New International Version

Jeremiah 5

Not One Is Upright

1“Go up and down the streets of Jerusalem,
    look around and consider,
    search through her squares.
If you can find but one person
    who deals honestly and seeks the truth,
    I will forgive this city.
Although they say, ‘As surely as the Lord lives,’
    still they are swearing falsely.”

Lord, do not your eyes look for truth?
    You struck them, but they felt no pain;
    you crushed them, but they refused correction.
They made their faces harder than stone
    and refused to repent.
I thought, “These are only the poor;
    they are foolish,
for they do not know the way of the Lord,
    the requirements of their God.
So I will go to the leaders
    and speak to them;
surely they know the way of the Lord,
    the requirements of their God.”
But with one accord they too had broken off the yoke
    and torn off the bonds.
Therefore a lion from the forest will attack them,
    a wolf from the desert will ravage them,
a leopard will lie in wait near their towns
    to tear to pieces any who venture out,
for their rebellion is great
    and their backslidings many.

“Why should I forgive you?
    Your children have forsaken me
    and sworn by gods that are not gods.
I supplied all their needs,
    yet they committed adultery
    and thronged to the houses of prostitutes.
They are well-fed, lusty stallions,
    each neighing for another man’s wife.
Should I not punish them for this?”
    declares the Lord.
“Should I not avenge myself
    on such a nation as this?

10 “Go through her vineyards and ravage them,
    but do not destroy them completely.
Strip off her branches,
    for these people do not belong to the Lord.
11 The people of Israel and the people of Judah
    have been utterly unfaithful to me,”
declares the Lord.

12 They have lied about the Lord;
    they said, “He will do nothing!
No harm will come to us;
    we will never see sword or famine.
13 The prophets are but wind
    and the word is not in them;
    so let what they say be done to them.”

14 Therefore this is what the Lord God Almighty says:

“Because the people have spoken these words,
    I will make my words in your mouth a fire
    and these people the wood it consumes.
15 People of Israel,” declares the Lord,
    “I am bringing a distant nation against you—
an ancient and enduring nation,
    a people whose language you do not know,
    whose speech you do not understand.
16 Their quivers are like an open grave;
    all of them are mighty warriors.
17 They will devour your harvests and food,
    devour your sons and daughters;
they will devour your flocks and herds,
    devour your vines and fig trees.
With the sword they will destroy
    the fortified cities in which you trust.

18 “Yet even in those days,” declares the Lord, “I will not destroy you completely. 19 And when the people ask, ‘Why has the Lord our God done all this to us?’ you will tell them, ‘As you have forsaken me and served foreign gods in your own land, so now you will serve foreigners in a land not your own.’

20 “Announce this to the descendants of Jacob
    and proclaim it in Judah:
21 Hear this, you foolish and senseless people,
    who have eyes but do not see,
    who have ears but do not hear:
22 Should you not fear me?” declares the Lord.
    “Should you not tremble in my presence?
I made the sand a boundary for the sea,
    an everlasting barrier it cannot cross.
The waves may roll, but they cannot prevail;
    they may roar, but they cannot cross it.
23 But these people have stubborn and rebellious hearts;
    they have turned aside and gone away.
24 They do not say to themselves,
    ‘Let us fear the Lord our God,
who gives autumn and spring rains in season,
    who assures us of the regular weeks of harvest.’
25 Your wrongdoings have kept these away;
    your sins have deprived you of good.

26 “Among my people are the wicked
    who lie in wait like men who snare birds
    and like those who set traps to catch people.
27 Like cages full of birds,
    their houses are full of deceit;
they have become rich and powerful
28     and have grown fat and sleek.
Their evil deeds have no limit;
    they do not seek justice.
They do not promote the case of the fatherless;
    they do not defend the just cause of the poor.
29 Should I not punish them for this?”
    declares the Lord.
“Should I not avenge myself
    on such a nation as this?

30 “A horrible and shocking thing
    has happened in the land:
31 The prophets prophesy lies,
    the priests rule by their own authority,
and my people love it this way.
    But what will you do in the end?

O Livro

Jeremias 5

Nenhum justo é encontrado

1Percorram todas as ruas de Jerusalém, em todas as direcções; procurem em todos os cantos e vejam se podem encontrar um só homem recto e honesto! Busquem em cada largo, em cada cruzamento, e se conseguirem encontrar um só que seja, eu não destruirei a cidade! Mesmo sob juramento, eles são capazes de mentir. Ó Senhor, tu só atentas para a verdade das coisas. Tentaste levá-los a serem honestos, castigando-os, mas eles recusaram mudar! Destruíste-os, mas não quiseram simplesmente abandonar os seus pecados. Estão perfeitamente determinados, com os seus rostos duros como pedras, a não se arrependerem.

