Псалтирь 10 NRT - Salmos 10 OL

New Russian Translation

Psalms 10

Псалом 10

1Дирижеру хора. Псалом Давида.

В Господе я нахожу приют.

Как вы можете говорить мне:

«Улетай на гору, как птица!»[a]

2Вот, нечестивые уже натянули лук,

положили стрелу на тетиву,

чтобы во тьме стрелять в правых сердцем.

3Когда устои распались,

что может сделать праведный?

4Господь в святом храме Своем,

Господь на небесном троне Своем.

Он наблюдает за всем,

глаза Его испытывают смертных.

5Господь испытывает праведных,

а нечестивых и тех[b], кто любит насилие,

ненавидит Его душа.

6Он на нечестивых прольет дождем

раскаленные угли с горящей серой;

палящий ветер – их участь.

7Господь справедлив и любит праведный суд;

праведники увидят Его лицо.

Notas al pie

  1. 10:1 Так в некоторых древних переводах; букв.: «Улетай на ваши горы, о птица!»
  2. 10:5 Или: «Господь испытывает и праведных и злодеев, а тех … »

O Livro

Salmos 10

1Senhor, porque te manténs distante?
Porque te escondes quando estou angustiado?

Que essa gente perversa, que no seu orgulho e maldade
persegue furiosamente o pobre,
seja apanhada nas ciladas que preparou para os outros!
Pois ainda se gabam de obter tudo o que pretendem;
louvam os que fazem do dinheiro um ídolo,
e ainda insultam o Senhor.
Por causa do seu orgulho, essa gente perversa não quer pensar;
não se lembra sequer de procurar a Deus.
Tudo o que sabem dizer é que não há Deus, que está morto.
São até bem sucedidos no que fazem,
não dão importância aos teus juízos;
quanto aos seus adversários, ele faz pouco caso.
Dizem no seu íntimo:
“Ninguém me derrubará.
Nunca me verei em dificuldades.”

A sua boca está cheia de maldição, engano e opressão;
têm sempre, debaixo da língua, malícia e maldade.
Põem-se à espreita na vizinhança dos povoados,
e em lugares escondidos,
para assassinarem os inocentes.
Como leões, nos seus esconderijos,
preparam-se para cair inesperadamente sobre os pobres,
e como caçadores para roubar os infelizes
que são apanhados nas suas redes.
10 Preparam-se habilmente para saltar sobre as suas vítimas,
que subjugam com a sua força.
11 E dizem para si mesmos:
“Deus não vê!”
Ou então:
“Deus nunca virá a saber disso!”

12 Levanta-te, Senhor!
Ó Deus, ergue a tua mão para os castigares.
Não te esqueças dos que estão em necessidade.
13 Porque há de insultar-te o mau,
dizendo que nunca lhe pedirás contas?
14 Senhor, tu vês o que eles andam a fazer;
tomas nota de todas as suas más ações.
Por toda a tristeza e aflição que têm causado, os castigarás;
o pobre entrega-se aos teus cuidados,
        és o auxílio do desamparado.
15 Quebra o braço dos perversos;
persegue-os até que desapareça a sua maldade,
sem que nada reste.

16 O Senhor é Rei para todo o sempre;
da sua terra serão varridos os povos pagãos.
17 Senhor, deste ouvidos ao desejo dos que querem a paz;
confortarás os seus corações.
Os teus ouvidos estarão sempre abertos para eles.
18 Fazes justiça aos desamparados e oprimidos,
a fim de que os habitantes da Terra
não continuem a espalhar o terror.