The Message

Psalm 142

A David Prayer—When He Was in the Cave

11-2 I cry out loudly to God,
    loudly I plead with God for mercy.
I spill out all my complaints before him,
    and spell out my troubles in detail:

3-7 “As I sink in despair, my spirit ebbing away,
    you know how I’m feeling,
Know the danger I’m in,
    the traps hidden in my path.
Look right, look left—
    there’s not a soul who cares what happens!
I’m up against it, with no exit—
    bereft, left alone.
I cry out, God, call out:
    ‘You’re my last chance, my only hope for life!’
Oh listen, please listen;
    I’ve never been this low.
Rescue me from those who are hunting me down;
    I’m no match for them.
Get me out of this dungeon
    so I can thank you in public.
Your people will form a circle around me
    and you’ll bring me showers of blessing!”

Nova Versão Internacional

Salmos 142

Salmo 142

Poema de Davi, quando ele estava na caverna. Uma oração.

Em alta voz clamo ao Senhor;
elevo a minha voz ao Senhor,
    suplicando misericórdia.
Derramo diante dele o meu lamento;
a ele apresento a minha angústia.

Quando o meu espírito desanima,
    és tu quem conhece o caminho
    que devo seguir.
Na vereda por onde ando
    esconderam uma armadilha contra mim.
Olha para a minha direita e vê;
    ninguém se preocupa comigo.
Não tenho abrigo seguro;
    ninguém se importa com a minha vida.

Clamo a ti, Senhor, e digo:
    Tu és o meu refúgio;
és tudo o que tenho na terra dos viventes.
Dá atenção ao meu clamor,
    pois estou muito abatido;
livra-me dos que me perseguem,
    pois são mais fortes do que eu.
Liberta-me da prisão,
    e renderei graças ao teu nome.
Então os justos se reunirão à minha volta
    por causa da tua bondade para comigo.