Amplified Bible

Psalm 38

Prayer in Time of Discipline.

A Psalm of David; to bring to remembrance.

1O Lord, do not rebuke me in Your wrath,
Nor discipline me in Your burning anger.

For Your arrows have sunk into me and penetrate deeply,
And Your hand has pressed down on me and greatly disciplined me.

There is no soundness in my flesh because of Your indignation;
There is no health in my bones because of my sin.

For my iniquities have gone over my head [like the waves of a flood];
As a heavy burden they weigh too much for me.

My wounds are loathsome and foul
Because of my foolishness.

I am bent over and greatly bowed down;
I go about mourning all day long.

For my sides are filled with burning,
And there is no health in my flesh.

I am numb and greatly bruised [deadly cold and completely worn out];
I groan because of the disquiet and moaning of my heart.


Lord, all my desire is before You;
And my sighing is not hidden from You.
10 
My heart throbs violently, my strength fails me;
And as for the light of my eyes, even that has also gone from me.
11 
My loved ones and my friends stand aloof from my plague;
And my neighbors stand far away.
12 
Those who seek my life lay snares for me,
And those who seek to injure me threaten mischievous things and destruction;
They devise treachery all the day long.

13 
But I, like a deaf man, do not hear;
I am like a mute man who does not open his mouth.
14 
Yes, I am like a man who does not hear,
In whose mouth are no arguments.
15 
For in You, O Lord, I hope;
You will answer, O Lord my God.
16 
For I pray, “May they not rejoice over me,
Who, when my foot slips, would boast against me.”
17 
For I am ready to fall;
My sorrow is continually before me.
18 
For I do confess my guilt and iniquity;
I am filled with anxiety because of my sin.
19 
But my [numerous] enemies are vigorous and strong,
And those who hate me without cause are many.
20 
They repay evil for good, they attack and try to kill me,
Because I follow what is good.
21 
Do not abandon me, O Lord;
O my God, do not be far from me.
22 
Make haste to help me,
O Lord, my Salvation.

O Livro

Salmos 38

Salmo de David.

Como lembrete para Deus.

1Senhor, não me castigues em consequência da tua severidade,
    não me repreendas com zanga.
Os teus castigos me têm ferido,
    a tua mão tem pesado sobre mim.
Por causa da tua cólera todo o meu corpo está doente.
Não tenho paz, sinto dores contínuas
    por causa dos meus pecados,
    que são como uma inundação que me submerge inteiramente.
São um fardo demasiado pesado para as minhas forças.
As minhas feridas estão inflamadas e cheias de pus,
e isso em consequência da minha loucura.
Ando encurvado, abatido.
Os meus dias estão cheios de angústia e de lamentos.
Os meus lombos ardem-me;
todo o corpo está doente.
Estou doente e esmagado,
    gemo de desespero.

Senhor, tu conheces as minhas ânsias, e ouves o meu lamento.
10 O meu coração bate apressado, faltam-me as forças,
e até a luz dos olhos me vai faltando.
11 Tanto amigos como vizinhos se afastam de mim
    com medo da minha doença.
Até a minha família se põe à distância.
12 Enquanto isto, os meus inimigos procuram matar-me.
E dizem coisas para me estragar a vida,
    andam todo o dia a imaginar coisas contra mim.

13 Mas eu mantenho-me surdo a todas as suas ameaças;
na frente deles sou como um mudo.
14 Não abro a minha boca. Nada tenho a dizer.
15 Porque espero em ti, Senhor, meu Deus. Tu me ouvirás.
16 Põe um fim à arrogância desses que se alegram quando escorrego.

17 Estou à beira de cair.
Tenho constantemente diante de mim essa causa de tristeza.
18 Confesso os meus pecados.
Aflijo-me por causa do mal que fiz.
19 Mas os meus inimigos são fortes e perseguem-me rijamente;
continuam a odiar-me
    ainda que nada tenha feito que lhes dê razão para isso.
20 Eles pagam-me o bem com o mal,
    e odeiam-me por eu seguir um caminho direito.
21 Não me deixes, Senhor, meu Deus, não te afastes de mim!
22 Vem depressa em meu auxílio. Socorre-me, meu Salvador!