New Living Translation

Psalm 7

Psalm 7

A psalm[a] of David, which he sang to the Lord concerning Cush of the tribe of Benjamin.

I come to you for protection, O Lord my God.
    Save me from my persecutors—rescue me!
If you don’t, they will maul me like a lion,
    tearing me to pieces with no one to rescue me.
O Lord my God, if I have done wrong
    or am guilty of injustice,
if I have betrayed a friend
    or plundered my enemy without cause,
then let my enemies capture me.
    Let them trample me into the ground
    and drag my honor in the dust. Interlude

Arise, O Lord, in anger!
    Stand up against the fury of my enemies!
    Wake up, my God, and bring justice!
Gather the nations before you.
    Rule over them from on high.
    The Lord judges the nations.
Declare me righteous, O Lord,
    for I am innocent, O Most High!
End the evil of those who are wicked,
    and defend the righteous.
For you look deep within the mind and heart,
    O righteous God.

10 God is my shield,
    saving those whose hearts are true and right.
11 God is an honest judge.
    He is angry with the wicked every day.

12 If a person does not repent,
    God[b] will sharpen his sword;
    he will bend and string his bow.
13 He will prepare his deadly weapons
    and shoot his flaming arrows.

14 The wicked conceive evil;
    they are pregnant with trouble
    and give birth to lies.
15 They dig a deep pit to trap others,
    then fall into it themselves.
16 The trouble they make for others backfires on them.
    The violence they plan falls on their own heads.

17 I will thank the Lord because he is just;
    I will sing praise to the name of the Lord Most High.

Notas al pie

  1. 7:Title Hebrew A shiggaion, probably indicating a musical setting for the psalm.
  2. 7:12 Hebrew he.

Nova Versão Internacional

Salmos 7

Salmo 7

Confissão de Davi, que ele cantou ao Senhor acerca de Cuxe, o benjamita.

Senhor, meu Deus, em ti me refugio;
salva-me e livra-me de todos
    os que me perseguem,
para que, como leões,
    não me dilacerem nem me despedacem,
    sem que ninguém me livre.

Senhor, meu Deus, se assim procedi,
se nas minhas mãos há injustiça,
se fiz algum mal a um amigo
ou se poupei[a] sem motivo o meu adversário,
persiga-me o meu inimigo até me alcançar,
no chão me pisoteie e aniquile a minha vida,
    lançando a minha honra no pó.Pausa

Levanta-te, Senhor, na tua ira;
ergue-te contra o furor dos meus adversários.
Desperta-te, meu Deus! Ordena a justiça!
Reúnam-se os povos ao teu redor.
Das alturas reina sobre eles.
O Senhor é quem julga os povos.
Julga-me, Senhor, conforme a minha justiça,
    conforme a minha integridade.
Deus justo,
    que sondas as mentes e os corações,
dá fim à maldade dos ímpios
    e ao justo dá segurança.

10 O meu escudo está nas mãos de Deus,
    que salva o reto de coração.
11 Deus é um juiz justo,
    um Deus que manifesta cada dia o seu furor.
12 Se o homem não se arrepende,
    Deus afia a sua espada,
    arma o seu arco e o aponta,
13 prepara as suas armas mortais
    e faz de suas setas flechas flamejantes.

14 Quem gera a maldade, concebe sofrimento
    e dá à luz a desilusão.
15 Quem cava um buraco e o aprofunda
    cairá nessa armadilha que fez.
16 Sua maldade se voltará contra ele;
sua violência cairá sobre a sua própria cabeça.

17 Darei graças ao Senhor por sua justiça;
ao nome do Senhor Altíssimo
    cantarei louvores.

Notas al pie

  1. 7.4 Ou explorei