Chinese Contemporary Bible (Traditional)

出埃及記 2

摩西出生

1有一個利未族人跟他同族的女子結婚。 那女子懷孕,生了一個男嬰。她看見孩子可愛,就把他藏了三個月。 後來無法再藏下去,她就拿來一個蒲草籃子,外面塗上防水的瀝青和柏油,然後把嬰兒放在裡面,又把籃子放在尼羅河邊的蘆葦叢中。 嬰兒的姐姐遠遠地站著,要看看她的弟弟究竟會怎樣。

這時,法老的女兒來到河邊沐浴,宮女們在河邊行走。公主發現了蘆葦叢中的籃子,便吩咐一個婢女去把它取來。 公主打開一看,原來是一個男嬰。公主看見孩子在哭,就可憐他,說:「他是希伯來人的孩子。」 嬰兒的姐姐對公主說:「我去找一個希伯來婦女當奶媽,為你哺養他好嗎?」 公主回答說:「好!」那女孩就跑去把嬰孩的母親帶來。 公主對那婦女說:「你把孩子抱去,替我哺養他,我會給你工錢。」她便把孩子抱去哺養。 10 孩子漸漸長大,她便把他帶到公主那裡,孩子就做了公主的兒子。公主給孩子取名叫摩西,意思是「我把他從水中拉了上來」。

11 後來,摩西長大了,他去看望做苦工的希伯來同胞,看見一個埃及人在毆打他的一個希伯來同胞。 12 他左右觀望,見四下無人,便下手殺了那埃及人,把屍體埋藏在沙地裡。 13 第二天,他又出去,看見兩個希伯來人在打架,便過去對理虧的人說:「你為什麼打自己的同胞呢?」 14 那人說:「你以為你是誰啊?誰立你做我們的首領和審判官?難道你要殺我,像殺那個埃及人一樣嗎?」摩西聽了,害怕起來,心想:「我做的事一定被人知道了。」 15 法老聽說這件事後,便想殺死摩西。摩西為了躲避法老,就逃到米甸居住。一天他坐在一口井旁, 16 米甸祭司的七個女兒來打水,要把水倒進槽裡飲她們父親的羊。 17 這時,來了另外一群牧人要把她們趕走。摩西便起來幫助她們,打水飲她們的羊群。 18 她們回到父親流珥[a]那裡,父親問她們:「你們今天怎麼這麼快就回來了?」 19 她們答道:「有一個埃及人救我們免遭牧人的欺負,還幫我們打水飲羊群。」 20 他又問女兒們:「現在那人在哪裡?你們怎麼可以丟下他不管呢?去請他來吃點東西。」 21 後來,摩西同意住在那人家裡。那人把女兒西坡拉許配給他。 22 後來,西坡拉生了一個兒子,摩西給他取名叫革舜,意思是「我成了在異鄉寄居的人」。

23 過了多年,埃及王死了。以色列人受盡奴役,就哀歎呼求,聲音傳到上帝那裡。 24 上帝聽見他們的哀聲,顧念從前跟亞伯拉罕、以撒、雅各所立的約, 25 就垂顧他們,體恤他們。

Notas al pie

  1. 2·18 流珥」又名「葉忒羅」。

O Livro

Êxodo 2

O nascimento de Moisés

11/2 Por essa altura havia um moço hebreu que era casado com uma rapariga da tribo de Levi, tal como ele aliás, e que tiveram um menino. A mãe deu­se conta de que o bebé era de uma formosura fora do habitual e escondeu­o em casa durante três meses. 3/4 Mas depois, quando já não podia tê­lo escondido sem que o soubessem, fez uma cesta de canas de papiro, cobriu­a de betume para a tornar impermeável à água, pôs­lhe dentro o menino e deixou­a por entre os juncos da margem do rio Nilo. A irmã do bebé ficou um pouco afastada, a ver o que lhe acontecia.

E o que lhe aconteceu foi isto: A princesa, uma das filhas de Faraó, veio tomar banho no rio na companhia das aias; e andava por ali a passear na margem quando descobriu a pequena cesta por entre os juncos, mandando logo uma criada buscá­la.

6/7 Quando a abriu viu lá dentro um menino a chorar! Isto comoveu­a muito.

“É com certeza um menino dos hebreus!”, disse ela. Nessa altura a irmã do bebé aproximou­se e perguntou­lhe:

“Deseja que eu vá procurar uma mulher hebréia que dê o leite ao menino?”

“Sim, vai!”, respondeu­lhe a princesa. E a moça correu a casa a chamar a mãe.

9/10 A princesa mandou então a esta: “Leva o bebé para a tua casa e amamenta­o; pagar­te­ei bem.”

A mãe foi­se e criou­o. Algum tempo depois quando o menino já estava mais crescido, trouxe­o à princesa que o adoptou como o seu filho e lhe deu o nome de Moisés; “porque”, disse ela, “o tirei da água.”

Moisés mata um egípcio e foge

11/12 Quando Moisés era já homem, ia ter com os seus irmãos de raça e começou a dar­se conta das terríveis condições em que viviam e trabalhavam. Certa vez viu mesmo um egípcio a bater num dos seus irmãos hebreus! Não se conteve. Olhou dum lado e doutro para se certificar de que ninguém mais o via, matou o egípcio e enterrou o corpo na areia para o esconder.

13 No dia seguinte, tendo ido de novo ver os seus irmãos, deparou com dois deles agredirem­se. Interpelando aquele que não tinha razão disse­lhe: “Que é que estás a fazer? Estás a bater num dos teus próprios irmãos!”

14/17 “E quem te manda a ti”, retorquiu­lhe o outro, “armares­te em nosso príncipe, em nosso juiz? Ou será que tens intenção de me matar como mataste ontem o egípcio?” Moisés, constatando que o seu acto tinha sido descoberto, encheu­se de medo. Na verdade Faraó soube disso e mandou que Moisés fosse preso e executado. Este contudo fugiu para a terra de Midiã.

Estava ele sentado junto dum poço quando sete raparigas, filhas dum sacerdote de Midiã, se chegaram para tirar água e encher as pias para dar de beber aos rebanhos do pai. Mas uns outros pastores começaram a repeli­las. Moisés interveio então, defendendo­as e depois tirou ele mesmo água para os rebanhos.

18 Quando voltaram para casa o pai, Reuel, perguntou­lhes: “Vocês hoje vieram muito mais cedo! Como foi isso?”

19 “Foi um egípcio que não só nos defendeu dos pastores que começaram a atacar­nos como até nos tirou água e deu a beber aos rebanhos.”

20 “Bom, e onde está ele?”, perguntou o pai. “Não me digam que o deixaram lá! Vão já buscá­lo, para que coma ao menos connosco!”

21/22 Depois Moisés aceitou mesmo o convite de Reuel para ficar a viver com eles, e veio a casar com uma das filhas que ele lhe deu por mulher, Zípora. Tiveram assim um filho que se chamou Gerson, porque Moisés se considerava um estrangeiro em terra estranha.

23 Anos mais tarde o rei do Egipto morreu; mas os israelitas continuavam a sofrer sob o peso das suas cargas, escravizados, chorando amargamente perante o Senhor. 24/25 Este ouviu os seus clamores lá do céu e achou ter chegado o momento de dar acção às promessas feitas a Abraão, a Isaque e a Jacob. Debruçando­se então sobre eles, o Senhor decidiu iniciar o processo da sua salvação.