Chinese Contemporary Bible (Simplified)

诗篇 109

患难中的苦诉

大卫的诗歌,交给乐长。

1我所赞美的上帝啊,
求你不要沉默不语。
因为邪恶和诡诈的人开口攻击我,
用谎言毁谤我。
他们恶言恶语地围着我,
无缘无故地攻击我。
我爱他们,他们却控告我,
但我为他们祷告。
他们对我以恶报善,
以恨报爱。
求你差恶人攻击我的仇敌,
派人站在他右边控告他。
当他受审时,
愿他被判为有罪,
他的祷告也算为罪过。
愿他的年日短少,
愿别人取代他的职位。
愿他的孩子失去父亲,
妻子成为寡妇。
10 愿他的孩子流浪行乞,
被赶出自己破败的家。
11 愿债主夺取他所有的财产,
陌生人抢走他的劳动成果。
12 愿无人向他施恩,
无人同情他的孤儿。
13 愿他断子绝孙,
他的姓氏传不到下一代。
14 愿耶和华记住他祖辈的罪恶,
不除去他母亲的罪过。
15 愿耶和华永不忘记他的罪恶,
把他从世上铲除。
16 因为他毫无仁慈,
迫害困苦、贫穷和伤心的人,
置他们于死地。
17 他喜欢咒诅人,
愿咒诅临到他;
他不喜欢祝福人,
愿祝福远离他。
18 他咒诅成性,
愿咒诅如水侵入他的身体,
如油浸透他的骨头。
19 愿咒诅不离其身,
如同身上的衣服和腰间的带子。
20 愿耶和华这样报应那些诬告我,
以恶言攻击我的人。
21 主耶和华啊,
求你因自己的名恩待我,
因你的美善和慈爱拯救我。
22 因为我贫穷困苦,
内心饱受创伤。
23 我像黄昏的日影一样消逝,
如蝗虫一般被抖落。
24 禁食使我双腿发软,
瘦骨嶙峋。
25 仇敌都嘲笑我,
他们看见我就连连摇头。
26 我的上帝耶和华啊,
求你帮助我,施慈爱拯救我,
27 让他们都看见这是你耶和华的作为。
28 任凭他们咒诅吧,
你必赐福给我。
攻击我的人必蒙羞,
你的仆人必欢喜。
29 愿诬告我的人满面羞辱,
无地自容。
30 我要竭力颂扬耶和华,
在众人面前赞美祂。
31 因为祂保护贫穷的人,
拯救他们脱离置他们于死地的人。

O Livro

Salmos 109

Salmo de David. Para o diretor do coro.

1Ó Deus, tu que és o objeto do meu louvor,
não permaneças calado!
Os perversos e mentirosos caluniam-me;
dizem mentiras a meu respeito.
Eles não têm razão para me odiar
e estar cerradamente contra mim, como fazem.
Em paga pelo meu amor são meus inimigos;
quanto a mim, só me resta fazer-te oração!
Pagam-me o bem com o mal,
o amor com o ódio.

Nomeiem um juiz corrupto
e que haja um acusador contra ele à sua direita!
Seja julgado e condenado!
Que a sentença seja infalivelmente a sua condenação!
Que até as suas orações sejam consideradas um pecado!
Que os dias da sua vida sejam poucos e breves
e que venha outro tirar-lhe o trabalho!
Que os seus filhos fiquem órfãos
e a sua mulher viúva!
10 Que sejam expulsos das ruínas do seu lar
e os seus descendentes obrigados a mendigar o pão,
por terras distantes!
11 Que os credores lancem mão de tudo o que era dele
e que estranhos fiquem com tudo o que ganhou!
12 Que ninguém tenha misericórdia dele
nem dó dos seus órfãos!
13 Que a sua posteridade venha a desaparecer
e que ninguém se lembre dele, passada uma geração!
14 Que o Senhor se lembre da maldade dos seus pais
e não os tenha por inocentes!
15 Que o Senhor tenha esses pecados sempre presentes;
que ninguém se lembre que existiram esses homens!

16 Pois recusou ser bondoso para com o seu próximo;
chegou ao ponto de perseguir os que estavam aflitos,
os necessitados e os que viviam com o coração angustiado;
perseguiu-os até os liquidar!
17 Visto que teve alegria na maldição dos outros,
venha agora a maldição sobre ele!
Se nunca quis a tua bênção,
por que razão haveria agora de ser abençoado por ti?
18 A maldição era algo que lhe era tão habitual,
como a própria roupa que se veste
ou a água que normalmente se bebe
ou como óleo para os ossos.
19 Que essas mesmas maldições que distribuiu
se voltem agora contra ele!
Que se lhes peguem como a roupa ao corpo!
Que o apertem como o cinto que tem à cintura!
20 Seja esse o castigo do Senhor aos meus inimigos,
aos que dizem toda a espécie de mentiras a meu respeito
e querem a destruição da minha alma.

21 Mas tu, Senhor, meu Deus, age em meu favor,
para que o teu nome seja honrado!
Livra-me, porque sei que é grande a tua bondade!
22 Estou aflito e necessitado;
o meu coração vai desfalecendo.
23 Vou resvalando pela encosta da vida,
em direção à sombra da morte;
em breve a vida me sacudirá como se sacode um gafanhoto.
24 Os meus joelhos estão esfraquecidos de tanto jejuar;
sou só pele e osso!
25 Sou já, para toda a gente,
como que a própria imagem do fracasso;
olham para mim e abanam a cabeça.

26 Ajuda-me, Senhor, meu Deus!
Salva-me, porque és cheio de bondade!
27 Para que toda a gente constate
que intervéns na minha vida.
28 Eles podem amaldiçoar, é certo,
mas que importa se és tu quem me abençoará?
Bem podem levantar-se para me destruir;
mas que eles sejam envergonhados,
e que o teu servo se alegre!
29 Que fracassem em tudo o que fizerem!
Que a desgraça se lhes cole à vida como a roupa ao corpo!

30 Quero agradecer ao Senhor com todas as forças;
contarei a toda a gente o que fez por mim.
31 Pois ele permanece à direita do pobre,
para o livrar dos que pretendem destruir a sua alma.