Nkwa Asem

Nnwom 38

Ɔmanehunufo mpaebɔ

1O Awurade, ntwe m’aso wɔ w’abufuw mu! Wode w’agyan apira me. Woabɔ me ahwe fam. W’abufuw no nti mewɔ yaw a ano yɛ den mu. Me bɔne nti, ɔyare adidi me honam nyinaa. Me bɔne reyiri fa me; ɛyɛ adesoa a emu yɛ me duru. Esiane sɛ magyimi nti, m’akuru bɔn na ɛreporɔw. Makotow ma wɔabubu me. Mitwa agyaadwo daa nyinaa. Atiridii rekum me. Mereyɛ awu. Mabrɛ a mapɛkyɛw koraa. Me koma redi yaw na yaw ama merepene.

O Awurade, wunim nea me kɔn dɔ. Wote m’apinisi nyinaa. 10 Me koma repere. M’ahoɔden asa na m’aniwa adum.

11 Me nnamfo ne m’afipamfo remmɛn me; m’akuru nti, m’abusuafo mpo twe wɔn ho fi me ho.

12 Wɔn a wɔpɛ sɛ wokum me no, sum me firi na wɔn a wɔpɛ sɛ wopira me no, hunahuna me; wonnyae sɛ wɔpɛ me bɔne da.

13 Mete sɛ ɔsotifo; mente asɛm. Mete sɛ mumu; mintumi nkasa. 14 Mete sɛ obi a ɔmma mmuae efisɛ, mente asɛm. 15 Nanso mede me ho to wo so, O Awurade; na wo, O Awurade me Nyankopɔn, wubebua me. 16 Mma m’atamfo ani nnye m’amanehunu ho. Mma wɔmmfa m’asehwe nhoahoa wɔn ho.

17 Mereyɛ ahwe ase enti mewɔ yaw mu daa. 18 Meka me bɔne. Ɛma me werɛ how. 19 M’atamfo wɔ apɔwmuden ne ahoɔden. Bebree wɔ hɔ a wɔtan me kwa. 20 Wɔn a wɔde bɔne tua papa ka no tia me efisɛ, mebɔ mmɔden sɛ mɛyɛ papa.

21 Nnyaw me, O Awurade. Nkɔ akyiri, O me Nyankopɔn! 22 Boa me mprempren, Awurade, m’agyenkwa.

Nova Versão Internacional

Salmos 38

Salmo 38

Salmo davídico. Uma petição.

Senhor, não me repreendas no teu furor
nem me disciplines na tua ira.
Pois as tuas flechas me atravessaram,
e a tua mão me atingiu.
Por causa de tua ira,
    todo o meu corpo está doente;
não há saúde nos meus ossos
    por causa do meu pecado.
As minhas culpas me afogam;
são como um fardo pesado e insuportável.

Minhas feridas cheiram mal e supuram
    por causa da minha insensatez.
Estou encurvado e muitíssimo abatido;
o dia todo saio vagueando e pranteando.
Estou ardendo em febre;
todo o meu corpo está doente.
Sinto-me muito fraco e totalmente esmagado;
meu coração geme de angústia.

Senhor, diante de ti
    estão todos os meus anseios;
o meu suspiro não te é oculto.
10 Meu coração palpita, as forças me faltam;
até a luz dos meus olhos se foi.
11 Meus amigos e companheiros me evitam
    por causa da doença que me aflige;
ficam longe de mim os meus vizinhos.
12 Os que desejam matar-me
    preparam armadilhas,
os que me querem prejudicar
    anunciam a minha ruína;
passam o dia planejando traição.

13 Como um surdo, não ouço,
como um mudo, não abro a boca.
14 Fiz-me como quem não ouve,
e em cuja boca não há resposta.
15 Senhor, em ti espero;
tu me responderás, ó Senhor meu Deus!
16 Pois eu disse: Não permitas
    que eles se divirtam à minha custa,
nem triunfem sobre mim quando eu tropeçar.

17 Estou a ponto de cair,
e a minha dor está sempre comigo.
18 Confesso a minha culpa;
em angústia estou por causa do meu pecado.
19 Meus inimigos, porém,
    são muitos e poderosos;
é grande o número
    dos que me odeiam sem motivo.
20 Os que me retribuem o bem com o mal
caluniam-me porque é o bem que procuro.

21 Senhor, não me abandones!
    Não fiques longe de mim, ó meu Deus!
22 Apressa-te a ajudar-me,
    Senhor, meu Salvador!