The Message

Psalm 73

An Asaph Psalm

11-5 No doubt about it! God is good—
    good to good people, good to the good-hearted.
But I nearly missed it,
    missed seeing his goodness.
I was looking the other way,
    looking up to the people
At the top,
    envying the wicked who have it made,
Who have nothing to worry about,
    not a care in the whole wide world.

6-10 Pretentious with arrogance,
    they wear the latest fashions in violence,
Pampered and overfed,
    decked out in silk bows of silliness.
They jeer, using words to kill;
    they bully their way with words.
They’re full of hot air,
    loudmouths disturbing the peace.
People actually listen to them—can you believe it?
    Like thirsty puppies, they lap up their words.

11-14 What’s going on here? Is God out to lunch?
    Nobody’s tending the store.
The wicked get by with everything;
    they have it made, piling up riches.
I’ve been stupid to play by the rules;
    what has it gotten me?
A long run of bad luck, that’s what—
    a slap in the face every time I walk out the door.

15-20 If I’d have given in and talked like this,
    I would have betrayed your dear children.
Still, when I tried to figure it out,
    all I got was a splitting headache . . .
Until I entered the sanctuary of God.
    Then I saw the whole picture:
The slippery road you’ve put them on,
    with a final crash in a ditch of delusions.
In the blink of an eye, disaster!
    A blind curve in the dark, and—nightmare!
We wake up and rub our eyes. . . . Nothing.
    There’s nothing to them. And there never was.

21-24 When I was beleaguered and bitter,
    totally consumed by envy,
I was totally ignorant, a dumb ox
    in your very presence.
I’m still in your presence,
    but you’ve taken my hand.
You wisely and tenderly lead me,
    and then you bless me.

25-28 You’re all I want in heaven!
    You’re all I want on earth!
When my skin sags and my bones get brittle,
    God is rock-firm and faithful.
Look! Those who left you are falling apart!
    Deserters, they’ll never be heard from again.
But I’m in the very presence of God
    oh, how refreshing it is!
I’ve made Lord God my home.
    God, I’m telling the world what you do!

Nova Versão Internacional

Salmos 73

TERCEIRO LIVRO

Salmo 73

Salmo da família de Asafe.

Certamente Deus é bom para Israel,
    para os puros de coração.

Quanto a mim, os meus pés quase tropeçaram;
    por pouco não escorreguei.
Pois tive inveja dos arrogantes
    quando vi a prosperidade desses ímpios.

Eles não passam por sofrimento[a]
e têm o corpo saudável e forte.
Estão livres dos fardos de todos;
não são atingidos por doenças
    como os outros homens.
Por isso o orgulho lhes serve de colar,
e eles se vestem de violência.
Do seu íntimo[b] brota a maldade[c];
da sua mente transbordam maquinações.
Eles zombam e falam com más intenções;
em sua arrogância ameaçam com opressão.
Com a boca arrogam a si os céus,
e com a língua se apossam da terra.
10 Por isso o seu povo se volta para eles
e bebe suas palavras até saciar-se.
11 Eles dizem: “Como saberá Deus?
    Terá conhecimento o Altíssimo?”

12 Assim são os ímpios;
sempre despreocupados,
    aumentam suas riquezas.

13 Certamente foi-me inútil
    manter puro o coração
    e lavar as mãos na inocência,
14 pois o dia inteiro sou afligido,
e todas as manhãs sou castigado.
15 Se eu tivesse dito: Falarei como eles,
teria traído os teus filhos.
16 Quando tentei entender tudo isso,
achei muito difícil para mim,
17 até que entrei no santuário de Deus,
e então compreendi o destino dos ímpios.

18 Certamente os pões em terreno escorregadio
e os fazes cair na ruína.
19 Como são destruídos de repente,
completamente tomados de pavor!
20 São como um sonho
    que se vai quando acordamos;
quando te levantares, Senhor,
    tu os farás desaparecer.

21 Quando o meu coração estava amargurado
e no íntimo eu sentia inveja,
22 agi como insensato e ignorante;
minha atitude para contigo
    era a de um animal irracional.

23 Contudo, sempre estou contigo;
tomas a minha mão direita e me susténs.
24 Tu me diriges com o teu conselho,
e depois me receberás com honras.
25 A quem tenho nos céus senão a ti?
E na terra, nada mais desejo
    além de estar junto a ti.
26 O meu corpo e o meu coração
    poderão fraquejar,
mas Deus é a força do meu coração
    e a minha herança para sempre.

27 Os que te abandonam sem dúvida perecerão;
tu destróis todos os infiéis.
28 Mas, para mim, bom é estar perto de Deus;
fiz do Soberano Senhor o meu refúgio;
    proclamarei todos os teus feitos.

Notas al pie

  1. 73.4 Ou sofrimento até morrer; ou ainda sofrimento; até morrer o corpo deles é
  2. 73.7 Hebraico: gordura.
  3. 73.7 Conforme a Versão Siríaca. O Texto Massorético diz Seus olhos saltam-lhes da gordura.