Chinese Contemporary Bible (Simplified)

诗篇 104

称颂创造主——上帝

1我的心啊,要称颂耶和华。
我的上帝耶和华啊,
你是多么伟大!
你以尊贵和威严为衣,
你身披光华如披外袍,
你铺展穹苍如铺幔子。
你在水中设立自己楼阁的栋梁。
你以云彩为车驾,乘风飞驰。
风是你的使者,
火焰是你的仆役。
你奠立大地的根基,
使它永不动摇。
你以深水为衣覆盖大地,
淹没群山。
你一声怒叱,众水便奔逃;
你一声雷鸣,众水就奔流,
漫过山峦,流进山谷,
归到你指定的地方。
你为众水划定不可逾越的界线,
以免大地再遭淹没。

10 耶和华使泉水涌流在谷地,
奔腾在山间,
11 让野地的动物有水喝,
野驴可以解渴。
12 飞鸟也在溪旁栖息,
在树梢上歌唱。
13 祂从天上的楼阁降雨在山间,
大地因祂的作为而丰美富饶。
14 祂使绿草如茵,滋养牲畜,
让人种植作物,
享受大地的出产,
15 有沁人心怀的醇酒、
滋润容颜的膏油、
增强活力的五谷。
16 耶和华种植了黎巴嫩的香柏树,
使它们得到充沛的水源,
17 鸟儿在树上筑巢,
鹳鸟在松树上栖息。
18 高山是野山羊的住处,
峭壁是石獾的藏身之所。
19 你命月亮定节令,
使太阳自知西沉。
20 你造黑暗,定为夜晚,
作林中百兽出没的时间。
21 壮狮吼叫着觅食,
寻找上帝所赐的食物。
22 太阳升起,
百兽便退回自己的洞窟中休息,
23 人们外出工作,直到黄昏。

24 耶和华啊,你的创造多么繁多!
你用智慧造了这一切,
大地充满了你创造的万物。
25 汪洋浩瀚,
充满了无数的大小水族,
26 船只往来于海上,
你造的鲸鱼也在水中嬉戏。
27 它们都倚靠你按时供应食物。
28 它们从你那里得到供应,
你伸手赐下美食,
使它们饱足。
29 你若对它们弃而不顾,
它们会惊慌失措。
你一收回它们的气息,
它们便死亡,归于尘土。
30 你一吹气便创造了它们,
你使大地更新。

31 愿耶和华的荣耀存到永远!
愿耶和华因自己的创造而欢欣!
32 祂一看大地,大地就震动;
祂一摸群山,群山就冒烟。
33 我要一生一世向耶和华歌唱,
我一息尚存就要赞美上帝。
34 愿祂喜悦我的默想,
祂是我喜乐的泉源。
35 愿罪人从地上消逝,
愿恶人荡然无存。

我的心啊,要称颂耶和华!
你们要赞美耶和华!

O Livro

Salmos 104

1Oh, minha alma, louva o Senhor.
Senhor, meu Deus, como tu és grandioso!
Estás revestido de honra, de majestade.
A luz te rodeia como um manto sublime,
    como um imponente reposteiro,
    que se estende de uma ponta à outra do firmamento!
Escavaste na superfície da terra abismos que encheste
    com os oceanos.
Fazes-te transportar nas nuvens.
Voas nas asas do vento!
Os teus mensageiros são ventos
    e os teus ministros eficazes como fogo.

És tu quem sustenta a Terra
    para que não se desintegre no espaço.
Envolveste a terra com os oceanos,
    e até altas montanhas ficaram submersas.
Falaste,
    e ao som da tua voz as águas se juntaram e formaram os oceanos,
ergueram-se as altas cordilheiras, cavaram-se os vales,
    tudo à medida da tua vontade.
Impuseste um limite aos mares
    de forma a não mais cobrirem a terra.

10 Deus fez rebentar nascentes nos vales
    que depois percorrem a terra, entre os montes,
    dando de beber a todos os animais.
11 Até os animais selvagens matam nelas a sua sede.
12 Junto desses rios e ribeiros fazem as aves os seus ninhos,
    cantando entre a ramagem das árvores.
13 Ele manda que a chuva caia sobre as montanhas
    e que a terra se encha de frutos.
14 Faz crescer a erva que alimenta os animais.
Toda a vegetação existe para benefício da humanidade,
    que assim tira da terra grande parte do seu sustento,
15 tal como o vinho que lhe alegra o coração,
    e o azeite que, além do mais, até lhe serve de loção para a pele,
    e ainda o pão, necessário para lhe renovar as forças diariamente.
16 Foi o Senhor que plantou os grandiosos cedros do Líbano,
    altíssimos e viçosos,
17 nos quais se aninham os mais variados pássaros —
    a cegonha é nos ciprestes que se abriga.
18 No alto das montanhas refugiam-se as cabras monteses,
e até mesmo as rochas não são inúteis,
quanto mais não seja porque nelas se abrigam os coelhos!

19 Deus estabeleceu que a Lua marcasse os tempos,
e que o Sol limitasse os dias.
20 Ordenou a sucessão das noites;
e é aproveitando a sua escuridão
    que os animais das matas saem das tocas.
21 Então os filhotes dos leões rugem pedindo comida,
    e é Deus quem se ocupa deles.
22 Assim que o Sol nasce de novo,
    se esgueiram de volta para os covis.
23 É então a altura do homem sair para as suas fainas e actividades
    até que novamente caia a noite.

24 Senhor, como é tão variada a tua criação!
Com que sabedoria tu fizeste todas as coisas!
A Terra está cheia das tuas riquezas!
25 Basta olhar para esse vasto oceano
    onde vive uma infinidade de criaturas maravilhosas,
    dos mais diversos tamanhos!
26 E não só isso, mas essas mares imensos são também cruzados
    por toda a espécie de navios.
E neles até pode brincar a grande e forte baleia!

27 Cada um desses seres vivos depende de ti para o seu sustento diário.
28 Tu o forneces
    e eles não têm mais do que o colher!
Abres, a favor deles, a tua mão, e satisfazem-se com a tua generosidade.
29 Contudo, basta que te afastes deles por algum tempo
    para que fiquem perdidos.
Se param de respirar, morrem, reduzidos a pó da terra!
30 Mas pelo teu Espírito, que envias à Terra,
    nasce uma vida nova,
    e assim renovas a tua criação.

31 Louvemos Deus, sem cessar!
Como ele deve alegrar-se nas suas próprias obras!
32 A Terra treme sob o seu olhar.
Tocando Deus nas montanhas, logo se inflamam!

33 Cantarei ao Senhor enquanto eu viver.
Cantarei louvores ao meu Deus até ao fim da vida!
34 Seja-lhe agradável a minha meditação.
Ele é a fonte de toda a minha alegria.
35 O meu desejo é que, um dia, todos os pecadores
    venham a desaparecer de sobre a face da Terra,
    e que não mais exista gente que faça o mal.

A minha vida sempre louvará o Senhor,
    e comigo, que toda a gente louve também o Senhor!