Então eu disse: “Mas que podemos nós esperar de uns pobres e ignorantes? Eles não sabem qual é o caminho de Deus. Como podem obedecer-lhe?”

Irei então ter com os seus líderes, os governantes, e falar-lhes-ei, porque esses, sim, sabem quais são os caminhos do Senhor e qual o julgamento que o pecado acarreta. Mas é que também os tais rejeitaram profundamente o seu Deus.

Por isso enviarei contra eles a fúria selvagem do leão da floresta; os lobos do deserto saltarão sobre eles, e um leopardo rondará as suas povoações, de tal forma que uma pessoa que tente sair será logo despedaçada. Pois que os seus pecados são imensos; é grande a sua revolta contra mim.

Como posso eu perdoar-vos? Porque até os vossos filhos se desgarraram, e adoram coisas a quem chamam deuses e que não são deuses nenhuns. Alimentei o meu povo até que estivesse plenamente satisfeito, e por fim o seu agradecimento foi entontecer-se de adultérios e ir a correr meter-se nas casas de prostituição da cidade. Estão todos bem tratados, como cavalos nédios, cada manhã relincham para a companheira do seu próximo. E não os haveria de castigar, quando estas coisas se passam? Não mandarei eu a minha severa recompensa a uma nação desta natureza? 10 Percorram as vinhas e destruam-nas! Mas deixem mesmo assim algumas com vida. Quebrem-lhes os ramos, porque não são do Senhor.

11 Porque o povo de Israel e o de Judá estão cheios de engano e de traição contra mim, diz o Senhor. 12/13 Têm mentido e dito: “Que ele não nos aborreça! Não nos há-de acontecer nenhum mal! Não há-de haver nem guerra nem fome! Os profetas de Deus”, dizem eles, “são como sacos vazios, só com ar; estão cheios de palavras, mas sem autoridade divina. As suas ameaças de condenações cairão sobre eles próprios, não sobre nós!”

14 E contudo, é isto o que o Senhor Deus dos exércitos celestiais diz dos seus profetas: É justamente por causa disso que eles dizem que eu tomarei as vossas palavras e as vossas profecias e farei delas um fogo devastador que arderá sobre este povo como o incêndio duma floresta. 15/17 Vejam bem, hei-de trazer uma nação distante contra vocês, ó Israel, diz o Senhor, uma nação poderosa, uma nação antiga, cuja lingua vocês desconhecem. As armas deles são mortais; todos os seus soldados, gente de grande força. Virão comer as vossas searas, o pão dos vossos filhos, os rebanhos, as manadas de gado, sim, e até as uvas e os figos; e abaterão as cidades, mesmo com altas muralhas, dentro das quais pensavam estar com segurança.

18 Mas não vos destruirei completamente, diz o Senhor.

19 E quando vocês perguntarem: “Porque foi que o Senhor nos fez isto?”, será esta a resposta: “Foi porque vocês o rejeitaram e se deram a si próprios a outros deuses, enquanto estavam na vossa terra; e agora têm de ser escravos de estrangeiros, na terra deles.”

20 Proclamem isto a Judá e a Israel: 21/22 Ouçam, ó povo louco e insensato — vocês que têm olhos, e não veêm nada, que têm ouvidos, e não ouvem nada — será que também não me têm respeito nenhum?, pergunta o Senhor Deus. Como pode ser que vocês nem sequer tremem na minha presença? Fui eu quem estabeleceu os limites do mar, com leis perpétuas, de forma que os oceanos, por muito que rujam e que se agitem, nunca ultrapassam essa barreira. Um tal Deus não será ele digno de ser temido e adorado?

23/25 Mas o meu povo tem corações rebeldes; voltaram-se contra mim e caíram na idolatria. Ainda que seja eu quem lhes dá chuva em cada ano, na Primavera e no Outono, e lhes conserva o tempo da sega, mesmo assim não têm respeito nem temor de mim. Por isso retirei deles estas bênçãos maravilhosas. Foi o pecado deles que lhes subtraiu todas essas boas coisas.

26 Entre o meu povo há gente perversa que faz esperas às suas vítimas, como se fossem caçadores armando ciladas aos animais. Eles armam laços, também, mas para caçarem gente. 27/28 Como uma gaiola cheia de pássaros, assim os seus lares estão repletos de engano, de traições. E o resultado? São agora grandes senhores, ricos, bem nutridos, bem tratados, e parece nem haver limites para os seus actos malvados. Recusam fazer justiça aos órfãos, respeitar os direitos dos pobres. 29 Deveria então eu sentar-me recostado e fazer como se nada disto se desse?, pergunta o Senhor Deus. Não hei-de eu castigar uma nação assim?

30/31 Uma coisa tremenda aconteceu nesta terra — os sacerdotes são manejados por falsos profetas, e o meu povo está satisfeito que seja assim! Mas a vossa condenação não falhará.