerrado.
Com seus machados e machadinhas
    esmigalharam todos os revestimentos
    de madeira esculpida.
Atearam fogo ao teu santuário;
profanaram o lugar da habitação do teu nome.
Disseram no coração:
    “Vamos acabar com eles!”
Queimaram todos os santuários do país.
Já não vemos sinais miraculosos;
não há mais profetas,
e nenhum de nós sabe
    até quando isso continuará.

10 Até quando o adversário irá zombar, ó Deus?
Será que o inimigo blasfemará
    o teu nome para sempre?
11 Por que reténs a tua mão, a tua mão direita?
Não fiques de braços cruzados! Destrói-os!

12 Mas tu, ó Deus,
    és o meu rei desde a antigüidade;
trazes salvação sobre a terra.
13 Tu dividiste o mar pelo teu poder;
quebraste as cabeças das serpentes das águas.
14 Esmagaste as cabeças do Leviatã[a]
e o deste por comida às criaturas do deserto.
15 Tu abriste fontes e regatos;
secaste rios perenes.
16 O dia é teu, e tua também é a noite;
estabeleceste o sol e a lua.
17 Determinaste todas as fronteiras da terra;
fizeste o verão e o inverno.

18 Lembra-te de como o inimigo
    tem zombado de ti, ó Senhor,
como os insensatos têm blasfemado o teu nome.
19 Não entregues a vida da tua pomba
    aos animais selvagens;
não te esqueças para sempre da vida
    do teu povo indefeso.
20 Dá atenção à tua aliança,
porque de antros de violência se enchem
    os lugares sombrios do país.
21 Não deixes que o oprimido
    se retire humilhado!
Faze que o pobre e o necessitado
    louvem o teu nome.

22 Levanta-te, ó Deus, e defende a tua causa;
lembra-te de como os insensatos
    zombam de ti sem cessar.
23 Não ignores a gritaria dos teus adversários,
o crescente tumulto dos teus inimigos.

Notas al pie

  1. 74.14 Ou monstro marinho

Chinese Contemporary Bible (Simplified)

诗篇 74

祈求上帝眷顾祂的子民

亚萨的训诲诗。

1上帝啊,
你为何永远丢弃了我们?
你为何对自己草场上的羊大发雷霆?
求你眷顾你在古时所救赎的子民,
你拣选为产业的族类,
求你眷顾你所居住的锡安山。
求你前去观看那久已荒凉之地,
看看敌人对圣所的破坏。
他们在你圣所中高声叫嚷,
竖立起自己的旗帜。
他们大肆毁坏,
好像人抡起斧头砍伐树林。
他们用斧头、锤子把雕刻的墙板都捣毁了。
他们纵火焚烧你的圣所,
把它夷为平地,
亵渎了你的居所。
他们心里说:“我们要彻底毁灭一切。”
于是他们烧毁了境内所有敬拜上帝的地方。
我们再也看不到你的征兆,
先知也没有了。
无人知道这一切何时才会结束。
10 上帝啊,
仇敌嘲笑你的名要到何时呢?
他们要永无休止地辱骂你吗?
11 你为何不伸出大能的右手?
求你出手给他们致命的一击。
12 上帝啊,
你自古以来就是我的王,
你给世上带来拯救。
13 你曾用大能分开海水,
打碎水中巨兽的头。
14 你曾打碎海怪的头,
把它丢给旷野的禽兽吃。
15 你曾开辟泉源和溪流,
也曾使滔滔河水枯干。
16 白昼和黑夜都属于你,
你设立了日月。
17 你划定大地的疆界,
又创造了盛夏和寒冬。
18 耶和华啊,
求你记住敌人对你的嘲笑和愚妄人对你的亵渎。
19 求你不要把你的子民交给仇敌[a]
不要永远对你受苦的子民弃置不顾。
20 求你顾念你的应许,
因地上黑暗之处充满了暴力。
21 求你不要让受压迫的人羞愧而去。
愿贫穷困苦的人赞美你的名。
22 上帝啊,求你起来维护自己,
别忘记愚妄人怎样整天嘲笑你。
23 不要对你仇敌的喧嚷置之不理,
与你为敌的人不停地叫嚣。

Notas al pie

  1. 74:18-19 子民”希伯来文是“鸽子”;“仇敌”希伯来文是“野兽”。