Mawu a Mulungu mu Chichewa Chalero

Masalimo 143:1-12

Salimo 143

Salimo la Davide.

1Yehova imvani pemphero langa,

mvetserani kulira kwanga kopempha chifundo;

mwa kukhulupirika kwanu ndi chilungamo chanu

bwerani kudzandithandiza.

2Musazenge mlandu mtumiki wanu,

pakuti palibe munthu wamoyo amene ndi wolungama pamaso panu.

3Mdani akundithamangitsa,

iye wandipondereza pansi;

wachititsa kuti ndikhale mu mdima

ngati munthu amene anafa kale.

4Choncho mzimu wanga ukufowoka mʼkati mwanga;

mʼkati mwanga, mtima wanga uli ndi nkhawa.

5Ndimakumbukira masiku amakedzana;

ndimalingalira za ntchito yanu yonse,

ndimaganizira zimene manja anu anachita.

6Ndatambalitsa manja anga kwa Inu;

moyo wanga uli ndi ludzu lofuna Inu monga nthaka yowuma.

Sela

7Yehova ndiyankheni msanga;

mzimu wanga ukufowoka.

Musandibisire nkhope yanu,

mwina ndidzakhala ngati iwo amene atsikira ku dzenje.

8Lolani kuti mmawa ubweretse mawu achikondi chanu chosasinthika,

pakuti ine ndimadalira Inu.

Mundisonyeze njira yoti ndiyendemo,

pakuti kwa Inu nditukulira moyo wanga.

9Pulumutseni kwa adani anga, Inu Yehova,

pakuti ndimabisala mwa Inu.

10Phunzitseni kuchita chifuniro chanu,

popeza ndinu Mulungu wanga;

Mzimu wanu wabwino unditsogolere

pa njira yanu yosalala.

11Sungani moyo wanga Inu Yehova chifukwa cha dzina lanu;

mwa chilungamo chanu tulutseni mʼmasautso anga.

12Mwa chikondi chanu chosasinthika khalitsani chete adani anga;

wonongani adani anga,

pakuti ndine mtumiki wanu.

Nova Versão Internacional

Salmos 143:1-12

Salmo 143

Salmo davídico.

1Ouve, Senhor, a minha oração,

dá ouvidos à minha súplica;

responde-me por tua fidelidade e por tua justiça.

2Mas não leves o teu servo a julgamento,

pois ninguém é justo diante de ti.

3O inimigo persegue-me

e esmaga-me ao chão;

ele me faz morar nas trevas,

como os que há muito morreram.

4O meu espírito desanima;

o meu coração está em pânico.

5Eu me recordo dos tempos antigos;

medito em todas as tuas obras

e considero o que as tuas mãos têm feito.

6Estendo as minhas mãos para ti;

como a terra árida, tenho sede de ti. Pausa

7Apressa-te em responder-me, Senhor!

O meu espírito se abate.

Não escondas de mim o teu rosto,

ou serei como os que descem à cova.

8Faze-me ouvir do teu amor leal pela manhã,

pois em ti confio.

Mostra-me o caminho que devo seguir,

pois a ti elevo a minha alma.

9Livra-me dos meus inimigos, Senhor,

pois em ti eu me abrigo.

10Ensina-me a fazer a tua vontade,

pois tu és o meu Deus;

que o teu bondoso Espírito

me conduza por terreno plano.

11Preserva-me a vida, Senhor,

por causa do teu nome;

por tua justiça, tira-me desta angústia.

12E no teu amor leal, aniquila os meus inimigos;

destrói todos os meus adversários,

pois sou teu servo.