New Living Translation

Psalm 59

Psalm 59

For the choir director: A psalm[a] of David, regarding the time Saul sent soldiers to watch David’s house in order to kill him. To be sung to the tune “Do Not Destroy!”

Rescue me from my enemies, O God.
    Protect me from those who have come to destroy me.
Rescue me from these criminals;
    save me from these murderers.
They have set an ambush for me.
    Fierce enemies are out there waiting, Lord,
    though I have not sinned or offended them.
I have done nothing wrong,
    yet they prepare to attack me.
    Wake up! See what is happening and help me!
O Lord God of Heaven’s Armies, the God of Israel,
    wake up and punish those hostile nations.
    Show no mercy to wicked traitors. Interlude

They come out at night,
    snarling like vicious dogs
    as they prowl the streets.
Listen to the filth that comes from their mouths;
    their words cut like swords.
    “After all, who can hear us?” they sneer.
But Lord, you laugh at them.
    You scoff at all the hostile nations.
You are my strength; I wait for you to rescue me,
    for you, O God, are my fortress.
10 In his unfailing love, my God will stand with me.
    He will let me look down in triumph on all my enemies.

11 Don’t kill them, for my people soon forget such lessons;
    stagger them with your power, and bring them to their knees,
    O Lord our shield.
12 Because of the sinful things they say,
    because of the evil that is on their lips,
let them be captured by their pride,
    their curses, and their lies.
13 Destroy them in your anger!
    Wipe them out completely!
Then the whole world will know
    that God reigns in Israel.[b] Interlude

14 My enemies come out at night,
    snarling like vicious dogs
    as they prowl the streets.
15 They scavenge for food
    but go to sleep unsatisfied.[c]

16 But as for me, I will sing about your power.
    Each morning I will sing with joy about your unfailing love.
For you have been my refuge,
    a place of safety when I am in distress.
17 O my Strength, to you I sing praises,
    for you, O God, are my refuge,
    the God who shows me unfailing love.

Notas al pie

  1. 59:Title Hebrew miktam. This may be a literary or musical term.
  2. 59:13 Hebrew in Jacob. See note on 44:4.
  3. 59:15 Or and growl if they don’t get enough.

Nova Versão Internacional

Salmos 59

Salmo 59

Para o mestre de música. De acordo com a melodia Não Destruas. Poema epigráfico davídico, quando Saul enviou homens para vigiarem a casa de Davi a fim de matá-lo.

Livra-me dos meus inimigos, ó Deus;
põe-me fora do alcance dos meus agressores.
Livra-me dos que praticam o mal
e salva-me dos assassinos.

Vê como ficam à minha espreita!
Homens cruéis conspiram contra mim,
sem que eu tenha cometido
    qualquer delito ou pecado, ó Senhor.
Mesmo eu não tendo culpa de nada,
    eles se preparam às pressas para atacar-me.
Levanta-te para ajudar-me;
    olha para a situação em que me encontro!
Ó Senhor, Deus dos Exércitos,
    ó Deus de Israel!
Desperta para castigar todas as nações;
não tenhas misericórdia
    dos traidores perversos.Pausa

Eles voltam ao cair da tarde,
    rosnando como cães
    e rondando a cidade.
Vê que ameaças saem de suas bocas;
seus lábios são como espadas,
e dizem: “Quem nos ouvirá?”
Mas tu, Senhor, vais rir deles;
    caçoarás de todas aquelas nações.

Ó tu, minha força, por ti vou aguardar;
tu, ó Deus, és o meu alto refúgio.
10 O meu Deus fiel
    virá ao meu encontro
e permitirá que eu triunfe
    sobre os meus inimigos.
11 Mas não os mates, ó Senhor, nosso escudo,
    se não, o meu povo o esquecerá.
Em teu poder faze-os vaguearem,
    e abate-os.
12 Pelos pecados de suas bocas,
    pelas palavras de seus lábios,
sejam apanhados em seu orgulho.
Pelas maldições e mentiras que pronunciam,
13 consome-os em tua ira,
    consome-os até que não mais existam.
Então se saberá até os confins da terra
    que Deus governa Jacó.Pausa

14 Eles voltam ao cair da tarde,
    rosnando como cães,
    e rondando a cidade.
15 À procura de comida perambulam
e, se não ficam satisfeitos, uivam.
16 Mas eu cantarei louvores à tua força;
    de manhã louvarei a tua fidelidade,
pois tu és o meu alto refúgio,
    abrigo seguro nos tempos difíceis.

17 Ó minha força, canto louvores a ti;
tu és, ó Deus, o meu alto refúgio,
    o Deus que me ama.